CONCESSÃO DE NOVOS CRÉDITOS CAIU EM ABRIL DE 2019

O total do crédito concedido pelos bancos às famílias e às empresas caiu 2,183% em abril para 192.568 milhões de euros, face ao mês homólogo de 2018, segundo dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal (BdP).

O total do crédito concedido pelos bancos às famílias e às empresas caiu 2,183% em abril para 192.568 milhões de euros, face ao mês homólogo de 2018, segundo dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal (BdP).

Face a março de 2019, o total do ‘stock’ do crédito a empresas e famílias recuou 0,037%, já que nesse mês tinha sido de 192.640 milhões de euros.

Por segmentos, os empréstimos para compra de habitação eram em março de 97.201 milhões de euros, abaixo dos 97.246 milhões de euros de março e dos 98.270 milhões de euros de abril de 2018.

Já nas empresas, o crédito emprestado em abril somava 68.870 milhões de euros, abaixo dos 69.029 milhões de euros de março e dos 73.041 de abril de 2018.

O crédito ao consumo e outros fins era em abril de 26.497 milhões de euros, neste caso acima dos 26.364 milhões de euros de março e dos 25.554 milhões de euros de abril do ano passado.

Quanto a indicadores de incumprimento, o rácio de crédito vencido das famílias foi de 3,3% em abril, inalterado face a março, sendo que na habitação a percentagem de crédito em incumprimento em abril era ainda menor, de 2,2%.

Já o crédito ao consumo voltou a apresentar um nível de incumprimento mais elevado, de 7,4% em abril, o mesmo valor do mês anterior e abaixo dos 9,2% de abril de 2018.

No que diz respeito ao rácio de crédito vencido das empresas, subiu em abril para os 9,1% face aos 8,9% de março, ficando ainda assim bastante abaixo dos 13,1% do mês homólogo do ano passado.

O ‘stock’ do crédito diz respeito ao valor global do crédito acumulado concedido pelos bancos e é diferente das novas operações de crédito, que se referem aos novos empréstimos concedidos em cada mês.

LUSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.