INTERNACIONAL

MOLUSCOS SÃO OS ANIMAIS MARINHOS MAIS CONTAMINADOS POR MICROPLÁSTICOS

Os moluscos são os animais marinhos mais contaminados por microplásticos, conclui uma metanálise hoje divulgada, que inclui ainda dados sobre peixes e crustáceos.

O trabalho, liderado por investigadores das universidades de Hull e York, no Reino Unido, analisou mais de 50 estudos produzidos entre 2014 e 2020 para aferir os níveis de contaminação por micropástico no mundo em peixes, crustáceos e moluscos.

Segundo a metanálise, os moluscos apresentam 0-10,5 microplásticos por grama, os crustáceos 0,1-8,6 e os peixes 0-2,9.

Os moluscos recolhidos na costa da Ásia são os mais contaminados, indiciando que esta zona é a mais poluída por plástico em todo o mundo.

“Os microplásticos foram encontrados em vários órgãos, como intestinos e fígado. Moluscos como ostras, mexilhões e vieiras são consumidos inteiros, enquanto os peixes maiores apenas uma parte”, afirmou, citado em comunicado da Universidade de York, um dos autores do trabalho, Evangelos Danopoulos.

De acordo com o investigador, um passo fundamental para se compreender o impacto da poluição marinha por microplásticos (partículas minúsculas de lixo plástico) na saúde humana, ainda desconhecido, é saber quais as concentrações que são ingeridas pelas pessoas quando consomem moluscos, crustáceos ou peixes.

“Podemos começar por verificar a quantidade de peixes, moluscos e crustáceos consumidos e medir a quantidade de microplásticos nessas espécies”, assinalou Evangelos Danopoulos.

VEJA AINDA:

MAIORIA DOS VEÍCULOS MATRICULADOS EM 2020 É MOVIDA A GASÓLEO – ACAP

Lusa

TERRAS DE BOURO: ALEGADO ATENTADO AMBIENTAL NO RIO GERÊS – FAPAS

Lusa

CONFINAMENTO NÃO TRAVOU CONCENTRAÇÃO DE CO2 NA ATMOSFERA

Lusa

AMBIENTE: MICROPLÁSTICOS ENCONTRADOS A OITO MIL METROS DE ALTITUDE NO EVERESTE

Lusa

ZERO DENUNCIA ILEGALIDADES NAS EMISSÕES POLUENTES DOS CARROS A GASÓLEO

Lusa

ESTADOS UNIDOS RENUNCIAM OFICIALMENTE AO ACORDO DE PARIS

Lusa