NOTÍCIAS

A DERROTA DE UM CAMPEÃO

Um arranque de sonho nesta Liga dos Campeões dava asas ao Benfica para voar na Turquia, mas as águias acabaram por cair diante do Galatasaray, com uma derrota por 2-1 num jogo onde até estiveram em vantagem. No jogo da terceira jornada do grupo C, os encarnados não resistiram à reacção turca, assente nos golos de Inan e Podolski.

Em Istambul, a equipa comandada por Rui Vitória dificilmente poderia desejar melhor início do desafio, já que Nico Gaitán, logo aos dois minutos, fez o 0-1 a favor do Benfica. O extremo argentino assinou um golo pleno de classe perante Muslera e elevou assim para três o seu pecúlio de golos marcados nesta edição da Champions. Mais um golpe de magia do número 10 do Benfica.

Depois das vitórias sobre Astana e Atlético de Madrid, os encarnados pareciam lançados para nova noite de glória, mas rapidamente viram o Galatasaray crescer no encontro. Liderados por Sneijder, os turcos lançaram um autêntico assalto à baliza de Júlio César, com sucessivas iniciativas de ataque, e viram o seu esforço ser coroado de sucesso aos 19 minutos. André Almeida travou com a mão na área um remate do Galatasaray e o árbitro não hesitou em apontar para a marca de grande penalidade, que Inan converteu de forma exemplar no 1-1.

O Benfica ficou um pouco abalado com o golo e tentou reagir, mas a sua defesa não revelava a segurança de outras noites. Os encarnados tremiam sobretudo pelas laterais, onde Sílvio e Eliseu não conseguiam acertar com o posicionamento defensivo. Assim, foi com naturalidade que o Galatasaray consumou a reviravolta ainda no primeiro tempo, por intermédio de Podolski. O avançado alemão fugiu na esquerda e diante de Júlio César finalizou com eficácia, sentenciando o 2-1 aos 32 minutos.

Para a segunda parte, Rui Vitória manteve a estrutura e passou confiança para os mesmos 11 jogadores. Contudo, o técnico viu a sua equipa voltar a tremer nos primeiros minutos deste período, com Sneijder e Bulut a ficarem muito perto do golo, aos 49’ e 51’.

Entretanto, o Benfica reergueu-se e lembrou-se de atacar novamente a baliza de Muslera. Jonas, Gaitán e Jiménez ensaiam sucessivas tentativas, mas o guardião uruguaio travou todas as investidas. Rui Vitória queria mais e arriscou tudo: primeiro entrou Pizzi para o lugar de Eliseu; depois, Victor Andrade e Mitroglou saltaram também para o relvado, no assalto final ao último reduto do Galatasaray.

A mensagem de ataque era total e isso também abriu espaço para os contra-ataques turcos, onde valeu a presença de Júlio César a segurar a equipa no jogo. No entanto, a crença do Benfica não chegou para encontrar o caminho do empate e assim se sentenciou o primeiro desaire.

O Benfica despediu-se da Turquia sem glória, onde nunca conseguiu ganhar. Os encarnados somam assim seis pontos e viram o Atlético de Madrid igualar o seu registo no topo do grupo C da Champions.

VEJA AINDA:

MANCHESTER UNITED E VILLARREAL NA FINAL DA LIGA EUROPA

Lusa

BENFICA ‘EMPATA’ FC PORTO E DEIXA SPORTING A DOIS PONTOS DO TÍTULO (VÍDEO)

Lusa

MOREIRENSE EMPATA NA RECEÇÃO AO LANTERNA-VERMELHA NACIONAL (VÍDEO)

Lusa

DIRETO: SL BENFICA X FC PORTO (18:30)

Rádio Regional

JORGE JESUS DENUNCIA ‘CLIMA DE IMPUNIDADE NO FUTEBOL PORTUGUÊS’

Lusa

COVID-19: RALI DE PORTUGAL VAI PODER TER PÚBLICO

Lusa