Connect with us

MAGAZINE

MAUS HÁBITOS DE SONO AUMENTAM RISCO DE OBESIDADE

Hábitos de sono irregulares aumentam risco de obesidade nos rapazes.

Datas:

em

As crianças do sexo masculino com maus hábitos de sono apresentam “risco muito elevado de obesidade”, revela um estudo desenvolvido por investigadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

Com base nas recomendações da Academia Americana de Pediatria (2016), que estabelece a duração adequada de sono entre nove e 12 horas por noite para as crianças dos seis aos 12 anos, a investigação, visou analisar “a relação entre os hábitos de sono irregulares” (mais ou menos tempo que o recomendado) e “o risco de excesso de peso e obesidade na população pediátrica portuguesa”.

Os investigadores estudaram os hábitos de sono de 8273 crianças (4183 do sexo feminino) com idades entre seis e os nove, bem como “a atividade física e os comportamentos sedentários (por exemplo, o tempo passado a ver televisão ou a jogar no computador), através de questionários preenchidos pelos pais”, revela a Universidade de Coimbra (UC), numa nota enviada à agência Lusa.

Foram também avaliadas, no âmbito da mesma investigação, que foi desenvolvida, nos últimos seis anos, por uma equipa de peritos do Centro de Investigação em Antropologia e Saúde (CIAS) da FCTUC, “algumas variáveis antropométricas, como a estatura e o peso das crianças e calculado o seu índice de massa corporal (IMC)”, acrescenta a UC.

As associações entre os hábitos de sono e o risco de excesso de peso e obesidade para meninos e meninas foram realizadas separadamente.

Os resultados, publicados no “American Journal of Human Biology”, evidenciam que “os rapazes que apresentavam hábitos de sono irregulares para a sua idade, isto é, quer abaixo das nove horas/noite, quer acima das 12 horas/noite, durante a semana, têm 128% maior probabilidade de serem classificados como crianças com excesso de peso comparativamente com aqueles que dormiam as horas recomendadas”, afirma o investigador Aristides Machado-Rodrigues.

Curiosamente, mas tal como em alguns estudos anteriores, entre as raparigas, “não houve associações significativas entre a duração do sono e o risco de obesidade, nem nos dias da semana nem durante o fim de semana”, refere ainda o investigador do CIAS, citado pela UC.

Mas, sustenta Aristides Machado-Rodrigues, “o cumprimento dos hábitos de sono recomendados na infância” é “um aspeto crucial da saúde cognitiva e do desenvolvimento harmonioso das crianças”.

A obesidade é considerada uma das epidemias do século XXI pelo facto de estar associada a inúmeras cormobilidades, especialmente de natureza metabólica e cardiovascular. Aristides Machado-Rodrigues salienta “a sua etiologia multifatorial”, referindo “a existência um conjunto alargado de variáveis, de natureza biológica, genética, social e comportamental, que concorrem decisivamente para o facto de um indivíduo poder padecer de adiposidade aumentada, para além do padrão normal”.

As conclusões deste estudo – que está inserido numa investigação mais ampla sobre ‘Prevalência da obesidade na infância em Portugal’, coordenada por Cristina Padez, e financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) -, chamam a atenção para a necessidade de esforços adicionais para controlar os hábitos de sono durante a semana, especialmente entre os rapazes portugueses, indica a UC, na mesma nota.

Aristides Machado-Rodrigues enfatiza que “os pais devem reforçar as regras familiares da “hora de deitar” das crianças para que estas possam ter o tempo de sono diário recomendado para a saúde”.

“A literatura sustenta, de forma inequívoca, que a privação do sono, especialmente em idades pediátricas, está associada a problemas de saúde aumentados, não só de índole cognitivo, mas especialmente relacionados com a diminuição da tolerância à glicose, o qual é um fator de risco para a obesidade”, salienta o investigador.

“Na atualidade, e de forma muito pragmática, não podemos deixar de manifestar a nossa preocupação para os comportamentos sedentários de ecrã, vulgo “tablets”, telemóveis e computadores, que as crianças e jovens perpetuam pela noite dentro, comprometendo as horas de sono recomendadas, muitas vezes fechados no quarto e sem conhecimento dos pais”, destaca Aristides Machado-Rodrigues.

Nos últimos anos, estudos epidemiológicos relataram que a duração irregular do sono pode ser um fator de risco adicional para excesso de peso entre as crianças. Mas, conclui a UC, “os hábitos de sono são os que têm merecido menor atenção comparativamente a outros comportamentos do quotidiano, como a atividade física, os hábitos nutricionais ou ainda o sedentarismo”.

LUSA

PUBLICIDADE
OUVIR A RÁDIO REGIONAL AQUI
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE O SEU COMANTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado.

PUBLICIDADE LINHA CANCRO

OUVIR RÁDIO

OUVIR MÚSICA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESPORTOPublicado há 8 horas

BRAGA EM “BICOS DOS PÉS” DIVIDE A LIDERANÇA DA LIGA (vídeo)

O Sporting sofreu a primeira derrota da época e deixou os 3 pontos na pedreira. O braga está decidido a...

REGIÕESPublicado há 10 horas

TAXISTAS CAMINHAM PARA O SÉTIMO DIA DE PROTESTO

As entidades representativas dos táxis reuniram-se esta segunda-feira com um assessor do primeiro-ministro, no sentido de travar a lei que...

DESPORTOPublicado há 11 horas

LUKA MODRIC ELEITO O MELHOR FUTEBOLISTA DO ANO

O internacional croata Luka Modric conquistou hoje eleito pela primeira vez o prémio 'The Best', atribuído ao melhor futebolista do...

INTERNACIONALPublicado há 14 horas

BÉLGICA VAI ABATER 4000 PORCOS PARA EVITAR A PESTE SUÍNA AFRICANA

A Bélgica prevê abater nos próximos dias 4.000 porcos saudáveis para evitar qualquer contaminação das pecuárias pelo vírus da peste...

SOCIEDADEPublicado há 14 horas

VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE ARRANCA A 15 DE OUTUBRO

A vacinação contra a gripe vai começar em 15 de outubro e o Serviço Nacional de Saúde terá 1,4 milhões...

REGIÕESPublicado há 14 horas

TAXISTAS “NÃO SE ENTENDEM” COM O GOVERNO

Os taxistas consideraram hoje a reunião com um assessor do primeiro-ministro "uma manobra de diversão", pelo que vão continuar a...

SOCIEDADEPublicado há 14 horas

ATROPELAMENTOS E MORTES DE PEÕES DISPARARAM 50%

O número de peões mortos nos primeiros seis meses do ano aumentou cerca de 50% em relação ao mesmo período...

REGIÕESPublicado há 19 horas

NO IC8 JÁ MORRERAM 10 PESSOAS SÓ EM 2018

Dez pessoas morreram este ano no Itinerário Complementar (IC) 8, no distrito de Leiria, vítimas de acidentes de viação, informou...

REGIÕESPublicado há 20 horas

POMBAL: 6 MORTOS EM ACIDENTE NO IC8

Pelo seis pessoas morreram hoje no acidente que envolveu duas viaturas de mercadorias no Itinerário Complementar (IC) 8 em São...

INTERNACIONALPublicado há 1 dia

JOVEM INDONÉSIO SOBREVIVEU 48 DIAS “À DERIVA” NO MAR (vídeo)

Um jovem indonésio sobreviveu 48 dias com a ajuda de uma plataforma para captura de peixe até ter sido resgatado...

PUBLICIDADE LINHA CANCRO

AS MAIS LIDAS