ECONOMIA & FINANÇAS

CRISE: VENDAS A RETALHO SUBIRAM NA UNIÃO EUROPEIA MAS CAÍRAM EM PORTUGAL

Vendas a retalho aumentaram em agosto na zona euro e União Europeia (UE), mas caíram em Portugal, naquela que foi a segunda maior quebra mensal (-1,4%).

De acordo com dados divulgados esta segunda-feira pelo Eurostat, o gabinete estatístico europeu, o volume das vendas a retalho subiu 3,7% na zona euro e 3,5% na UE, face a agosto de 2019. Na comparação com julho, as vendas a retalho subiram 4,4% na zona euro e 3,8% na UE.

Mas em agosto, Portugal esteve em contraciclo com ambas as áreas, apresentando um recuo de 4,4% na variação homóloga e de 1,4% na mensal, o segundo maior da UE.

Face a agosto de 2019, o indicador teve as maiores subidas na Bélgica (12,9%), na Irlanda (9,8%) e na Holanda (8,3%) e as principais quebras na Bulgária (-12,2%), em malta (-7,5%) e na Eslovénia (-6,6%).

Na comparação com julho, a Bélgica (9,6%), França (6,2%) e Alemanha (3,1%) registaram as maiores subidas nas vendas a retalho, enquanto a Roménia e a Eslovénia (-1,6%) e Portugal (-1,4%) apresentaram as maiores quebras.

VEJA AINDA:

CONSUMO DE PETRÓLEO PODE VOLTAR A DISPARAR EM 2023

Lusa

EUROPA BATE O RECORDE DE 700 MIL NOVOS CASOS DE COVID-19 NUMA SEMANA

Lusa

DANILO APOSTA NA ORGANIZAÇÃO FRENTE À SEMPRE DIFÍCIL SELECÇÃO FRANCESA

Lusa

CRISE: RESTAURANTES QUEREM IVA A 6% PARA ‘SALVAÇÃO’ DO SETOR

Lusa

COVID-19: PORTUGAL VOLTA A ULTRAPASSAR BARREIRA DOS 1000 INFETADOS NUM DIA

Lusa

COMISSÃO EUROPEIA COMPROU 500 MIL DOSES DE REMDESIVIR POR 70 MILHÕES

Lusa