GUIMARÃES: CONFERÊNCIA DO DIÁLOGO DA PLATAFORMA CHINA-EUROPA PARA A ÁGUA

A 7.ª Conferência do Diálogo de Alto Nível da Plataforma China-Europa para a Água vai ter lugar em Guimarães para “partilhar experiências e boas práticas de gestão de recursos hídricos”na União Europeia e naquele país da Ásia.

A 7.ª Conferência do Diálogo de Alto Nível da Plataforma China-Europa para a Água vai ter lugar em Guimarães para “partilhar experiências e boas práticas de gestão de recursos hídricos”na União Europeia e naquele país da Ásia.

Em comunicado enviado hoje à Lusa, a Câmara de Guimarães adianta que o evento, a decorrer de 6 a 9 de novembro, tem por base a Plataforma China-Europa para a Água, estabelecida em março de 2012, em Marselha, e que tem por objetivo “promover a cooperação e o diálogo político, empresarial e científico entre os Estados-Membros da União Europeia e a China em matéria de gestão de recursos hídricos”.

Portugal é membro desta Plataforma desde a sua génese e entre 2020 e 2021 assumirá o Secretariado europeu da organização.

“A realização deste evento em Portugal é uma oportunidade singular para serem apresentadas as capacidades nacionais no setor dos recursos hídricos, evidenciando as boas práticas de gestão integrada dos principais rios portuguesas, mas também as capacidades das empresas portuguesas que trabalham nesta área”, lê-se.

A China, salienta o texto, “é um mercado com enormes desafios nos domínios da despoluição dos rios, da conservação dos ecossistemas, da resposta a eventos extremos ou da construção e projeto de infraestruturas”.

“Estreitar as relações com os principais decisores do Ministério dos Recursos Hídricos Chinês, bem como conhecer os responsáveis pelas principais empresas atuantes no setor é uma oportunidade para reforçar a cooperação das autoridades portuguesas com aquele país, bem como para abrir portas para a entrada das empresas portuguesas naquele mercado”, destaca o comunicado.

Esta Conferência do Diálogo de Alto Nível da Plataforma China-Europa para a Água é organizado conjuntamente pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática de Portugal, pelo Ministério dos Recursos Hídricos da China, pela Câmara Municipal de Guimarães e pela Universidade de Évora reunirá mais de duas centenas de personalidades do setor da água para partilhar experiências e boas práticas de gestão de recursos hídricos na União Europeia e na China.

A Reunião de Alto Nível, a realizar a 08 de novembro na Pousada de Santa Marinha, conta com as presenças do ministro dos Recursos Hídricos da China, E. Jingping, do ministro do Ambiente e da Ação Climática de Portugal, João Pedro Matos Fernandes, do ministro da Energia e da Água de Malta, Joseph Mizzi, da vice-ministra da Agricultura e da Floresta da Finlândia, Janna Huso-Kallio, da subdiretora geral de Ambiente da Comissão Europeia, Joanna Drake, do diretor geral da Agência Sueca para a Gestão da Água e da Vida Marinha, Jakob Granit, e do vice-chefe de gabinete do ministro do Ambiente de Itália, Alessandro Zagarella.

Para além da Reunião de Alto Nível, o programa contempla também a realização de um workshop dedicado à temática da economia circular da água que contará com a presença da Secretária de Estado do Ambiente, Inês Costa.

No dia 07 de novembro realiza-se um seminário dedicado à promoção do diálogo empresarial entre representantes da União Europeia e da China, estando-o confirmada a participação de 35 empresas chinesas que atuam no setor da água. Estão também inscritas cerca de 30 empresas europeias, das quais 25 são portuguesas. A EDP, a ADP, a Procesl, a Aqualogos, e a Águas do Porto, entre outras, confirmaram também já a sua presença no espaço expositivo da Conferência.

Na manhã de sábado, 09 de novembro, o dia é destinado à realização de visitas técnicas, com destaque para as Bacias de Retenção de Guimarães, Estação de Tratamento de Água de Santa Eufémia de Prazins, gerida pela empresa intermunicipal Vimágua, visita ao rio Ave e à Estação de Tratamento de Águas Residuais de Serzedelo.

Na sua visita a Portugal, o Ministro dos Recursos Hídricos irá visitar as obras de requalificação do Rio Douro desenvolvidas em Gaia, a cidade do Porto e a Universidade de Coimbra, onde será apresentado o Sistema de Alerta de Cheias desenvolvido pela Agência Portuguesa do Ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.