Ligue-se a nós

DESPORTO

LUÍS CASTRO O PROVÁVEL SUCESSOR DE RUI VITÓRIA NO BENFICA

Lúis Castro na ‘corrida’ para a sucessão de Rui Vitória no SL Benfica.

Online há

em

blank

Depois da saída de Rui Vitória dos comandos técnicos do Benfica, são vários os nomes avançados para a sucessão; mas segundo a Benfica SAD só a partir de Segunda-Feira serão tomadas diligências para a contratação de um novo treinador. Esclareceu Luís Bernardo (diretor de comunicação do Benfica) que a sucessão de Rui Vitória está, naturalmente, a ser planeada. Ainda segundo Luís Bernardo, há vários nomes em cima da mesa, mas Luís Filipe Vieira quer encontrar o perfil de treinador específico adequado ao projeto encarnado que continua a defender: “formar equipa competitiva mantendo a aposta nos jovens formados no Seixal“.

Sabe a Rádio Regional que Luís Filipe Vieira tem uma especial admiração pessoal e profissional por Luís Castro; como aliás a generalidade dos profissionais do futebol e da comunicação social, que são consensuais em considerar Luís Castro um treinador com um raro perfil pessoal e profissional de manifesta e comprovada competência.

Paulo Fonseca ou Jorge Jesus ?

Em princípio nenhum deles. Ao contrário do que  alguma imprensa publicou, Jorge Jesus não tem qualquer “problema” no Al-Hilal; pelo contrário, há ofertas de renovação de contrato por valores que manifestamente nenhum clube português poderá acompanhar. Já Paulo Fonseca, esclarece que nem sequer foi convidado e que não recebeu qualquer contacto nesse sentido.

Porquê Luís Castro ?

Luís Castro tem 57 anos, um treinador relativamente jovem, com dois títulos nacionais e com uma longa carreira ainda pela frente. Sabe a Rádio Regional que Luís Castro rejeitou uma oferta do Reading; e não terá sido o dinheiro (nem a cláusula de rescisão) a causa da recusa em deixar o emblema vimaranense.

Sabe a Rádio Regional, que fontes do clube benfiquista consideram como viável a opção de Luís Castro, um treinador que reúne a “simpatia” do Presidente Luís Filipe Vieira e, diga-se que é um treinador praticamente “livre”, dada a sua cláusula de rescisão de apenas 1 milhão de euros; um valor “irrelevante” no orçamento Benfiquista.

Mas a contratação de Luís Castro passará sempre por um entendimento claro aos olhos da Liga de Futebol (para além do acerto de contas); dado que dentro das competições domésticas, é sempre necessário que os dois emblemas (entenda-se Benfica e Vitória SC) cheguem a um entendimento claro evitando o risco de penalizações previstas nos regulamentos das competições desportivas de futebol profissional.

A passagem pelo Desportivo de Chaves:

A Rádio Regional acompanhou de perto a passagem de Luís Castro pelo Desportivo de Chaves, tendo transformado o emblema desportivo no “clube sensação” pa primeira liga, terminando a dois pontos dos lugares europeus. Em Chaves, Luís Castro obteve um impressionante palmarés de 14 vitórias em 37 jogos na época 2017/2018 (e já este ano, obteve 10 vitórias em 19 jogos, entre as quais, quebrou a “invencibilidade” de Marcel Keizer no Sporting). Ainda em Chaves, demonstrou uma especial capacidade em superar as naturais dificuldades de um clube com menores recursos financeiros.

VF

DESPORTO

MUNDIAL 2022: ESPANHA E ALEMANHA EMPATAM NO JOGO ‘GRANDE’ DA FASE DE GRUPOS

A Espanha e a Alemanha empataram hoje a um golo, em encontro da segunda jornada do Grupo E do Mundial de futebol de 2022, disputado no Estádio Al Bayt, em Al Khor.

Online há

em

blank

A Espanha e a Alemanha empataram hoje a um golo, em encontro da segunda jornada do Grupo E do Mundial de futebol de 2022, disputado no Estádio Al Bayt, em Al Khor.

Álvaro Morata (62 minutos) deu vantagem aos espanhóis, que se tinham estreado com um 7-0 à Costa Rica, mas Niclas Füllkrug (83) restabeleceu a igualdade, para dar o primeiro ponto aos germânicos, derrotados na primeira ronda pelo Japão (1-2).

Na classificação do Grupo E, a Espanha soma quatro pontos, contra três de Japão e Costa Rica, que hoje bateu os nipónicos por 1-0, e um da Alemanha.

LER MAIS

DESPORTO

CENTENAS DE PESSOAS DESPEDIRAM-SE DE FERNANDO GOMES APESAR DA CHUVA TORRENCIAL

Centenas de pessoas despediram-se hoje do ex-futebolista internacional português Fernando Gomes, vencedor de duas Botas de Ouro e goleador máximo da história do campeão nacional FC Porto, que morreu no sábado, aos 66 anos.

