RÁDIO REGIONAL
DESPORTO

APRESENTAÇÃO DO PORTO NO DRAGÃO ACABA COM DERROTA

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Uma tarde de Sábado, que ninguém diria ser “verão”, levou 45 mil adeptos ao Estádio do Dragão para o jogo de apresentação, em casa, do FC Porto. O resultado foi gelado. Uma derrota, pela diferença mínima, da equipa portista perante o AS Monaco.

Onze Inicial, FC Porto: Vaná (GR), Alex Telles, Manafá, Pepe, Marcano, Danilo Pereira, Sérgio Oliveira, Romário Baró, Corona, Luís Díaz, Soares. Suplentes: Diogo Costa, Mbaye, Tomás Esteves, Diogo Leite, Bruno Costa, Aboubakar Nakajima, Marega, Loum, Mbemba, Ze Luis, Osório, Saravia, Otávio, Fernando Andrade, Galeno, Fábio Silva, Diogo Queirós, Madi.

Onze Inicial, AS Mónaco: Lecomte (GR), Ballo Toure, Jemerson, Sidibe, Panzo, Golovin, Fabregas, Boschilia, Henrichs, Gelson Martins, Moussa Sylla. Suplentes: Diego Benaglio, Nacer Chadli, Gil Dias, Naldo, Foster, Aholou, Adama Traore, Rony Lopes, Tuncara, Kamil Glik, Seydou Sy

Árbitro do encontro: Artur Soares Dias (AF PORTO)

Tarde de verão fresca, com o céu muito nublado, e 45 mil adeptos no ninho do dragão para o jogo de apresentação. O FC Porto entrou em campo com o seu equipamento tradicional, camisola azul e branca com listas verticais, calção azul e meia branca, o AS Mónaco com o equipamento alternativo, todo de preto.

Nos primeiros quinze minutos a equipa da casa teve mais posse de bola, mas não criou perigo, destacando-se, apenas, uma oportunidade para cada lado. Ao minuto 11, canto pela direita da na baliza do AS Mónaco, Golovin cruzou para a grande área e Sidibe cabeceou para defesa de Vaná Alves.

Na jogada seguinte, Alex Telles pelo corredor esquerdo cruzou para a área, Romário Baró apareceu em zona de finalização mas cabeceou ao lado da baliza de Lecomte.

A partir daí ,o FC Porto continuou com mais bola, mas a finalização no último passe não correu bem e, embora a jogada chegasse à área do Mónaco com alguma frequência faltava ligação no ataque azul e branco.

Aos 23 minutos, balde de água fria no Dragão. Pepe, em zona proibida, perdeu a bola para Boschilia, que combinou com Gelson Martins e o cabo-verdeano, ex-Sporting, inaugurou o marcador. Logo na jogada seguinte, o AS Mónaco voltou a criar perigo com um remate de meia distância na meia lua da área do FC Porto, por intermédio de Golovin para uma excelente defesa de Vaná Alves.

No último quarto de hora da primeira parte, o FC Porto tentou chegar à baliza de Lecomte, mas continuava a não ser eficaz. De destacar neste período, um remate perigoso ao minuto 38′ de Boschilia, para grande intervenção de Vaná Alves.

O resultado não se alterou até ao intervalo e o FC Porto perdia em casa por 1-0 frente ao AS Mónaco.

Uma primeira parte onde o Porto acabou por ter mais bola mas não conseguiu criar oportunidades claras de golo. Já o Mónaco, que fez 3 remates enquadrados à baliza, foi mais eficaz, marcou um golo e saiu para os balneários em vantagem.

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Na 2ª parte o FC Porto apresentou-se com o equipamento alternativo, camisola e calção amarelo, meia azul. Sérgio Conceição não fez alterações, já o técnico Leonardo Jardim optou por substituir Fabregas por Adama Traore.
Nos primeiros 15 minutos do segundo tempo a equipa de Sérgio Conceição continuava a dar mostras de querer chegar à baliza do Mónaco. Prova disso foram os dois remates defendidos, pelo guarda redes monegasco para canto, por parte de Romário Baró, o jogador que esta temporada subiu ao escalão principal E esteve em bom plano nesta partida.
Ao minuto 59, Sérgio Conceição fez várias substituições de uma assentada: saiu o Mário Baró, Tiquinho Soares, Sérgio Oliveira e Luíz Díaz para entrada de Bruno Costa, Otávio, Nakajima e Zé Luis.

Aos 63 minutos, grande penalidade a favor do FC Porto. Corona, no corredor direito, ultrapassou o seu opositor Panzoe usando a sua tecnicidade entrou na grande área, onde foi derrubado. O árbitro não hesitou e assinalou grande penalidade. Alex Telles assumiu a marcação do penalty mas rematou para a defesa de Lecomte. Não estava a ser uma tarde sorridente para o FC Porto.

O técnico Leonardo Jardim aproveitou para refrescar a equipa, substituindo Sylla e Boschilia por Rony Lopes e Chadli.

Nos últimos 15 minutos, nova troca de jogadores em ambas as equipas. No FC Porto saíram Corona e Manafá, entraram Fábio Silva e Saravia, e na equipa francesa saídas de Ballo Toure, Gelson Martins e Golovin para as entradas de Foster, Aholou e Badiashile.

Aos 77 minutos, Otávio com uma soberana oportunidade após boa combinação entre Fábio Silva e Saravia, curiosamente os últimos jogadores a entrarem em campo, pelo lado esquerdo do ataque portista. Com Saravia a cruzas, Otávio aparece ao segundo poste e desvia a bola mas para fora, continuava a ser uma noite negativa no capítulo da eficácia.

Entretanto, mais três alterações no conjunto portista, saíram Pepe, Marcano e Alex Telles, entraram Diogo Leite, Osório e Tomás Esteves.

O jogo mantinha a mesma toada, o Porto a chegar ao último reduto mas com o último passe a não sair bem. A um minuto dos noventa, Ze Luis fez um cabeceamento, após assistência de Saravia, para intervenção de Lecomte, do canto os jogadores portistas ficaram a pedir penalty (por possível mão dos jogadores do Mónaco), mas o árbitro assim não entendeu.

Fim do jogo e o FC Porto teve a primeira derrota no último jogo da fase de preparação para a temporada 2019-2020 frente ao AS Mónaco por 1-0. Um jogo onde faltou essencialmente eficácia para concretizar as oportunidades criadas.

nbsp| RÁDIO REGIONAL

VEJA AINDA:

BOAVISTA: VÍTOR MURTA VAI RECANDIDATAR-SE À PRESIDÊNCIA

Lusa

DIRETO: FC VIZELA X SL BENFICA (18:00)

Rádio Regional

SPORTING DE BRAGA VENCE E APROXIMA-SE DO PRIMEIRO LUGAR DO GRUPO F DA LIGA EUROPA

Lusa

BENFICA SOFRE PRIMEIRA DERROTA NA ‘CHAMPIONS’ AO SER GOLEADO PELO BAYERN DE MUNIQUE

Lusa

FC PORTO BATE AC MILAN E ESTREIA-SE A VENCER NA LIGA DOS CAMPEÕES

Lusa

SPORTING ESTREIA-SE A VENCER NA LIGA DOS CAMPEÕES NO ESTÁDIO DO BESIKTAS

Lusa