REGIÕES

MAU TEMPO: ÁRVORES ARRANCADAS E ANTENAS DE RÁDIO DANIFICADAS

O mau tempo que se fez sentir em Portugal causado pela depressão Elsa na passada sexta-feira e Fabien, ontem, deixaram uma onda de destruição resultando em dezenas de desalojados, dois mortos e elevados danos materiais em milhares de ocorrências comunicadas pela sociedade civil às autoridades.

Do alerta vermelho emitido pelo IPMA para vários distritos, destaca-se o distrito do Porto e Vila Real onde se esperavam ventos até 140 km/h nas terras altas.

Também em alerta laranja se encontravam os distritos de Bragança, Guarda, Faro, Viseu, Setúbal, Lisboa, Leiria, Beja e Castelo Branco com ventos previstos até 90 km/h.

Uma antena da Rádio Regional próxima de Chaves ficou parcialmente destruída numa zona onde se pode verificar a queda de várias árvores arrancadas pela raiz. Também os postes de energia eléctrica não resistiram à força avassaladora dos ventos das depressões Elsa e Fabien. Segundo os sensores de vento da antena emissora da Rádio Regional, foram registadas rajadas máximas de 178 km/h.

Uma outra antena emissora do mesmo Grupo de estações de rádio, esta mais próxima de Vila Real, ficou inoperante após a destruição total das linhas eléctricas que alimentavam o posto emissor, além de outros danos provocados na instalação da antena emissora que a deixou fora de funcionamento.

Foi possível ainda verificar que várias outras estações de rádio estavam inoperacionais, ou com funcionamento irregular neste fim-de-semana no distrito de Vila Real.

A administração da Rádio Regional confirma os avultados prejuízos “numa altura comercialmente muito importante, não havendo ainda uma data para retomar as emissões regulares em virtude de também não ser possível o acesso aos centros emissores” disse Vítor Fernandes, Administrador da Rádio Regional.

“É especialmente desconcertante assistir a esta destruição, e mais ainda revoltante numa altura destas que é tão importante para a comunicação social regional (…) tenho 29 anos de rádio, nunca vi uma coisa destas nos nossos centros emissores (…) não foram 140 km/h de vento, aqui foram 180 (…) uma rica prenda de Natal” disse ainda o Administrador.

Todos os alertas de mau tempo foram retirados durante a tarde deste Domingo, prevendo-se, segundo o IPMA,  o regresso gradual à normalidade meteorológica.

Depressão Elsa e Fabien arrancaram árvores e provocaram prejuízos nos emissores da Rádio Regional de Vila Real (94.5 FM) e Chaves (100.2 FM). Acesso cortado aos centros emissores após dezenas de árvores derrubadas.

VEJA AINDA:

AVEIRO: 13 ANOS DE PRISÃO PARA HOMEM QUE MATOU A MÃE

Lusa

AÇORES: SITUAÇÃO DE CALAMIDADE PROLONGADA ATÉ 23 DE OUTUBRO

Lusa

MONTIJO: INCÊNDIO NUMA EMPRESA CAUSA DOIS FERIDOS

Lusa

ALVAIÁZERE: SETE UTENTES E DOIS FUNCIONÁRIOS DE LAR INFETADOS COM COVID-19

Vítor Fernandes

BRAGANÇA: PSD QUESTIONA AUSÊNCIA DE RASTREIO DO CANCRO DA MAMA

Lusa

BRAGANÇA: MAIS 23 IDOSOS INFETADOS EM LARES DA MISERICÓRDIA

Lusa