RÁDIO REGIONAL
NACIONAL

COVID-19: TRÁFEGO NO ACESSO À INTERNET POR BANDA LARGA AUMENTA 61% EM 2020

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O tráfego no acesso à internet por banda larga aumentou 60,6% em 2020, ano de início da pandemia, após crescimentos de 28,7% em 2019 e de 44,8% em 2018, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os dados do instituto, de balanço dos transportes e comunicações no ano passado, revelam que o volume de tráfego associado ao acesso à internet por banda larga alcançou os 10,1 mil milhões de GB no ano passado, tendo crescido “de forma extraordinária”, ao subir 60,6% em 2020.

Quanto ao volume de tráfego do acesso à internet, o número de acessos à internet aumentou 4,9% em 2020, acima da subida de 4,8% em 2019, atingindo 4,16 milhões.

Também os acessos por fibra ótica continuaram a crescer (+14,1%), mas menos do que no ano anterior (+17,4% em 2019), assim como o número de assinantes do serviço de televisão por subscrição que subiu 4%, mais do que os 3,7% em 2019, atingindo 4,2 milhões de assinantes.

O serviço com tecnologia de fibra ótica (FTTH), tal como no ano anterior, foi o único a registar um aumento de subscritores (+14,4%, abaixo da subida de 17,5% em 2019) e representou 51,6% do total, com 2,2 milhões de assinantes.

Sobre os transportes, o INE conclui que o impacto da pandemia foi negativo em 2020 “em todos” os modos de transporte, destacando os decréscimos no número de passageiros transportados por ferrovia (-41,7%), metropolitano (-47,8%), rodovia (-42,0%) e fluvial (-42,8%), após crescimentos de 18,9%, 10,6%, 4,2% e + 6,7%, em 2019, pela mesma ordem.

Mas o transporte aéreo de passageiros foi o que registou o maior impacto, diminuindo 69,4% o movimento de passageiros nos aeroportos e aeródromos nacionais (+6,8% em 2019, enquanto o transporte de mercadorias diminuiu na via aérea (-29,4%, +12,0% em 2019), na ferrovia (-10,6%, -8,4% em 2019), no modo marítimo (-7,0%, -5,6% em 2019) e no transporte rodoviário em veículos nacionais (-14,8%, -2,2% em 2019).

A doença covid-19 já provocou 5.020.845 mortes em todo o mundo, entre 248 milhões de infetados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, segundo um balanço da agência de notícias France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram mais de 18 mil pessoas, de mais de um milhãos de infetactos confirmados, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 na China e atualmente com variantes identificadas em vários países.

VEJA AINDA:

COVID-19: PANDEMIA TERÁ CONTRIBUIDO PARA AUMENTO DE MORTES POR AVC

Lusa

COVID-19: PORTUGAL COM QUASE 100 MIL CASOS E 142 MORTES ENTRE 03 E 09 DE MAIO – DGS

Lusa

LINHA SNS 24 ATENDEU QUASE MEIO MILHÃO DE CHAMADAS DESDE O FIM DAS MÁSCARAS

Lusa

SNS24 COM PRESCRIÇÃO AUTOMÁTICA PARA TESTE EM CASO DE AUTOTESTE POSITIVO

Lusa

NOS E ALTICE DIZEM QUE NÃO ESTÃO LIVRES DE SER ALVO DE ATAQUE COMO A VODAFONE

Lusa

COVID-19: NOVAS VARIANTES DA ÓMICRON SÃO MAIS TRANSMISSÍVEIS – OMS

Lusa