RÁDIO REGIONAL
DESPORTO

FC PORTO “REDIMIU-SE” E VENCEU “À VONTADE” O MOREIRENSE

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Uma casa cheia que não lembra a última derrota do FC Porto perante os seus adeptos 44 mil adeptos sempre fieis que marcaram presença no Estádio do Dragão. De um lado Sérgio Conceição, a “fera” que sentiu a derrota no passado fim-de-semana que aposta em esquecer o “desaire”; do outro lado Ivo Vieira que deixou o autocarro na garagem e apresentou-se decidido a discutir o resultado. O Porto venceu por 3-0, mas o Moreirense deu luta; e momentos houve que por terras de Moreira de Cónegos ainda “acreditou” no golo; mas a vitória da equipa do Dragão foi expressiva espelhando a superioridade do campeão nacional em título.

VAMOS ÀS EQUIPAS:

FC PORTO: Iker Casillas (GR), Sérgio, Maxi, Brahimi, Aboubakar, Alex Telles, H. Herrera, Felipe, Marega, Otávio, Éder e Militão. Suplentes: Adrián, Danilo, J. Corona, Vaná (GR), Óliver, Diogo Leite e M. Marius. Treinador: Sérgio Conceição.

MOREIRENSE FC: Jhonatan (GR), João Aurélio, Neto, M. Abarhoun, Bilel, Pedro Nuno, Chiquinho, Ivanildo, Loum, Bruno e Heri. Suplentes: Halliche,  Nenê, Pedro Trigueira (GR), Arsénio, P. Rodríguez, Alan e D’Alberto. Treinador: Ivo Vieira

ARBITRAGEM: Hélder Malheiro, Bruno Jesus, Rui Cidade e Gustavo Correia. VAR: Luís Ferreira e Pedro Ribeiro.

nbsp| RÁDIO REGIONAL

VAMOS AO JOGO:

O F.C. Porto regressou às vitórias este domingo com um triunfo sobre o Moreirense por 3-0 em jogo a contar para a 4ª jornada do campeonato nacional. Herrera abriu o marcador na sequência de um pontapé de canto enquanto que Aboubakar fez o 2-0 antes do intervalo. Éder Militão conquistou as bancadas do Dragão com uma excelente exibição na sua estreia oficial com a camisola do F.C. Porto. Danilo regressou aos relvados cinco meses depois. Marega redimiu-se e fechou o marcador.

Depois da derrota por 3-2 na jornada anterior frente ao Vitória SC (Guimarães), Sérgio Conceição apostou numa equipa titular com algumas novidades, a começar desde logo com a estreia de Éder Militão ao lado de Felipe. Marega foi titular pela primeira vez esta temporada enquanto que Danilo Pereira voltou às opções do técnico portista cinco meses depois.

O Moreirense de Ivo Vieira apresentou-se no Estádio do Dragão sem novidades no onze e o jogo começou com o F.C. Porto a pressionar alto o adversário. Aos 9′ minutos, Aboubakar caiu na área do Moreirense e Hélder Malheiro assinalou grande penalidade por alegada falta de Loum sobre o avançado camaronês, mas acabou por recuar na decisão após visualizar o lance e marcou pontapé de canto.

Apesar do domínio do F.C. Porto, os ‘cónegos’ não se intimidaram e procuraram criar perigo junto à baliza de Iker Casillas, mas faltava uma referência no ataque do Moreirense e a boa troca de bola a meio campo tornava-se inconsequente.

Aos 15′ minutos, a equipa de Sérgio Conceição adiantou-se no marcador por intermédio de Herrera. O médio mexicano surgiu isolado ao segundo poste após um canto de Alex Telles e rematou para o 1-0 após um desvio de Éder Militão. O árbitro ainda consultou o vídeo-árbitro por alegada mão de Herrera no lance, mas acabou por validar o golo.

A perder por 1-0, o Moreirense tentou reagir à desvantagem e aos 17′ minutos Heriberto cruzou com perigo para Bilel no segundo poste, mas o esférico passou por toda a área sem sofrer nenhum desvio. Aos 27′ minutos, a equipa visitante voltou a criar perigo com um cruzamento de Heri para a área portista, mas Éder Militão impôs-se a Bilel e fez um desvio providencial.

