PRESTAÇÃO DA CASA INDEXADA À EURIBOR A 3 E 6 MESES VAI SUBIR

A prestação paga ao banco pelos clientes com crédito à habitação indexados à Euribor a seis e três meses vai subir em novembro, em relação a outubro, de acordo a simulação da Deco/Dinheiro&Direitos.

A prestação paga ao banco pelos clientes com crédito à habitação indexados à Euribor a seis e três meses vai subir em novembro, em relação a outubro, de acordo a simulação da Deco/Dinheiro&Direitos.

No caso de um cliente com um empréstimo no valor de 150 mil euros a 30 anos, indexado à Euribor a seis meses com um ‘spread’ (margem de lucro do banco) de 1%, este pagará a partir deste mês de novembro uma prestação de 457,92 euros, mais 2,13 euros do que os 455,79 euros de outubro.

Paralelamente, quem tem o empréstimo indexado à Euribor a três meses irá pagar uma prestação de 454,53 euros, um valor 0,33 euros acima do pago em outubro.

As taxas Euribor são o principal indexante em Portugal nos contratos bancários que financiam a compra de casa. A Euribor a seis meses é a mais usada, seguida da taxa a três meses.

A média das taxas Euribor de outubro usada pela Deco na simulação foi de -0,362% para a taxa a seis meses e de -0,413% para os três meses.

As taxas mantêm-se em terreno negativo, tendo hoje subido a três, a seis e a 12 meses em relação a quarta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.