Ligue-se a nós

REGIÕES

PESO DA RÉGUA: SETE INFETADOS EM LAR DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA

A Câmara do Peso da Régua informou hoje que há sete utentes com covid-19 na unidade de cuidados continuados da Santa Casa da Misericórdia local e que os casos foram identificados após rastreio promovido pelas instituições.

Online há

em

A Câmara do Peso da Régua informou hoje que há sete utentes com covid-19 na unidade de cuidados continuados da Santa Casa da Misericórdia local e que os casos foram identificados após rastreio promovido pelas instituições.

A autarquia referiu, em comunicado, que os sete utentes estão, “para já, estáveis, sem qualquer sintoma da doença”.

Acrescentou ainda que o presidente da câmara, o provedor da Santa Casa da Misericórdia do Peso da Régua e o diretor clínico da instituição, “trabalham em conjunto com as autoridades de saúde, por forma a tentar reduzir o impacto do contágio pelo novo coronavírus e minimizar a propagação da covid-19 nesta unidade”.

O rastreio na unidade de cuidados continuados foi feito por iniciativa conjunta da autarquia e da Misericórdia, na sequência de um “trabalho de prevenção desenvolvido junto dos lares de terceira idade do concelho” e no âmbito do qual “foram testados os utentes e funcionários”.

De acordo com a câmara, o “plano de contingência da unidade de cuidados continuados foi acionado no sábado, após ter sido detetado um caso positivo em exame serológico realizado por prevenção”.

Segundo o município, falta ainda conhecer o resultado de alguns dos testes realizados na instituição.

A câmara do Peso da Régua preparou um plano de contingência municipal, no âmbito do qual, se for necessário, serão ativados espaços de acolhimento temporário para receber utentes da unidade de cuidados continuados.

A autarquia apelou a um “esforço suplementar” aos funcionários porque “os utentes precisam deles mais do que nunca” e pediu também que se “mantenha a calma e se renove a confiança nas autoridades envolvidas” que tudo farão “para mitigar esta situação e acautelar a saúde daqueles que estão ao cuidado” da unidade.

“É tempo de agir e de reforçar os cuidados a termos uns com os outros, sobretudo, no que respeita a medidas de higiene e de manutenção da salubridade. Mais do que nunca apelamos para que fiquem em casa, para que cuidem de vós, na certeza de que ao fazê-lo estarão a cuidar daqueles que amam”, refere ainda o comunicado.

Segundo o município, há 18 pessoas infetadas com covid-19 neste concelho do distrito de Vila Real.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 409 mortes, mais 29 do que na véspera (+7,6%), e 13.956 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 815 em relação a quarta-feira (+6,2%).

REGIÕES

PORTO: OBRAS DO METRO CORTAM TRÂNSITO NA RUA DAS DEVESAS ATÉ 2027

A Rua Barão do Corvo, nas Devesas, em Gaia, estará cortada ao trânsito a partir de segunda-feira e até janeiro de 2027 devido às obras da Linha Rubi do Metro do Porto, informou o município.

Online há

em

A Rua Barão do Corvo, nas Devesas, em Gaia, estará cortada ao trânsito a partir de segunda-feira e até janeiro de 2027 devido às obras da Linha Rubi do Metro do Porto, informou o município.

Em causa está uma interrupção do trânsito automóvel na Rua Barão do Corvo, entre a Rua Visconde das Devesas e a Rua José Mariani (aproximadamente a 100 metros para nascente desse arruamento), bem como na Rua Felizardo Lima, junto à Rua Barão do Corvo.

Segundo informação disponível do ‘site’ da autarquia, a interrupção de trânsito deverá entrar em vigor na segunda-feira e durar até 16 de janeiro de 2027.

A Linha Rubi ligará Santo Ovídio à Casa da Música através de uma nova ponte sobre o Douro, e contará com uma estação nas Devesas, que fará ‘interface’ com o comboio e autocarros, tendo de estar pronta até final de 2026.

Já desde esta semana estão em vigor mudanças de sentido de trânsito nas ruas Mouzinho de Albuquerque, entre o cruzamento com a Rua Alexandre Braga e a Rua Visconde das Devesas, de sentido sul/norte para sentido norte/sul, e na Rua Heliodoro Salgado, entre a Rua Conselheiro Veloso da Cruz e a Rua Professor Manuel Pires Veloso, de sentido sul/norte para sentido norte/sul.

Também vários arruamentos de sentido único foram adaptadas a dois sentidos, casos das ruas José Mariani, entre o cruzamento da Rua Carlos Guedes de Amorim e a Rua Visconde das Devesas/Rua José Fontana, Rua Barão do Corvo, para nascente da Rua José Mariani, até à zona de obra, para acesso a habitações/lojas, e Rua Felizardo Lima, para norte no cruzamento com a Travessa Visconde das Devesas.

Já na Rua Professor Manuel Pires Veloso dá-se uma mudança de dois sentidos para um único (norte-sul).

Quanto a desvios pedonais, será sempre garantido acesso pedonal pela Rua Barão do Corvo, de acordo com a fase de execução dos trabalhos, de demolição e escavação da Estação das Devesas, bem como o atravessamento da Rua Felizardo Lima através de passadeira, encaminhando para a Travessa Visconde das Devesas.

Será ainda proibido o estacionamento na Rua Heliodoro Salgado.

O valor global de investimento da Linha Rubi (Casa da Música – Santo Ovídio, incluindo nova ponte sobre o rio Douro) é de 435 milhões, um investimento financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

A Linha Rubi, com 6,4 quilómetros e oito estações, inclui uma nova travessia sobre o Douro, a ponte D. Antónia Ferreira, a Ferreirinha, que será exclusivamente reservada ao metro e à circulação pedonal e de bicicletas.

Em Gaia, as estações previstas para a Linha Rubi são Santo Ovídio, Soares dos Reis, Devesas, Rotunda, Candal e Arrábida, e no Porto Campo Alegre e Casa da Música.

A empreitada tem de estar concluída até ao final de 2026.

LER MAIS

REGIÕES

CARRAZEDA DE ANSIÃES: HOMEM CONSTITUÍDO ARGUIDO POR PROVOCAR INCÊNDIO

A Guarda Nacional Republicana (GNR) constituiu arguido um homem de 41 anos em Marzagão, Carrazeda de Ansiães, por ter ateado um incêndio de forma negligente enquanto manuseava uma motorroçadora, informou hoje a autoridade.

Online há

em

A Guarda Nacional Republicana (GNR) constituiu arguido um homem de 41 anos em Marzagão, Carrazeda de Ansiães, por ter ateado um incêndio de forma negligente enquanto manuseava uma motorroçadora, informou hoje a autoridade.

O caso remonta a 16 deste mês, no distrito de Bragança. A investigação conduzida pela GNR permitiu perceber que a ignição aconteceu durante a realização de atividades agrícolas com uma motorroçadora, de forma negligente, num terreno junto a uma mancha florestal.

A GNR conseguiu identificar o responsável pelos trabalhos que estavam em curso, onde não foram mantidos os cuidados necessários de vigilância. Os factos foram remetidos para o tribunal de Vila Flor.

A Guarda relembrou que a Linha SOS Ambiente e Território – 808 200 520 – funciona em permanência, para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

LER MAIS

MAIS LIDAS