RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

MATOSINHOS: PONTE MÓVEL DE LEIXÕES VAI ENCERRAR DURANTE DUAS SEMANAS

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A ponte móvel de Leixões, em Matosinhos, no distrito do Porto, vai encerrar durante duas semanas, a partir de segunda-feira, para trabalhos de manutenção, anunciou hoje a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

“A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) informa que vai encerrar a Ponte Móvel de Leixões, a partir das 14h00 do dia 20 de junho de 2022 [segunda-feira], a fim de proceder a trabalhos de manutenção num cilindro, pelo prazo estimado de duas semanas”, pode ler-se na nota de imprensa hoje divulgada pela administração portuária.

A ponte móvel, construída em 2007, será alvo de “trabalhos de manutenção preventiva”, segundo a APDL, pois “necessita de manutenção periódica tendo em conta as suas características e recorrente utilização”, justifica a empresa presidida por Nuno Araújo.

Durante o decorrer dos trabalhos, “como medida mitigadora, a APDL assegurará gratuitamente o transporte de transeuntes entre Matosinhos e Leça da Palmeira, sendo o trânsito automóvel direcionado para o viaduto da A28”.

A empresa explica que “o transporte entre as margens será assegurado por autocarros fretados pela APDL para o efeito, que contemplam o transporte de bicicletas e equipamentos similares”.

O serviço de autocarros operará durante 24 horas, “de 10 em 10 minutos durante o dia (das 07h00 às 22h00) e de 20 em 20 minutos durante a noite (das 22h00 às 07h00)”.

“As paragens situam-se, em Matosinhos, no acesso nascente à Ponte Móvel (junto à paragem da Resende) e, em Leça da Palmeira, por baixo da Ponte (junto à paragem dos STCP)”, segundo a APDL.

VEJA AINDA:

LAMEGO: ESPERAM-SE DEZENAS DE MILHARES NAS FESTAS DA SENHORA DOS REMÉDIOS

Lusa

TRÁS-OS-MONTES: CIM DESAFIA GOVERNO A DESCENTRALIZAR GESTÃO DA ÁGUA

Lusa

COIMBRA: AUTARQUIAS PONDERAM CONCERTAÇÃO PARA DEFENDER INTERESSES REGIONAIS

Lusa

UTAD CRIA UM SISTEMA ‘VIGILANTE FLORESTAL’ PARA DETEÇÃO DE INCÊNDIOS

Lusa

VISEU: JUDICIÁRIA DETEVE UM HOMEM SUSPEITO DE SEQUESTRAR UMA MULHER

Lusa

VALE DE CAMBRA: 40 ALDEIAS SEM MÉDICO DE FAMÍLIA HÁ UM MÊS

Lusa