RÁDIO REGIONAL
ECONOMIA & FINANÇAS

CRISE: PRODUÇÃO AUTOMÓVEL CAI 35,7% EM SETEMBRO DEVIDO À FALTA DE SEMICONDUTORES

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Os veículos automóveis produzidos em Portugal em setembro totalizaram 21.006, uma queda de 35,7% face ao mês homólogo de 2020, essencialmente devido à “crise dos semicondutores”, divulgou esta quinta-feira a ACAP – Associação Automóvel de Portugal.

Já no conjunto dos nove primeiros meses de 2021 “saíram das fábricas instaladas em Portugal 200.731 veículos, ou seja, mais 8,1% do que em igual período do ano anterior”, refere a associação em comunicado, acrescentando que “97,5% dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo”.

A Europa “continua a ser o mercado líder nas exportações dos veículos fabricados em território nacional – com 87,3% -, com a Alemanha (16,7%), França (14,3%), Itália (13,4%) e Espanha (12,1%) no topo do ‘ranking’”, segundo a ACAP.

No que respeita aos veículos ligeiros de passageiros, em setembro foram produzidos em Portugal 15.714 veículos, menos 41,5% do que no mesmo mês do ano passado, mas no conjunto dos nove meses foi registado um aumento homólogo de 7,3% para 158.729 unidades.

Nos ligeiros de mercadorias foi registada uma queda de 11,3% em setembro, para 4.863 veículos, mas um aumento de 9,2% para 38.878 veículos no conjunto dos primeiros nove meses deste ano.

Já a produção de veículos pesados aumentou em termos homólogos 23,3% em setembro, para 429 veículos, e 42,7% no conjunto dos nove meses, para 3.124 unidades.

Em setembro deste ano foram montados 18 veículos pesados, menos 50% face a igual mês de 2020.

Em termos acumulados, nos nove meses deste ano, a montagem de veículos pesados recuou 71%, face igual período do ano anterior, representando 156 veículos montados.

Entre janeiro e setembro apenas foram montados veículos pesados de passageiros.

VEJA AINDA:

TRABALHADORES DA CULTURA SEM TRABALHO PASSAM A TER DIREITO A UM ‘SUBSÍDIO’ ENTRE 438 E 1097 EUROS

Lusa

PESCADORES ALERTAM QUE SUBIDA DOS COMBUSTÍVEIS DEIXA ATIVIDADE ‘INSUSTENTÁVEL’

Lusa

PREÇO DA LUZ NO MERCADO REGULADO DEVERÁ SUBIR 0,2% EM 2022

Lusa

COMBUSTÍVEIS: SONAE ADMITE QUE A SUBIDA DE PREÇOS NO RETALHO É ‘INEVITÁVEL’

Lusa

OE2021: ISV E IMPOSTO DE CIRCULAÇÃO 0,9% MAIS CAROS NO PRÓXIMO ANO

Lusa

SEGURANÇA RODOVIÁRIA: POLÍCIA E CENTROS DE INSPEÇÃO ASSINAM PROTOCOLO

Lusa