NACIONAL

MANIFESTAÇÃO: POLÍCIAS E MILITARES DA GNR NÃO ‘DESARMAM’ ATÉ REIVINDICAÇÕES ATENDIDAS

O presidente da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP) afirmou hoje que os protestos das forças de Segurança vão continuar até haver uma resposta do Governo às reivindicações dos agentes.

Paulo Rodrigues falava aos jornalistas junto ao Marquês de Pombal, em Lisboa, onde se concentram desde o final da manhã os polícias e os militares da GNR que se vão manifestar num percurso até à Assembleia da República.

Questionado sobre as grades de segurança [antimotim]e blocos de betão instalados pela polícia ao fundo da escadaria da assembleia, Paulo Rodrigues afirmou concordar com as mesmas, lançando ainda o desafio de serem mantidas no local.

“Acho que não é necessário, mas como polícia percebo perfeitamente o sentido de lá estarem e até sugiro que deixem ficar porque nós vamos continuar com as ações de protestos enquanto o Governo não atender as nossas reivindicações”, disse.

Na praça do Marquês de Pombal, ponto de encontro para o desfile até à Assembleia da República, pelas 13:45 já se encontravam centenas de polícias e militares vindos do Porto, Braga, Viana, Vila Real, Viseu e Algarve e largas centenas vestem as t-shirts brancas do Movimento Zero.

“Não tenho dúvidas de que vai ser uma grande manifestações. Sentimos, na PSP e na GNR, a grande vontade dos elementos em aderir ao protesto, até porque, a revolta tem crescido nos últimos anos”.

Entre as reivindicações da classe policial e militar da GNR está o pagamento do subsídio de risco, a atualização salarial e dos suplementos remuneratórios, e mais e melhor equipamento de proteção pessoal.

VEJA AINDA:

MACEDO DE CAVALEIROS: DOIS MORTOS EM SURTO COM 27 INFETADOS EM CASA DE REPOUSO

Lusa

ÉVORA: SOBE PARA QUATRO TOTAL DE MORTES NO SURTO LIGADO À MISERICÓRDIA DE VILA VIÇOSA

Lusa

FARO: LIGAÇÃO FLUVIAL LUSO-ESPANHOLA PELO GUADIANA INTERROMPIDA

Lusa

COVID-19: REGIÃO NORTE PODERÁ ATINGIR OS SETE MIL CASOS DIÁRIOS NOS PRÓXIMOS DIAS

Lusa

MATOSINHOS: CENTROS COMERCIAIS VÃO ENCERRAR ÀS 21 HORAS

Lusa

FUNDÃO: LAR DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA COM 40 INFETADOS DE COVID-19

Lusa