RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

LISBOA: AUTARCAS DA ÁREA METROPOLITANA PEDEM MAIS AGENTES DE AUTORIDADE

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A necessidade de reforçar os efetivos das forças de segurança foi a principal reivindicação feita hoje pelos autarcas a Área Metropolitana de Lisboa ao ministro da Administração Interna, disse à agência Lusa a presidente do Conselho Metropolitano.

Após uma reunião de cerca de três horas na sede da Área Metropolitana de Lisboa (AMLisboa), a presidente do Conselho Metropolitano, Carla Tavares (PS), referiu à Lusa que, entre muitos dos assuntos abordados com o ministro José Luís Carneiro, a necessidade de reforço e fixação de agentes da GNR e da PSP foi uma “preocupação transversal” transmitida pelos 18 autarcas.

“A importância de criar fixação dos elementos das forças de segurança nos territórios e a habitação nesta área em particular. É uma das questões particularmente difíceis e os municípios podem ter aí um papel e estão a ter”, apontou a também presidente da Câmara Municipal da Amadora, dando como exemplo a “cedência de terrenos ou de espaços que possam ser reconvertidos e reabilitados para serem transformados em residências de acolhimento”.

Essa revindicação foi também confirmada à Lusa pelo ministro da Administração Interna (MAI), José Luís Carneiro, que reafirmou a intenção que o Governo tem de “melhorar as condições dos polícias que estão deslocados na Área Metropolitana de Lisboa, disponibilizando para o efeito 40 milhões de euros.

“Fundamentalmente, transmitiram-nos [os autarcas] duas preocupações. Uma de ser necessário continuar com o investimento em infraestruturas e viaturas e por outro lado de quando alguns dos Guardas Nacionais Republicanos e agentes da PSP acabarem a sua formação possam ser colocados nestes municípios”, apontou.

Nesse sentido, segundo o governante, foram apresentados um ” conjunto de orientações políticas para “garantir maior atratividade” para aqueles que desejam concorrer ao desempenho de funções nas forças de segurança, principalmente na AML.

Segundo adiantou José Luís Carneiro, neste momento estão a ser recrutados 1.600 Guardas Nacionais Republicanos e estão a concluir a formação de 920 polícias, estando ainda prevista a entrada até novembro de mais 1.020.

A estratégia de segurança rodoviária (2022-2030) e a estratégia de segurança urbana integrada foram outros dos temas abordados nesta reunião.

Este encontro acontece uma semana depois de o ministro da Administração Interna ter estado reunido com os autarcas da Área Metropolitana do Porto para discutir os temas relacionados com a segurança interna, a proteção civil e a segurança rodoviária.

VEJA AINDA:

LISBOA: PONTE VASCO DA GAMA CORTADA NA NOITE DE QUARTA PARA QUINTA-FEIRA

Lusa

ALTO MINHO: FALTA DE CHUVA ATÉ FINAL DE AGOSTO AMEAÇA ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Lusa

VIMIOSO: AUTARQUIA INDIGNADA COM A E-REDES DEVIDO AOS CORTES DE ENERGIA

Lusa

SECRETÁRIA DE ESTADO DIZ QUE UNIDADES MÓVEIS DE ATENDIMENTO DA PSP SÃO PARA MANTER

Lusa

PORTO: PSP CONFIRMA AUMENTO DA CRIMINALIDADE GRAVE EM 2021

Lusa

AVEIRO: ASAE APREENDEU 3.665 CAPACETES POR FALTA DE SEGURANÇA

Lusa