Connect with us

REGIÕES

EM LISBOA MAIS UM PROTESTO CONTRA OS CTT

Cerca de três dezenas de pessoas concentraram-se, esta sexta-feira de manhã, junto à estação dos CTT do Socorro, em Lisboa, contra o encerramento desta estação, uma das três que irão fechar na capital.

Datas:

em

Cerca de três dezenas de pessoas concentraram-se, esta sexta-feira de manhã, junto à estação dos CTT do Socorro, em Lisboa, contra o encerramento desta estação, uma das três que irão fechar na capital.

Gritando palavras de ordem como “os CTT são do povo” e “encerrar é um roubo”, elementos do Movimento dos Utentes dos Serviços Públicos (MUSP) distribuíram panfletos e empunharam cartazes.

À ação juntaram-se os vereadores na Câmara de Lisboa do PCP João Ferreira e do Bloco de Esquerda, Ricardo Robles, assim como as deputadas do BE Mariana Mortágua e Isabel Pires.

“Deparámos que vão encerrar 22 estações no país, três em Lisboa, e esta mesmo no centro da cidade, numa zona histórica, junto ao Martim Moniz, onde a população sénior depende muito destes serviços para receber a pensão e fazer pagamentos. A população vai ter de se deslocar para outros locais da cidade com prejuízo da sua qualidade de vida”, criticou Ricardo Robles.

O vereador bloquista lembrou ainda que houve uma “lógica de saque predadora” do PSD/CDS-PP “sobre este serviço público dos CTT”, empresa muito antiga do país, com uma “lógica de desmantelamento do serviço público”.

Apesar de o município não ter responsabilidade na matéria, mas na defesa dos lisboetas, Ricardo Robles diz que a autarquia “se vai bater junto do Governo para garantir que estes serviços públicos de proximidade se mantenham para haver o benefício da população”.

Em relação às exigências da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), que na quinta-feira divulgou 24 novos indicadores de serviço dos CTT até 2020 para garantir um “maior nível de qualidade do serviço postal universal”, Ricardo Robles avançou que, se pudessem “forçar ou garantir que a maioria dos balcões se manteria, já teriam um efeito positivo”.

Também o vereador do PCP João Ferreira sublinhou estar solidário “com a luta justa e necessária das populações para o país”, acrescentando que o partido tem uma posição de “exigência ao Governo que trave, no imediato, aquele que é um processo de destruição de uma empresa estratégica para o país, com cinco séculos de história”.

“Não há situações irreversíveis”, disse o vereador João Ferreira, apelando ao Governo que impeça o encerramento das estações e alertando para o facto de se estar a assistir ao que já se passou com a privatização de outras empresas.

Cecília Sales, pelo Movimento dos Utentes dos Serviços Públicos (MUSP), avançou ter convocado a concentração para protestar contra o encerramento das três estações dos CTT em Lisboa: Socorro, Junqueira e Olaias.

“A degradação do serviço era notada desde a privatização em 2012. As coisas têm vindo a degradar-se: a distribuição do correio diminuiu, só uma vez ou duas por semana é distribuída a correspondência, as taxas também aumentaram, bem como a degradação das estações”, disse a responsável.

Cecília Sales alertou ainda que o principal objetivo do serviço, “que era um serviço público de proximidade das pessoas, que serve as pessoas”, deixou de o ser, alegando que se transformou “numa coisa altamente estranha” com os correios “a servirem para tudo menos para aquilo que eram destinados”.

O MUSP agendou, esta sexta-feira, uma outra ação junto à estação dos CTT da Junqueira, em Lisboa, para defender a manutenção desta estação dos correios, no dia em que são ouvidos no parlamento o regulador, sindicatos, trabalhadores e os utentes na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas.