Online há

em

blank

Centenas de pessoas despediram-se hoje do ex-futebolista internacional português Fernando Gomes, vencedor de duas Botas de Ouro e goleador máximo da história do campeão nacional FC Porto, que morreu no sábado, aos 66 anos.

“Não sei se é justo propor a retirada da camisola nove [do clube]. Sendo um número tão emblemático, parece quase surreal retirar algo com um cariz tão forte para os pontas de lança e até para nós. Seguramente, haver umas iniciais ‘FG’ marcadas em cada número nove do FC Porto seria uma honra histórica e para a eternidade. Esperemos que algum sócio lance [essa ideia] em Assembleia Geral”, notou André Villas-Boas, antigo treinador dos ‘dragões’, que falava aos jornalistas na Igreja de Santo António das Antas, no Porto.

O velório de Fernando Gomes tinha começado ao final da tarde de sábado e prosseguiu hoje perante familiares, amigos, adeptos e personalidades do FC Porto, além de figuras ligadas a clubes rivais, às entidades do futebol luso e a outros quadrantes da sociedade.

“Era uma pessoa que conseguia criar unanimidade. Diria que a tribo do futebol ficou mais fraca e perdeu uma das suas grandes referências. Tinha uma relação muito pessoal com ele. Aliás, vim diretamente do Qatar [onde ia assistir ao jogo entre Portugal e Uruguai, na segunda-feira, do Grupo H do Mundial2022] para estar cá. Não podia ser de outra forma”, partilhou Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

Coberta por uma bandeira do FC Porto, a urna foi deslocada da capela mortuária para a igreja pouco antes das 15:00, seguindo-se uma missa em memória do ‘bibota’, que tinha completado 66 anos na terça-feira e convivia há três anos com uma doença prolongada.

“Sem ele não estava aqui, porque fizemos uma dupla do outro mundo. Retirar a camisola nove? Estou de acordo com tudo, inclusivamente que Portugal jogue amanhã [segunda-feira] com braçadeiras negras, porque estamos a falar de um dos grandes. Depois, o FC Porto era tudo para ele, mas nunca o ouvi a ter uma declaração a incentivar a violência. Respeitou sempre os rivais e foi um autêntico senhor”, reiterou o ex-jogador Paulo Futre, que ladeou Fernando Gomes no ataque do FC Porto (1984-1987) e da seleção nacional.

A chuva torrencial intensificou-se aquando da saída do cortejo fúnebre da Igreja de Santo António das Antas, tendo um sentido aplauso de centenas de pessoas emoldurado uma despedida comovente, enquanto as claques afetas aos portistas esvoaçavam bandeiras.

“Não sendo do meu clube, era um profundo admirador dele em criança. O seu sentido de oportunidade e o posicionamento eram características que apreciava muito [no relvado]. Depois, tinha uma atitude de grande humildade e cordialidade. Estes exemplos são muito importantes e demonstram que a linguagem do desporto pode ser de desenvolvimento, cultura, harmonia e exemplaridade para a sociedade. Fernando Gomes interpretava bem essa forma de estar”, recordou o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro.

Num momento em que a seleção nacional guardava um minuto de silêncio antes de mais um treino no Qatar, o carro funerário foi descendo a Alameda das Antas rumo ao Estádio do Dragão, cercado por adeptos, que entoaram o nome do ‘bibota’ e o hino do FC Porto.

O cortejo encontrou a caminho da porta principal do recinto um retrato do então capitão a segurar a Taça Intercontinental erguida em 1987, na neve de Tóquio, com a expressão “Eterna Saudade”, concluindo essa volta com uma emotiva paragem no museu do clube.

A chuva foi dando tréguas no resto do trajeto, que teve também uma breve homenagem junto ao antigo Campo da Constituição e chegou antes das 17:00 ao sanatório da Lapa, onde seria cremado o corpo do vogal da direção ‘azul e branca’ para a formação, numa cerimónia reservada à família, que contou com o presidente portista, Jorge Nuno Pinto da Costa.

Fernando Gomes impôs-se como maior ‘artilheiro’ da história do FC Porto, com 355 golos em 452 jogos, e venceu uma Taça dos Campeões Europeus, uma Taça Intercontinental e uma Supertaça Europeia, além de três Taças de Portugal, três Supertaças Cândido de Oliveira e cinco campeonatos, que geraram duas Botas de Ouro (1982/83 e 1984/85).

