RÁDIO REGIONAL
salt likit
NACIONAL

A “DOUTORA RARÍSSIMA” FOI SUSPENSA POR “ILÍCITO LABORAL”

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A direcção da Raríssimas determinou hoje a “suspensão preventiva por 30 dias”, com efeitos imediatos, de Paula Brito da Costa, do cargo de directora-geral da associação, por indícios de “ilícito laboral”.

A decisão foi avançada pela vogal da direção, Marta Balula, numa declaração aos jornalistas sem direito a perguntas, efetuada à porta da Casa dos Marcos, onde Paula Brito da Costa – ex-presidente da Raríssimas, tendo apresentado em 14 de dezembro a demissão desse cargo que acumulava – esteve hoje até pouco depois das 17:00.

A declaração lida por Marta Balula refere que “considerando que a presença da ex-presidente no local de trabalho pode ser susceptível de perturbar as averiguações do procedimento de inquérito, foi decidido, nos termos do número 2 do artigo 354 do Código de Trabalho, proceder à suspensão preventiva por 30 dias, com efeitos imediatos” de Paula Brito da Costa.

“Tendo em consideração os indícios que recentemente se tornaram públicos e que poderão constituir, entre outros, um ilícito laboral, a direção da Raríssimas deliberou instaurar um procedimento prévio de inquérito para investigar a alegada violação dos deveres de sigilo, de obediência e de lealdade para com o empregador por parte de Paula Cristina de Brito Cardoso da Costa”, diz ainda o texto.

Paula Brito da Costa saiu hoje da Casa dos Marcos pelas 17:15, onde pela manhã se apresentou para trabalhar, motivando protestos dos funcionários.

A até agora diretora-geral da Raríssimas saiu a conduzir uma viatura e tinha ao lado o marido, que escondeu completamente a cara com o capuz de um casaco.

Os trabalhadores que hoje se concentraram à porta da Casa dos Marcos em protesto pela presença da ex-presidente, e agora diretora-geral suspensa de funções, estiveram reunidos com uma comissão nomeada pela restante direção da Raríssimas.

Em causa estão as condições financeiras a instituição depois da demissão de Paula Brito da Costa do cargo de presidente cujas contas bancárias ainda estão inacessíveis, facto que, segundo dizem, prejudica a gestão financeira.

Uma investigação da TVI mostrou documentos que colocam em causa a gestão da instituição de solidariedade social, nomeadamente de Paula Brito da Costa, que alegadamente terá usado o dinheiro para diversos gastos pessoais.

O caso já provocou a demissão do secretário de Estado da saúde Manuel Delgado, que em 2013 e 2014 foi consultor da Raríssimas, com um vencimento de três mil euros por mês, tendo recebido um total de 63 mil euros.

VEJA AINDA:

SANTOS & PECADORES DEMARCAM-SE DE OLAVO BILAC CONTRA QUEM DECORRE PROCESSO JUDICIAL

Lusa

SABROSA: ESCULTURA DE ROSTO DE MIGUEL TORGA GERA POLÉMICA (VILA REAL)

Lusa

AVEIRO: UMA POLÉMICA ‘CORONA PARTY’ COM FALSO PEDIDO DE URGÊNCIA 112

Vítor Fernandes

PAVILHÃO ROSA MOTA: A RENOVAÇÃO E REINAUGURAÇÃO POLÉMICA

Lusa

SEGURANÇA SOCIAL “FALHOU” NAS INPECÇÕES À RARÍSSIMAS

Rádio Regional

CASAS “SUSPEITAS” RECONSTRUÍDAS EM PEDROGÃO SERÃO ANALISADAS HOJE

Rádio Regional
Yatak Odası Takımı Run 3 free games unblocked

Moschee Teppich

Moschee teppiche werden nicht kurzfristig gewechselt, d.h. das ein Moschee teppich sehr hohe Anforderungen erfüllen muβ. Speziell entworfene Moschee Teppiche zeichnen sich durch Design und Farben aus. Mit der Weiterentwicklung der Technologie werden heute Tausende von Farben und Modellen in Teppichen hergestellt, die mit Moscheen kompatibel sind.

100% Reine Schurwollteppich kaufen: Schurwollteppiche sind Schwerentflammbar, Robust, Strapazierfahig, Antibakteriel und Schmuzabweisend.

Canlı Maç Sonuçları Run 3 Play Snake Friv Atari Breakout Elektronik Sigara cookie clicker unblocked games Düğün Paketleri uygunsigara.com/ Umzug Basel
saç ekimi hair transplant
Umzug Basel
seslendirme santral anons santral seslendirme
salt likit
free hacks