LEIRIA: AUTARQUIA APRESENTA CANDIDATURA A CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO 2022

O Município de Leiria está a candidatar-se a Cidade Europeia do Desporto em 2022, com enfoque para o desporto informal e diversidade de modalidades, disse à agência Lusa o vereador Carlos Palheira.

O Município de Leiria está a candidatar-se a Cidade Europeia do Desporto em 2022, com enfoque para o desporto informal e diversidade de modalidades, disse à agência Lusa o vereador Carlos Palheira.

“Leiria tem um forte espírito desportivo. Temos muitos praticantes de desporto e muitos campeões nacionais em várias modalidades. O concelho reúne a prática de 38 modalidades e, segundo dados que em breve iremos divulgar, a prática de atividade física pela população ativa é bastante elevada”, salientou Carlos Palheira.

O vereador confessou que a informação que foi recolhida “vai surpreender muita gente”, mas também é a prova do “associativismo forte” que existe no concelho.

“Isso também é um fator extremamente importante. Neste momento, conseguimos conciliar três ou quatro fatores que são muito importantes: o associativismo, o número de praticantes e também a qualidade das instalações, com a própria diversidade”, reforçou.

O objetivo é o de que não seja uma candidatura da autarquia, mas que dê “reflexo ao bom que o associativismo faz em colaboração com a Câmara” e em rede.

“Queremos que as boas práticas sejam replicadas por todos e que todos possamos ganhar e aprender com quem faz melhor”.

Com a construção do Estádio Municipal, Leiria deixou de ter um pavilhão multiusos, com uma maior capacidade e onde fosse possível a prática de diversas modalidades. Carlos Palheira considerou que esse não será um problema, uma vez que o novo pavilhão multiusos, que irá nascer na zona desportiva, deverá estar concluído em 2022.

“É verdade que falta um pavilhão para grandes eventos, mas estamos em fase final do estudo geotécnico da instalação do multiusos. De qualquer forma, o eixo principal desta candidatura não é o grande evento. Os grandes eixos são a inclusividade do desporto para todos e o desporto de massas, onde toda a gente pode ter oportunidade de praticar desporto. O desporto informal terá um grande peso”, revelou o autarca.

Carlos Palheira destacou ainda o pavilhão inclusivo na freguesia de Cortes, “um equipamento que é inovador em termos nacionais, pela sua capacidade de ser inclusivo”.

“Vamos aproveitar esse pavilhão para levar este projeto a todas as pessoas, tornando-o no mais agregador possível. Este é um dos equipamentos fundamentais nesta candidatura a par do circuito Polis, que as pessoas consideram um património desportivo da cidade”, afirmou.

O vereador concretizou que o Polis “serviu para mudar o paradigma da atividade física em Leiria”, trazendo um número elevado de pessoas para “passear, caminhar, correr e andar de bicicleta”.

“O Polis vai ser todo reconvertido. Está em fase de projeto toda a alteração e será criado um circuito com áreas ciclável e pedonal. Até 2022, o Polis estará requalificado”, assegurou Carlos Palheira.

Sem revelar números, o autarca referiu que o investimento da candidatura é “absolutamente residual”, até porque a maioria do trabalho está a ser desenvolvido pelos colaboradores da divisão de Desporto da Câmara e “parceiros estratégicos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.