INTERNACIONAL

PANDEMIA FEZ ATÉ HOJE QUASE DOIS MILHÕES DE MORTOS POR TODO O MUNDO

A pandemia de Covid-19 fez pelo menos 1.806.072 mortos, desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS) detetou a doença na China em dezembro de 2019, segundo o balanço elaborado hoje pela agência France-Presse.

A partir de dados oficiais, o balanço indica ainda que mais de 82.676.050 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da pandemia, sendo que 51.918.900 doentes foram considerados curados da doença.

O balanço é feito com base nos dados comunicados diariamente pelas autoridades sanitárias de casa país, excluindo as revisões posteriores das entidades responsáveis pelas estatísticas em países como a Rússia, Espanha e Reino Unido.

O número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total de infeções, sendo que uma parte dos casos é menos importante ou refere-se a situações assintomáticas. Há ainda a acrescentar o aumento generalizado da realização de testes, desde o começo da pandemia.

Segundo a France-Presse, nas últimas 24 horas morreram 15.599 pessoas em consequência da Covid-19 e foram registados 679.925 novos casos.

Os países que registaram o maior número de mortes, nas últimas 24 horas são os Estados Unidos com mais 3.927 óbitos, o Brasil (1.194) e o México (1.052).

De acordo com a contabilização feita pela universidade norte-americana Johns Hopkins, os Estados Unidos são o país mais afetado pelo novo coronavírus, com 342.414 mortos e 19.745.137 casos registados.

Seguem-se o Brasil, que totaliza 193.875 mortos e 7.619.200 casos de infeção, a Índia, com 148.738 mortos e 10.266.674 casos, o México, com 124.897 óbitos e 1.413.935 casos, e a Itália, com 73.604 mortes e 2.083.689 casos.

Entre os países mais duramente afetados – em proporção do número de habitantes – encontram-se a Bélgica com 168 mortos por cada 100 mil habitantes, seguida da Eslovénia (128); Bósnia (123); Itália (122) e a Macedónia do Norte (119).

A Europa totalizava – até às 11:00 – 568.862 mortos e 26.300.009 casos; América Latina e Caraíbas com 505.089 óbitos (15.465.966 casos), Estados Unidos e Canadá com 357.854 mortes (20.316.207 casos), a Ásia com 218.751 mortos (13.862.834 casos), o Médio Oriente contabilizava 89.766 mortes (3.969.128 casos), África 64.805 mortes (2.730.865 casos) e a Oceânia 945 mortes (31.041 casos).

Este balanço é realizado a partir de dados recolhidos pelos correspondentes da France-Presse junto de entidades competentes e em informações da OMS.

Devido às correções comunicadas e pela publicação tardia de alguns valores, o aumento dos números globais, durante as últimas 24 horas, pode não corresponder exatamente aos valores que foram noticiados anteriormente.

VEJA AINDA:

COVID-19: ESCOLAS DE ACOLHIMENTO SERVIRAM 37 MIL REFEIÇÕES DIÁRIAS

Lusa

O OUTRO LADO DA PANDEMIA – ENTREVISTA A MARLI VITORINO (16:00)

Vítor Fernandes

INEM ENCAMINHOU 696 CASOS DE ENFARTE PARA HOSPITAIS EM 2020, 80% HOMENS

Lusa

COVID-19: TESTES VÃO SER ALARGADOS AOS CONTACTOS DE BAIXO RISCO

Lusa

ORDEM DOS MÉDICOS DIZ QUE ‘NÃO SE PODE DESCONFINAR JÁ’

Lusa

PORTUGAL VAI CONTINUAR ‘CONFINADO’ ATÉ MEADOS DE MARÇO DIZ MINISTRA DA SAÚDE

Lusa