REGIÕES

MONTALEGRE: PASTOR DETIDO POR SUSPEITA DE FOGO POSTO

A Polícia Judiciária (PJ) de Vila Real deteve um pastor de 35 anos suspeito de ter ateado um incêndio em Fafião, concelho de Montalegre, que queimou cerca de 18 hectares de área florestal, foi hoje anunciado.

A detenção foi efetuada pela Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real que, em comunicado, disse que o homem está “fortemente indiciado” pela prática do crime de incêndio florestal.

Segundo a PJ, o fogo ocorreu na quarta-feira e “consumiu cerca de 18 hectares de área de mancha florestal” da aldeia de Fafião, freguesia de Cabril, no concelho de Montalegre.

A Judiciária referiu que o “foco de incêndio colocou em perigo uma vasta mancha florestal, de valor consideravelmente elevado, que apenas não foi consumida devido à rápida intervenção de várias corporações de bombeiros, sapadores florestais e de um meio aéreo”.

O detido vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

VEJA AINDA:

ALFÂNDEGA DA FÉ: NÃO HÁ REGISTO DE NOVOS CASOS COVID-19 NAS ESCOLAS

Lusa

VILA VIÇOSA: 14 INFETADOS COM COVID-19 NOS SERVIÇOS DA MISERICÓRDIA

Lusa

AVEIRO: 13 ANOS DE PRISÃO PARA HOMEM QUE MATOU A MÃE

Lusa

AÇORES: SITUAÇÃO DE CALAMIDADE PROLONGADA ATÉ 23 DE OUTUBRO

Lusa

MONTIJO: INCÊNDIO NUMA EMPRESA CAUSA DOIS FERIDOS

Lusa

ALVAIÁZERE: SETE UTENTES E DOIS FUNCIONÁRIOS DE LAR INFETADOS COM COVID-19

Vítor Fernandes