Connect with us

REGIÕES

EX-COMBATENTES MANIFESTAM-SE E REIVINDICAM MAIS APOIOS

Cerca de 50 ex-combatentes da guerra colonial concentraram-se hoje em frente à Assembleia da República para reivindicar medidas de apoio como a isenção de taxas na saúde e nos impostos, acusando o poder político de os ter esquecido.

Datas:

em

Cerca de 50 ex-combatentes da guerra colonial concentraram-se hoje em frente à Assembleia da República para reivindicar medidas de apoio como a isenção de taxas na saúde e nos impostos, acusando o poder político de os ter esquecido.

Aproveitando a presença do primeiro-ministro no parlamento, para participar no debate quinzenal em plenário, os ex-militares concentraram-se junto às escadarias da Assembleia da República, numa iniciativa promovida pelo movimento “Combatentes do Ultramar em Luta” e apoiada pelo Partido Unido dos Reformados e Pensionistas.

Segundo o porta-voz do movimento, Abel Ferreira, a “principal exigência” ao poder político é “a trasladação dos corpos” dos militares portugueses que foram sepultados nas ex-colónias, num número que deverá ascender a 400.

Abel Ferreira criticou que ao fim de 40 anos ainda restem “camaradas cobardemente abandonados em África” em cemitérios “completamente degradados”.

A criação de um “cartão do combatente para esposa ou viúva”, uma pensão mensal de guerra, reformas iguais ao valor do salário mínimo nacional, isenção de impostos nas pensões de reforma, a isenção do IMI na habitação própria, medicamentos gratuitos e a isenção de taxas moderadoras na saúde são as principais reivindicações daqueles ex-militares.

“Viemos tentar que o senhor primeiro-ministro talvez acorde de uma vez por todas, não sei o que é ele tem contra os combatentes, ele e todos os políticos que vivem nesta casa, que de democracia tem muito pouco”, criticou.


LUSA

PUBLICIDADE
OUVIR A RÁDIO REGIONAL AQUI
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE O SEU COMANTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado.

PUBLICIDADE MUSICBOX

OUVIR RÁDIO

OUVIR MÚSICA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REGIÕESPublicado há 23 horas

FURACÃO LESLIE: ALUNOS NA FIGUEIRA DA FOZ SEM AULAS

O vereador da Educação da Figueira da Foz, Nuno Gonçalves, disse hoje à agência Lusa que na segunda-feira não haverá...

SOCIEDADEPublicado há 1 dia

FURACÃO LESLIE “DESLIGA” 50 MIL CLIENTES MEO

A Altice Portugal disse hoje que cerca de 50 mil clientes da rede fixa estão com serviços afetados, na sequência...

REGIÕESPublicado há 1 dia

FURACÃO LESLIE DERRUBA ESTAÇÃO EMISSORA DE RÁDIO

Também a comunicação social foi vítima do Furacão Leslie. Na Região Centro a tempestade derrubou a estação emissora da Rádio...

REGIÕESPublicado há 1 dia

FURACÃO LESLIE TROUXE A MAIOR RAJADA DE VENTO DA HISTÓRIA

Uma rajada de vento atingiu os cerca de 176 quilómetros por hora no sábado à noite na Figueira da Foz,...

SOCIEDADEPublicado há 1 dia

GOVERNO DIZ QUE “NÃO HÁ” PROVAS DE FALHAS DO SIRESP

A notícia é do Jornal Público, mas não pode deixar de ser publicada. O Governo "diz" que afinal não há...

ECONOMIA & FINANÇASPublicado há 3 dias

MOODY’S TIRA PORTUGAL DO “LIXO” FINANCEIRO

A agência de notação financeira Moody's subiu hoje o 'rating' de Portugal para 'Baa3', com perspetiva estável, retirando o país...

ECONOMIA & FINANÇASPublicado há 3 dias

HORAS EXTRA VÃO DESCONTAR MENOS PARA O IRS

Os rendimentos com horas extra poderão vir a beneficiar de uma taxa de retenção na fonte de IRS menor no...

INTERNACIONALPublicado há 3 dias

HACKERS ACEDERAM A 29 MILHÕES DE CONTAS DO FACEBOOK

Uma falha de segurança descoberta em setembro na maior rede social do mundo permitiu a piratas informáticos terem acesso a...

POLÍTICAPublicado há 3 dias

PROFESSORES AMEAÇAM COM GREVE ATÉ … AGOSTO DE 2019

Os professores prolongarão até agosto de 2019 a greve prevista para entre 15 de outubro e 31 de dezembro deste...

REGIÕESPublicado há 3 dias

NOVO HOSPITAL PRIVADO EM VILA REAL CRIOU 500 EMPREGOS

O hospital privado da Trofa que abre segunda-feira em Vila Real representa um investimento de 50 milhões de euros e...

PUBLICIDADE LINHA CANCRO

AS MAIS LIDAS