PIRATARIA POR AMOR

Homem, de nacionalidade egípcia, desviou o voo com 81 passageiros até ao aeroporto de Larnaca, no Chipre. Libertou a maior parte dos reféns e exige falar com a ex-mulher cipriota. Um avião da Egypt Air, que fazia o voo doméstico entre Alexandria e o Cairo, foi desviado por um homem e teve de aterrar no aeroporto de Larnaca, no Chipre, avança a BBC.

Aquele que se pensava ser inicialmente um “pirata do ar”, depois de ter dito que estava a usar um cinto de explosivos, será apenas um cidadão egípcio, identificado pelo nome de Ibrahim Samaha, que quer falar com a sua ex-mulher cipriota … e tudo se resume a questões de “amor”.CRIME

A mulher a caminho do aeroporto conseguiu falar com o alegado “pirata do ar” enquanto todos os passageiros saiam do avião com as suas bagagens de mão.

De acordo com uma fonte oficial do aeroporto de Alexandria, a bordo estavam oito americanos, quatro britânicos, quatro holandeses, dois belgas, um italiano e 30 pessoas de nacionalidade egípcia.

O presidente cipriota Nicos Anastasiades confirmou que não se trata de nenhum ato terrorista mas antes uma “questão passional”. Segundo o The Guardian, o sequestrador será um professor universitário de medicina veterinária e terá ainda exigido que lhe concedessem asilo político no Chipre.

Vídeo da Notícia:

O PIRATA DO AR POR MOTIVOS "PASSIONAIS"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.