RÁDIO REGIONAL
NACIONAL

RUI RIO: “UE É PREPOTENTE”

RUI RIO UE É PREPOTENTEnbsp| RÁDIO REGIONAL

O antigo presidente da Câmara do Porto Rui Rio considerou que a União Europeia (UE), ao querer aplicar sanções a Portugal por incumprimento de metas orçamentais, demonstra ser “prepotente e contraditória”, estando a sancionar-se a si própria.

“Vem agora a Comissão Europeia dizer que nos aplica sanções que, em grande medida, têm origem num programa que eles aqui impuserem e elogiaram o Governo que o levou a cabo, na prática, se vierem a aplicar sanções estão-se a sancionar a si próprios, não totalmente, mas em larga medida a si próprios”, disse na conferência “Portugal, Economia e Política”, em Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, na segunda-feira à noite.

O ano de 2015, que Rui Rio diz ter muito a ver com aquilo que a UE quis que Portugal fizesse, não pode ser desligado de 2014, nem de 2013, nem de 2012 onde, aí, a `troika” tinha uma cota de responsabilidade de 100%, frisou.

Segundo o ex-autarca, a aplicação de eventuais sanções tem a “agravante” de estarem relacionadas com o facto de Portugal ter tido um défice “um bocadinho de nada” superior a 3%.

“Nas piores previsões, Portugal vai ter este ano um défice abaixo dos 3%”, relembrou.

Os portugueses que ou entendem ou conseguem intuir isto não ficam contentes, nem batem palmas à UE, vincou Rui Rio, sublinhando que este “edifício negativo, pedrinha a pedrinha” vai gerando descontentamento e isso é “muito mau”.

O ex-presidente da autarquia portuense entendeu que a UE tem de aprender com a saída do Reino Unido da UE – o chamado “Brexit” – no sentido de atender aos pormenores e não gerar um crescendo de revolta.

No domingo, a agência Reuters noticiou, citando uma fonte conhecedora do processo que não identifica, que a Comissão Europeia deverá dar a Portugal e Espanha três semanas, até 27 de julho, para apresentarem medidas que permitam vir a corrigir os défices excessivos e evitarem assim sanções.

Segundo a mesma agência noticiosa, na reunião semanal do colégio que terá lugar em Estrasburgo, à margem de uma sessão plenária do Parlamento Europeu, o executivo comunitário vai apontar que tanto Portugal como Espanha não tomaram medidas efetivas para corrigir os respetivos défices públicos.

No entanto, na segunda-feira, a Comissão Europeia escusou-se a comentar as eventuais sanções a Portugal e Espanha devido ao défice excessivo, não confirmando sequer se o assunto vai ser discutido na reunião semanal do colégio agendada para hoje.

LUSA

VEJA AINDA:

INCÊNDIOS: PORTUGAL É O PAÍS DA UE COM A TERCEIRA MAIOR ÁREA ARDIDA

Lusa

ESPANHA: COMBUSTÍVEIS JÁ CUSTAM MENOS DO QUE ANTES DA GUERRA NA UCRÂNIA

Lusa

ZELENSKY: ‘A PRESENÇA DE RUSSOS NA CRIMEIA É UMA AMEAÇA PARA A EUROPA’

Lusa

SÓ 20% DA POPULAÇÃO DA ZONA EURO POUPOU MAIS DURANTE A PANDEMIA

Lusa

DESEMPREGO NA ZONA EURO DESCE PARA 6,6% EM JUNHO FACE AO MESMO MÊS DE 2021

Lusa

LONDRES RECOMENDA AOS BRITÂNICOS QUE PASSEM FÉRIAS EM PORTUGAL EM VEZ DA FRANÇA

Lusa