RÁDIO REGIONAL | PORTUGAL
INTERNACIONAL

ESPANHA RECEBEU EM JANEIRO MENOS 78% DE TURISTAS VINDOS DE PORTUGAL DO QUE UM ANO ANTES

A Espanha recebeu em janeiro último 28.747 turistas com residência em Portugal, menos quase 78% do que um ano antes, quando a pandemia de covid-19 ainda não tinha sido declarada, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística espanhol.

O número total de turistas internacionais que se deslocaram a Espanha em janeiro foi de 432.362, uma redução de quase 90% em relação a um ano antes.

O facto de a queda dos turistas com residência em Portugal ser 12 pontos percentuais inferior ao da redução do número total da entrada de turistas terá a ver com o facto de este país ter a sua única fronteira terrestre com Espanha.

O principal país de origem dos turistas que chegaram a Espanha continuou a ser, assim como em toda a pandemia, a França, de onde chegaram 117.625 turistas (75,6% menos do que um ano antes), seguida da Alemanha, com 51.098 visitantes (menos 89,7%) e Portugal, com 28.747 turistas (menos 77,9%).

A epidemia de covid-19 levou a que França, Alemanha e Portugal tenham agora contribuído com mais turistas em Espanha do que o líder tradicional, que antes da pandemia era o Reino Unido, de onde em janeiro apenas chegaram 23.200 pessoas (96,7% menos), ocupando agora a quarta posição.

As despesas totais efetuadas pelos turistas internacionais que visitaram Espanha em janeiro atingiram 452 milhões de euros, o que representa um decréscimo de 90,5% em relação ao mesmo mês de 2020.

A despesa média por turista foi agora de 1.040 euros, com um decréscimo de 9,8% comparando com um ano antes.

A duração média das viagens dos turistas internacionais foi de 9,8 dias, o que significa um aumento de 1,8 dias em comparação com a média de janeiro de 2020.

Os turistas que visitaram Espanha durante o primeiro mês do corrente ano tiveram como primeiro destino as Ilhas Canárias (Atlântico), com 19,9% do total, seguidas da Catalunha (nordeste) e Valência (leste).

VEJA AINDA:

DESPEDIMENTOS COLETIVOS MAIS DO QUE DUPLICARAM EM 2020 – RELATÓRIO

Lusa

CRISE: RETORNO DO TURISMO AOS NÍVEIS PRÉ-PANDEMIA SÓ EM 2023

Lusa

ADC ESTÁ A ANALISAR ESTUDO SOBRE MARGENS DOS COMERCIALIZADORES DE COMBUSTÍVEIS

Lusa

DESMANTELADA REDE IBÉRICA DEDICADA À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE TABACO – GNR

Lusa

CRITÉRIOS PARA CONCESSÃO DE CRÉDITO ÀS EMPRESAS APERTARAM NO 2.º TRIMESTRE – BDP

Lusa

CASTELO BRANCO: AGRICULTORES EXIGEM MEDIDAS DE APOIO À CRISE PROVOCADA PELO COVID-19

Lusa