RÁDIO REGIONAL
ECONOMIA & FINANÇAS

GOVERNO ANUNCIA AQUISIÇÃO DO SIRESP

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O primeiro-ministro anunciou hoje a conclusão do acordo do Governo com a Altice para adquirir o capital do SIRESP, uma solução que António Costa tinha antecipado estar “por horas” num debate quinzenal há 576 horas, ou 24 dias.

A informação foi dada por António Costa em resposta à presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, no debate quinzenal de hoje, na Assembleia da República, em Lisboa, depois de passarem 576 horas, contas feitas pela deputada centrista, sobre o dia em que fez uma pergunta sobre a conclusão do acordo do Governo sobre o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP).

“A boa notícia é que o acordo com a Altice está fechado”, disse o chefe do Governo.

Também o acordo com a Motorola está “genericamente concluído”, faltando “duas questões de pormenor” e uma posição da “casa-mãe”, explicou ainda.

O processo de compra do capital do SIRESP pelo Estado está, assim, numa “fase de formalização jurídica”, concluiu.

Mais de três semanas, ou 24 dias, depois do debate com Assunção Cristas, em 13 de maio, primeiro dia de campanha oficial para as europeias, em que o atraso na conclusão do acordo entrou no debate eleitoral, António Costa reconheceu que foram necessárias “mais horas do que o previsto” para concluir o acordo.

E, com um ‘feedback’ no sistema de som do parlamento pelo meio, o primeiro-ministro afirmou que se salvaguarda que o “sinal não é interrompido” e “os serviços têm funcionado plenamente, como funcionaram também no verão de 2018”.

nbsp| RÁDIO REGIONAL

LUSA

VEJA AINDA:

CRISE: ANTÓNIO COSTA DIZ QUE CONTINUA A GOVERNAR EM DUODÉCIMOS

Lusa

ORÇAMENTO DO ESTADO CHUMBADO – PORTUGAL SEGUE PARA ELEIÇÕES LEGISLATIVAS

Lusa

5G: NOS ASSUME-SE VENCEDORA DO LEILÃO E DIZ QUE SE ABRE ‘UM NOVO CAPÍTULO’ NA HISTÓRIA DA EMPRESA

Lusa

OE2022: PARLAMENTO CHUMBA PROPOSTA DO GOVERNO NA GENERALIDADE

Lusa

POLÍCIAS INICIAM HOJE PROTESTO EM QUE PRIVILEGIAM PEDAGOGIA EM VEZ DE MULTAS

Lusa

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS ACELERAM CONFLITOS E AMEAÇAM SEGURANÇA COLETIVA – GOVERNO

Lusa