RÁDIO REGIONAL
INTERNACIONAL

RÚSSIA MULTA GOOGLE EM 15 MILHÕES DE RUBLOS POR ALEGADA VIOLAÇÃO DE DADOS

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A justiça russa multou hoje o Google em 15 milhões de rublos (cerca de 250 mil euros), por se recusar repetidamente a armazenar os dados de utilizadores russos em servidores localizados na Rússia, conforme estipulado pela lei do país.

O Tribunal considerou a gigante norte-americana de serviços ‘online’ culpada de uma violação administrativa por falhar repetidamente as “suas responsabilidades de garantir a cópia, sistematização, recolha e armazenamento de dados pessoais de cidadãos russos em bancos de dados localizados em território russo”, revelou a agência Interfax.

De acordo com o regulador de comunicações russo (Roskomnadzor), cerca de 600 empresas estrangeiras residentes na Rússia, incluindo a Apple, a Microsoft e a Samsung, cumprem atualmente os requisitos da lei russa para armazenar os seus dados em servidores russos.

As empresas ou serviços que se recusarem a cumprir esse requisito podem enfrentar o destino da rede social LinkedIn, que foi bloqueada em 2016 a pedido do Roskomnadzor.

A Justiça russa já multou o Google em várias ocasiões por considerar que publicou “informações falsas” sobre a campanha militar na Ucrânia, em particular notícias sobre o número de vítimas civis em zonas de combate e sobre ligações extremistas que colocam em destaque os cidadãos russos e autoridades do país.

A Rússia anteriormente restringia o acesso a redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram e não descarta o bloqueio da plataforma de vídeos online YouTube, que pertence ao Google, e que em meados de março bloqueou canais de informação estatal russos, como os Russia Today (RT), Rossiya 24 ou a agência Sputnik.

VEJA AINDA:

GUERRA: BIELORRÚSIA DIZ QUE EM CASO DE CONFLITO A POLÓNIA SERÁ O PRIMEIRO ALVO

Lusa

POLÓNIA ACUSA RÚSSIA DE PIRATEAR E DIVULGAR E-MAILS DO GOVERNO

Lusa

HACKERS RUSSOS PUBLICAM LISTA DE ALEGADOS ESPIÕES UCRÂNIANOS

Lusa

NÚMERO DE PESSOAS AFETADAS PELA FOME AUMENTA 150 MILHÕES DURANTE A PANDEMIA

Lusa

UCRÂNIA: PORTUGAL VAI RECONSTRUIR ESCOLAS NA REGIÃO DE JITOMIR

Lusa

UCRÂNIA: PELO MENOS 343 CRIANÇAS MORRERAM NA SEQUÊNCIA DA INVASÃO RUSSA

Lusa