RÁDIO REGIONAL
NOTÍCIAS

MEGA INVESTIMENTO “SOLAR”

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O mercado português da energia solar está prestes a receber o maior investimento de sempre, pela mão do antigo responsável da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), Miguel Barreto. A Muki Solar pediu ao organismo público autorização para instalar no território nacional cerca de 1.000 megawatts de energia fotovoltaica, o maior projeto do setor em Portugal e que corresponde a metade da potência pedida à DGEG.

A energia potencial a produzir é equivalente ao dobro da produção do Alqueva, e corresponde a várias dezenas de unidades com potência a rondar os 10 megawatts. Com a ajuda de parceiros internacionais, a Muki Solar aposta forte num mercado de elevado potencial, que promete ‘dar cartas’ nos próximos anos.

De acordo com o Diário Económico, a descida de 70% nos custos de produção desde 2010 aumentou a margem de sucesso das empresas de energia fotovoltaica e a evolução no setor já é classificada pelo presidente da Associação Portuguesa das Energias Renováveis (APREN) como a terceira revolução das renováveis, seguindo-se às mini-hídricas e à energia eólica.

Durante o congresso de ontem, o líder da APREN pediu uma aposta mais forte na energia fotovoltaica em Portugal, revelando que em países como o Reino Unido e Alemanha a energia instalada é 20 a 100 vezes maior, apesar de estes territórios terem “metade da insolação de Portugal”. “O panorama solar no nosso país é ainda muito desolador”, garante António Sá da Costa.

“Temos que olhar para o solar de outra forma. O desenvolvimento que aí se adivinha não pode ser só a instalação de centrais, mas que consiga dinamizar o tecido empresarial e industrial” conclui o presidente da Associação.

VEJA AINDA:

SABROSA: ADEGA INSTALA PAINÉIS SOLARES PARA POUPAR CUSTOS NAS VINDIMAS

Lusa

LEIRIA: AUTARQUIA DESLIGA ILUMINAÇÃO DE FONTES E MONUMENTOS PARA POUPAR ENERGIA

Lusa

VIMIOSO: E-REDES GARANTE EMPENHAMENTO NA RESOLUÇÃO DE AVARIAS

Lusa

GAZPROM ANUNCIA NOVO CORTE DRÁSTICO NAS ENTREGAS DE GÁS À EUROPA

Lusa

CORTE DE GÁS RUSSO PODE LEVAR A QUEDA DE ATÉ 1,5% DO PIB DA UE

Lusa

ALQUEVA: CENTRAL SOLAR FLUTUANTE INAUGURADA HOJE

Lusa