À entrada da meia hora de jogo, o F.C. Porto voltou a marcar numa jogada de entendimento entre Otávio e Marega. O avançado maliano atirou ao poste da baliza do Moreirense, mas na recarga Aboubakar com o seu habitual ‘faro para o golo’ fez o 2-0.

Ao intervalo, a eficácia do F.C. Porto justificava o resultado apesar da boa exibição do conjunto liderado por Ivo Vieira que até apresentava maior posse de bola no final da primeira parte (51%).

No segundo tempo as equipas apresentaram-se no relvado sem alterações e com o F.C. Porto à procura do terceiro golo. Marega e Aboubakar mostravam bom entendimento na construção de jogadas de ataque, mas o sector defensivo do Moreirense ia conseguindo travar os avançados africanos do F.C. Porto.

Aos 57′ minutos, as bancadas do Estádio do Dragão gritaram golo na sequência de uma jogada entre Maxi Pereira e Brahimi. O internacional argelino tentou rematar rasteiro junto ao poste com a bola a sair às malhas laterais da baliza e a dar a ilusão óptica de golo.

Mesmo a perder por 2-0, o Moreirense não desistiu de procurar o golo e aos 68′ minutos ia reduzindo por intermédio de Chiquinho, mas valeu ao F.C. Porto Iker Casillas. Num contra-ataque rápido, o Moreirense aproveitou um mau passe de Maxi Pereira para Bilel surgir em zona proibida. O jogador do Moreirense não conseguiu dar o melhor seguimento ao lance, mas a bola sobrou para Chiquinho que rematou para uma boa defesa de Casillas.

Aos 81′ minutos, Sérgio Conceição lançou no jogo Danilo Pereira para um forte aplauso das bancadas do Estádio do Dragão. O internacional português esteve afastado dos relvados cinco meses devido a uma lesão grave na recta final do campeonato da época passada.

A entrada de Danilo no jogo permitiu à equipa portista ganhar outra consistência a meio-campo e terminar o jogo ‘por cima do adversário’. Aos 87′ minutos, um livre direto de Alex Telles levou muito perigo à baliza de Jhonatan e parecia que o jogo não iria ter mais golos.

No entanto, Marega voltou aos golos pelo F.C. Porto e fez o 3-0 aos 94′ minutos após um cruzamento rasteiro de Otávio. Com este resultado, o F.C. Porto regressou às vitórias e está agora a um ponto do trio que lidera o campeonato nacional.

nbsp| RÁDIO REGIONAL

SORTINFORMA

 

VEJA AINDA:

SPORTING VENCE NA LUZ E IGUALA FC PORTO NO TOPO DA I LIGA (VÍDEO)

Lusa

SPORTING E FC PORTO TÊM ATÉ FINAL DE JANEIRO PARA PAGAR DÍVIDAS E EVITAR SUSPENSÕES NA UEFA

Lusa

COVID-19: VÁRIOS CLUBES DA I LIGA LIMITAM LOTAÇÃO A 5.000 PARA DISPENSAR ADEPTOS DE TESTE

Lusa

SÉRGIO CONCEIÇÃO ALERTA: ‘TODOS OS CUIDADOS SÃO POUCOS PARA EVITAR COVID-19’

Lusa

PORTO: TESTES ANTIGÉNIO GRÁTIS DENTRO DE DOIS OU TRÊS DIAS — RUI MOREIRA

Lusa

FC PORTO: RELATÓRIO DE CONTAS 2020/21 APROVADO POR MAIORIA

Lusa

Moschee Teppich

Moschee teppiche werden nicht kurzfristig gewechselt, d.h. das ein Moschee teppich sehr hohe Anforderungen erfüllen muβ. Speziell entworfene Moschee Teppiche zeichnen sich durch Design und Farben aus. Mit der Weiterentwicklung der Technologie werden heute Tausende von Farben und Modellen in Teppichen hergestellt, die mit Moscheen kompatibel sind.

100% Reine Schurwollteppich kaufen: Schurwollteppiche sind Schwerentflammbar, Robust, Strapazierfahig, Antibakteriel und Schmuzabweisend.

Canlı Maç Sonuçları Run 3 Play Snake Friv Atari Breakout cookie clicker unblocked games Düğün Paketleri uygunsigara.com/ Umzug Basel
saç ekimi hair transplant
Umzug Basel
seslendirme santral anons santral seslendirme
salt likit