Em dezembro passado, os CTT divulgaram um Plano de Transformação Operacional, que prevê a redução de cerca de 800 trabalhadores na área das operações em três anos, um corte de 25% na remuneração fixa do presidente do Conselho de Administração e do presidente executivo, além da otimização da implantação de rede de lojas, através da conversão de lojas em postos de correio ou do fecho de lojas com pouca procura.

Já este ano, confirmaram o fecho de 22 lojas no âmbito deste plano de reestruturação, situação que, segundo a Comissão de Trabalhadores dos Correios de Portugal, vai afetar 53 postos de trabalho.

A privatização dos CTT, que rendeu aos cofres do Estado mais de 900 milhões de euros, foi feita a dois tempos – em 2013 e em 2014 – em operações que renderam, respetivamente, 579 milhões de euros (70% do capital social da empresa a 5,52 euros por ação) e 343 milhões de euros (30% do capital social detido pela Parpública ao preço de 7,25 euros por ação).

PUBLICIDADE
OUVIR A RÁDIO REGIONAL AQUI
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE O SEU COMANTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado.


INSTALA APLICAÇÃO DA RÁDIO REGIONAL

OUVIR RÁDIO

OUVIR MÚSICA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESPORTOPublicado há 3 horas

CHAVES BATEU E CONVENCEU O PORTIMONENSE

O Desportivo de Chaves regressou hoje aos triunfos na I Liga portuguesa de futebol, ao derrotar em casa o Portimonense,...

DESPORTOPublicado há 22 horas

SALVIO “SALVA” BENFICA JÁ NOS DESCONTOS (vídeo)

Já nos descontos, Salvio "salvou" o Benfica e mantém a chama do título viva. Com esta vitória o benfica regressa...

DESPORTOPublicado há 24 horas

BARCELONA CONQUISTA TAÇA DO REI

O FC Barcelona conquistou hoje a sua 30.ª Taça do Rei de Espanha em futebol, a quarta consecutiva, após golear...

ECONOMIA & FINANÇASPublicado há 1 dia

TRABALHADORES DA “ÁGUAS DE PORTUGAL” EM GREVE A 24 DE ABRIL

Os trabalhadores do grupo Águas de Portugal (AdP) marcaram greve nacional para a próxima terça-feira, 24 de abril, pelo aumento...

DESPORTOPublicado há 1 dia

MÁRIO PATRÃO LIDERA RALI MOROCCO DESERT CHALLENGE

O motard Mário Patrão (KTM) manteve hoje a liderança do Rali Morocco Desert Challenge em todo o terreno, enquanto o...

ECONOMIA & FINANÇASPublicado há 2 dias

DBRS SOBE RATING A PORTUGAL

A agência de notação financeira DBRS melhorou o 'rating' atribuído a Portugal de 'BBB (baixo)' para 'BBB', com perspectiva estável,...

MÚSICA & CINEMAPublicado há 2 dias

MORREU O “SUPER DJ” AVICCI

O DJ e produtor sueco Avicii morreu hoje, aos 28 anos, na capital de Omã, Mascate, avançaram vários meios de...

REGIÕESPublicado há 2 dias

PILOTO APONTA “FALHAS” AO AEROPORTO DA MADEIRA

O piloto de aviação comercial André Sales Caldeira disse hoje na Assembleia Legislativa que o aeroporto da Madeira tem "lacunas"...

JUSTIÇAPublicado há 2 dias

ABUSADOR DE MENORES CONDENADO A PENA SUSPENSA

O tribunal de Viana do Castelo condenou hoje um explicador a cinco anos de prisão, com pena suspensa pelo mesmo...

POLÍTICAPublicado há 2 dias

RUI RIO DENUNCIA MAIS FALHAS GRAVES DO HOSPITAL SÃO JOÃO (PORTO)

O líder do PSD criticou hoje a "má gestão" do Governo na área da saúde, denunciando que está fechada a...

PUBLICIDADE LINHA CANCRO

FUTEBOL EM DIRETO

KEYWORDS

AS MAIS LIDAS