NACIONAL

MINISTRA DA SAÚDE ADMITE QUE PORTUGAL NÃO CONSEGUE QUEBRAR CADEIAS DE TRANSMISSÃO

A ministra da Saúde admitiu hoje que Portugal não está a conseguir interromper cadeias de transmissão do novo coronavírus, frisando que isso não pode levar a desistir de o tentar.

“Estamos a ter dificuldade em quebrar as cadeias de transmissão, estão a manter-se relativamente persistentes e, portanto, pusemos no terreno um conjunto de instrumentos adicionais”, afirmou Marta Temido numa conferência de imprensa de acompanhamento da pandemia da covid-19.

Questionada sobre uma alegada intervenção irritada do primeiro-ministro para lhe tirar a palavra numa reunião do Governo e do Presidente da República com especialistas, Marta Temido afirmou em tom irónico que, “se o primeiro-ministro ‘puxou as orelhas’ à ministra da Saúde, teria certamente razão, embora os castigos corporais sejam pouco da nossa forma de trabalhar”.

“Todos começamos a ficar bastante cansados e gostaríamos de poder voltar a página da covid-19. É natural que se perca alguma da tranquilidade e possamos perguntar-nos se as coisas estão a evoluir no melhor sentido”, declarou.

VEJA AINDA:

PRESIDENCIAIS: VOTO VAI SER RECOLHIDO EM LARES, MAS IDOSOS TÊM DE SE INSCREVER NA PLATAFORMA DO VOTO ANTECIPADO

Lusa

COVID-19: PARLAMENTO NA MADEIRA COM NOVAS MEDIDAS DE COMBATE À PANDEMIA

Lusa

COVID-19: SUPERMERCADOS SEM RESTRIÇÕES DE HORÁRIOS E COSTA PEDE QUE NÃO HAJA ‘CORRIDAS’

Lusa

MADEIRA: INÍCIA HOJE RECOLHER OBRIGATÓRIO DEVIDO À PANDEMIA DE COVID-19

Lusa

COVID-19: PORTUGAL COM 57 CONCELHOS EM RISCO EXTREMO, MAIS DO DOBRO DA ANÁLISE ANTERIOR

Lusa

LISBOA: CENTRO HOSPITALAR CENTRAL AVANÇA PARA O ÚLTIMO NÍVEL DE CONTINGÊNCIA

Lusa