Ligue-se a nós

DESPORTO

EX-FUTEBOLISTA DECO É O NOVO DIRETOR DESPORTIVO DO FC BARCELONA

O ex-futebolista e internacional português Deco é o novo diretor desportivo do FC Barcelona, cargo em que irá substituir Mateu Alemany, informou hoje o clube campeão espanhol.

Online há

em

O ex-futebolista e internacional português Deco é o novo diretor desportivo do FC Barcelona, cargo em que irá substituir Mateu Alemany, informou hoje o clube campeão espanhol.

“O FC Barcelona e Deco chegaram a acordo para a sua integração no clube. O jogador da primeira equipa entre 2004 e 2008 assina contrato como diretor desportivo para as próximas três épocas”, refere o emblema ‘culé’.

De acordo com os catalães, Deco será responsável pela “filosofia desportiva e a construção do plantel, conjuntamente com o treinador e equipa técnica, convertendo-se no máximo responsável pela secção de futebol”.

O FC Barcelona explica ainda que até ao fecho das contratações do mercado, em 02 de setembro, Mateu Alemany continuará como o diretor para o futebol, mas já em trabalho conjunto com Deco, até que encerre o mercado de verão.

Este será o primeiro cargo de diretor desportivo para Deco, que antes trabalhou para o FC Barcelona na área da prospeção.

Como jogador, o internacional português chegou à Europa representar o Benfica, sem que alguma vez vestisse a camisola das ‘águias’, acabando por ser cedido ao Alverca e ao Salgueiros, antes de rumar ao FC Porto.

Nos ‘dragões’, o antigo médio tornou-se um dos jogadores mais influentes, com seis épocas de ‘azul e branco’, até se transferir para o ‘Barça’, em 2004/05, após o título de campeão europeu pelo FC Porto (2003/04).

Do FC Barcelona saiu quatro épocas depois para o Chelsea e acabou por terminar a carreira no Fluminense, em 2013.

Em Espanha, Deco coincidiu durante quatro épocas na mesma equipa de Xavi, também um dos melhores médios do futebol mundial e atual treinador dos catalães.

DESPORTO

PRÉ-ÉPOCA: SPORTING EMPATA EM JOGO DE TREINO FRENTE AO UNION SAINT-GILLOISE

O Sporting empatou hoje 2-2 com os belgas do Union Saint-Gilloise, no primeiro jogo de preparação para a época 2024/25 do campeão português de futebol aberto ao público, no Estádio Algarve, em Faro.

Online há

em

O Sporting empatou hoje 2-2 com os belgas do Union Saint-Gilloise, no primeiro jogo de preparação para a época 2024/25 do campeão português de futebol aberto ao público, no Estádio Algarve, em Faro.

Rafael Nel, aos 45+1 minutos, deu vantagem aos comandados de Rúben Amorim, que voltariam a marcar, já na segunda parte, por Pedro Gonçalves, aos 54, antes de Sadiki e do canadiano Promise David, aos 73 e 88, empatarem para o vencedor da Taça da Bélgica e vice-campeão em 2023/24.

Os ‘leões’ sofreram hoje os primeiros golos da pré-temporada futebolística, no quarto jogo, depois da igualdade 0-0 com o Estoril Praia, da I Liga, e os triunfos, respetivamente, por 3-0 e 2-0 diante de Torreense e Portimonense, este último durante o dia de hoje.

O Sporting tem como primeiro jogo oficial da temporada o embate da Supertaça Cândido Oliveira, em 03 de agosto, em Aveiro, frente ao FC Porto, que bateu os ‘verde e brancos’ na final da última edição da Taça de Portugal.

A preparação da formação ‘leonina’ prossegue com jogos na terça-feira diante do Farense, à porta fechada, em Lagos, e do Sevilha, novamente no Estádio Algarve, antes de defrontar o Athletic Bilbau, no dia 27, no jogo do Troféu Cinco Violinos, que serve para apresentar o plantel aos adeptos, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

LER MAIS

DESPORTO

FC PORTO: ANDRÉ VILLAS-BOAS QUER MAIS MULHERES NO DESPORTO

O presidente do FC Porto disse hoje que quer mais igualdade de género no clube, apelando ao reforço do número de mulheres na prática desportiva, nas bancadas e também no dirigismo ‘azul e branco’.

Online há

em

O presidente do FC Porto disse hoje que quer mais igualdade de género no clube, apelando ao reforço do número de mulheres na prática desportiva, nas bancadas e também no dirigismo ‘azul e branco’.

André Villas-Boas apresentou essa intenção na inauguração da Casa do FC Porto de Arouca e no contexto do agradecimento à presidente dessa estrutura, a professora Cristina Saavedra, que, apesar de só hoje receber a visita formal de um líder portista, já há dois anos gere a referida coletividade e aí vem dinamizando a cultura ‘azul e branca’.

“No nosso seio temos milhares de mulheres, mas estamos muito longe da paridade desejável e não esgoto a minha análise apenas no campo numérico: temos de ter mais mulheres na primeira linha do clube e queremos ver mais jovens meninas e mulheres a praticar desporto connosco, a transformarem-se em atletas campeãs, a assumirem mais cargos de destaque no clube e nas empresas do grupo FC Porto, e a darem o seu contributo qualificado e informado para o associativismo”, declarou Villas-Boas.

O líder dos portistas espera que essa ambição se reflita também num maior número de sócias para o clube e deu como exemplo o caso da própria Casa do FC Porto de Arouca.

“Entre os 298 sócios da casa, apenas 18 são sócios do clube. Temos de concluir que, apesar de aqui haver de facto portismo, não há verdadeiras vantagens nem motivações para alguém ser sócio da casa e também sócio de pleno direito do clube”.

Assumindo que “é responsabilidade da direção do FC Porto e das casas portistas” alterar essa realidade e garantir o crescimento da comunidade ‘azul e branca’, Villas-Boas realça, contudo, que todos estão “alinhados na necessidade de mudanças efetivas” e que isso se tem “traduzido numa afluência histórica aos lugares anuais [no estádio] e em novos sócios do clube”.

Cristina Saavedra, que dirige a representação dos ‘dragões’ arouquense, revelou que o anterior presidente do clube “não teve oportunidade” de inaugurar a estrutura nos dois anos que essa já leva de funcionamento, mas afirma que isso não impediu a casa de “ir crescendo aos poucos” em número de sócios e simpatizantes.

Sem revelar qual o investimento envolvido na criação dessa coletividade mas realçando que esse foi assegurado “pela generosidade de 130 sócios fundadores”, a mesma responsável propõe-se agora dinamizar a casa portista de Arouca de forma a proporcionar “um bom espaço de convívio” aos seus 298 sócios.

Quanto aos jogos em que o FC Porto defrontar o Arouca, Cristina Saavedra garante: “Quem quer que esteja em campo, eu sou sempre do FC Porto. Mas se o Arouca lhe ganhar, nesse caso não choro”.

LER MAIS

MAIS LIDAS