Com 47 internacionalizações e 13 golos pela seleção lusa, que representou no Euro1984 e no Mundial1986, o popularizado ‘bibota’ intercalou as duas passagens pelas Antas com um périplo nos espanhóis do Sporting de Gijón (1980-1982) e despediu-se dos relvados no Sporting (1989-1991), assumindo desde 2010 funções diretivas no clube do coração.

LER MAIS

DESPORTO

MUNDIAL 2022: CROÁCIA BATE E ELIMINA CANADÁ RUMO AO COMANDO DO GRUPO F

A Croácia ascendeu hoje à liderança do Grupo F do Mundial de futebol de 2022, ao vencer por 4-1 o Canadá, que ficou eliminado, em encontro da segunda jornada, disputado no Estádio Internacional Khalifa, em Doha.

Online há

em

blank

A Croácia ascendeu hoje à liderança do Grupo F do Mundial de futebol de 2022, ao vencer por 4-1 o Canadá, que ficou eliminado, em encontro da segunda jornada, disputado no Estádio Internacional Khalifa, em Doha.

Andrej Kramaric, aos 36 e 70 minutos, Marko Livaja, aos 44, e Lovro Majer, aos 90+4, apontaram os tentos dos vice-campeões mundiais em título, depois de, logo aos dois, Alphonso Davies dar vantagem aos canadianos.

Na classificação do Grupo F, Croácia e Marrocos, que hoje bateu a Bélgica por 2-0, somam quatro pontos, contra três dos belgas e nenhum dos canadianos.

LER MAIS

DESPORTO

MUNDIAL 2022: DIEGO ALONSO ESPERA JOGO EQUILIBRADO FRENTE A PORTUGAL

O selecionador uruguaio de futebol, Diego Alonso, antecipou hoje um “jogo equilibrado” frente a Portugal, “à semelhança do que têm sido todos” no Mundial2022, e enalteceu a “variabilidade” de opções na equipa lusa.

Online há

em

blank

O selecionador uruguaio de futebol, Diego Alonso, antecipou hoje um “jogo equilibrado” frente a Portugal, “à semelhança do que têm sido todos” no Mundial2022, e enalteceu a “variabilidade” de opções na equipa lusa.

“Respeitamos todos os adversários. Já vimos o equilíbrio que se tem verificado nos jogos neste Mundial. Aliás, também Portugal teve dificuldades frente ao Gana. Queremos ganhar, é para isso que estamos cá, mas sabemos que todos dão o melhor de si e qualquer resultado é possível”, referiu, em conferência de imprensa.

Alonso, que fazia antevisão do encontro da segunda jornada do Grupo H, agendado para segunda-feira, destacou o “conhecimento profundo” que os jogadores portugueses têm uns dos outros, aliado à longevidade de Fernando Santos à frente da equipa das ‘quinas’.

“Têm uma grande variabilidade no jogo, é uma equipa completa, muito boa. Além de todas as individualidades que têm, ainda têm um treinador que os lidera há muito tempo. Mas nós também temos as nossas armas, as nossas virtudes, que nos tornam igualmente perigosos”, salientou o antigo futebolista, de 47 anos, que atuou em clubes como Valência, Atlético de Madrid ou Peñarol.

Diego Alonso, que no final do ano passado substituiu o ‘lendário’ Óscar Tabárez à frente dos ‘charruas’, recusou ainda que haja qualquer ponto de comparação com o duelo entre as duas seleções no Mundial2018, em que os uruguaios venceram por 2-1 e eliminaram a formação lusa nos oitavos de final.

“Todos os jogos têm histórias distintas. Não creio que este jogo venha a ser igual. Há muitos jogadores diferentes dessa altura. Vamos procurar ser competitivos e ganhar um jogo que será certamente muito equilibrado”, assumiu, considerando que ter os sportinguistas Coates e Ugarte, e o ex-benfiquista Darwin Núñez à disposição “não é uma vantagem” em termos de conhecimento sobre a equipa portuguesa.

Portugal e Uruguai jogam na segunda-feira, às 22:00 locais (19:00 em Lisboa), no Estádio de Lusail, em jogo da segunda jornada do Grupo H do Mundial2022.

A equipa das ‘quinas’, que venceu o Gana (3-2), na estreia, lidera o grupo, com três pontos, à frente de Coreia do Sul, de Paulo Bento, e Uruguai, ambos com um ponto, enquanto os ganeses, que defrontam os sul-coreanos no mesmo dia, seguem a ‘zeros’.

A 22.ª edição do Campeonato do Mundo decorre até 18 de dezembro, no Qatar.

LER MAIS

JORNAL ONLINE

blank

DESPORTO DIRETO

MUSICBOX

EMISSÃO NACIONAL





EMISSÃO REGIONAL










WEBRÁDIOS TEMÁTICAS MUSICAIS










LINHA CANCRO

PAGAMENTO PONTUAL

KEYWORDS

MAIS LIDAS