RONALDO “NEGOCEIA” ACORDO COM O FISCO ESPANHOL

Imprensa espanhola fala numa pena de prisão menor e no pagamento de 30 milhões de euros.

O jornal espanhol “El Mundo” escreve esta sexta-feira na edição online que Cristiano Ronaldo e o Fisco espanhol estão a negociar um acordo para que seja encerrado o caso que opõe CR7 à Autoridade Tributária espanhola, que acusa o português de fraude fiscal.

A publicação adianta que em cima da mesa está uma proposta do Fisco espanhol que se compromete a retirar um dos quatro delitos imputados a Ronaldo, reduzindo um eventual castigo a uma pena de prisão menor e ao pagamento de 30 milhões de euros (10 milhões de euros de multa por verbas não declaradas e 20 milhões por via administrativa).

Para que isto aconteça, o internacional português teria de se declarar culpado, aceitar uma pena de prisão menor e pagar 10 milhões de euros. Caso a proposta seja aceite, os assessores fiscais de Ronaldo, que esta sexta-feira foram ouvidos pela juíza Mónica Gómez Ferrer no âmbito deste processo, ficam livres da acusação de cumplicidade.

O “El Mundo” revela que o Fisco espanhol está disposto a retirar do processo o alegado crime que diz respeito à declaração dos rendimentos de imagem do ano de 2014, sendo que o jogador teria de admitir que não declarou os rendimentos de direitos de imagem no anos de 2011, 2012 e 2013, totalizados em 6,5 milhões de euros. A este valor acrescia a multa correspondente, o que deveria elevar o total para cerca de 10 milhões de euros.

Recorde-se que o fisco espanhol acusa Cristiano Ronaldo de quatro presumíveis delitos fiscais, no valor de 14,76 milhões de euros, alegadamente cometidos entre 2011 e 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.