MAGAZINE

GATO ? OU MINI-LEÃO ?

O seu gato parece indomável? Novos estudos sobre a psicologia dos nossos companheiros felinos favoritos revelaram que eles podem ser muito mais neuróticos – e resistentes a receber ordens – do que se pensava anteriormente.

As pesquisas mais recentes sobre gatos mostram que só agora estamos a começar a compreender a complexidade destes animais.

Um novo estudo, liderado por investigadores do Zoológico Bronx, nos Estados Unidos, e da Universidade de Edimburgo, no Reino Unido, concluiu que em termos de sua personalidade os gatos domésticos são, essencialmente, como leões em miniatura.

O estudo, comparou o gato doméstico (Felis silvestris catus) com o gato selvagem escocês (Felis silvestris grampia), o leopardo-nebuloso (Neofelis nebulosa), o leopardo-das-neves (Panthera uncia) e o leão africano (Panthera leo).

O estudo foi publicado no Journal of Comparative Psychology.

Metodologia da pesquisa:

Cada uma das espécies do estudo foi definida de acordo com uma variedade de tipos de personalidade, e observada em cativeiro.

Esta categorização psicométrica é normalmente utilizada por alguns profissionais de saúde mental para descrever personalidades humanas, mas foi adaptada para as criaturas felinas.

Segundo os investigadores, comparar a personalidade humana a animais não humanos ajuda a melhorar a nossa compreensão da evolução de certas características psicológicas.

Há cinco categorias diferentes de características psicológicas:

  1. Abertura (apreciação geral para novas informações e experiências);
  2. Conscienciosidade (aproximadamente análogo à autodisciplina);
  3. Extroversão (amplitude de experiência);
  4. Afabilidade (preocupação com a harmonia social);
  5. Neuroticismo (tendência a experimentar stress e emoções negativas).

Cada uma destas categorias tem os seus subconjuntos, que ajudam os cientistas no momento da categorização.

Os investigadores categorizaram então centenas de afinidades de sujeitos felinos, de acordo com cada um dos cinco tipos de personalidade e seus subconjuntos, numa escala de sete pontos.

Os gatos domésticos afinal não são assim tão domésticos:

Como o gato doméstico evoluiu a partir do gato selvagem africano, era esperado pelos investigadores que o gato selvagem escocês e a variante doméstica mostrassem personalidades mais semelhantes.

De acordo com esta análise, o gato doméstico mostra bastante impulsividade (o equivalente negativo de consciência) e neuroticismo, o que coincide com exactidão com as caraterísticas do leão africano.

Isso parece sugerir que os gatos são – em geral – raivosos, impulsivos e loucos por controle.

Ou seja: se tem um gato, tem um pequeno leão em sua casa.

Há algumas limitações no estudo, uma vez que foram analisados apenas gatos em cativeiro, e a estrutura da personalidade humana pode não ser necessariamente compatível com os felinos.

Aparentemente, o gato selvagem escocês, com a sua mistura de posição dominante, afabilidade e conscienciosidade, poderá ser um animal de estimação mais amável que o gato doméstico que dorme ao fundo da sua cama.

“Mas isto não significa que o seu gato esteja propriamente a planear a sua morte”, disse à CNET Marieke Gartner, investigadora da Universidade de Edimburgo e autora principal do estudo.

VEJA AINDA:

SEIA: GNR RESGATA 25 CÃES VÍTIMAS DE MAUS-TRATOS PELO PROPRIETÁRIO

Lusa

CARTA ABERTA A MARCELO E COSTA CONTESTA MUDANÇA DA TUTELA DE ANIMAIS DE COMPANHIA

Lusa

QUÉNIA: TRÊS LEÕES E OUTROS ANIMAIS SELVAGENS MORTOS POR CAÇADORES EM ARMADILHAS

Lusa

LISBOA: POLÍCIA ‘RESGATA’ 28 CÃES DE BARRACÕES NA PENHA DE FRANÇA

Lusa

INVESTIGADORES DA U.PORTO DESCOBREM NOVA ESPÉCIE DE MORCEGO EM PORTUGAL

Lusa

DO REAL PARA O DIGITAL: 5 COISAS QUE PODEM FUNCIONAR MELHOR ATRAVÉS DA INTERNET

Rádio Regional