REGIÕES

SANTARÉM: QUATRO DETIDOS EM OPERAÇÃO DE COMBATE AO TRÁFICO DE DROGA

A PSP deteve quatro pessoas e apreendeu droga com um valor de mercado estimado em 560 mil euros na sequência de uma operação de combate ao tráfico de estupefacientes que decorreu na sexta-feira e sábado em Santarém.

Em comunicado, o Comando Distrital de Santarém da PSP, adianta que as diligências decorreram no âmbito de um inquérito criminal, cuja investigação decorria há cerca de um ano.

Segundo a PSP, foi dado cumprimento a sete mandados judiciais de busca e apreensão, quatro buscas domiciliárias, uma em estabelecimento comercial e duas em viaturas.

Durante a operação, foram detidas em flagrante delito quatro pessoas, três homens e uma mulher com idades compreendidas entre os 35 e os 44 anos.

“Foram apreendidos produto estupefaciente com valor de mercado estimado em 560 mil euros, considerável quantia monetária e bens suspeitos de resultarem da atividade ilícita e diversos artigos habitualmente utilizados na preparação do produto”, indicou a PSP.

No âmbito das buscas, foram apreendidas 224.044 doses de produto estupefaciente suspeito de ser haxixe (com peso global superior a 112 Kg), 10 doses de produto estupefaciente suspeito de ser cocaína, 22.046,35 euros em numerário, quatro balanças de precisão, uma máquina de contagem de moeda/notas, três viaturas ligeiras e oito telemóveis.

Dos quatro detidos, que foram constituídos arguidos, dois foram já presentes à autoridade judicial, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva, a mais gravosa.

Os outros dois estão a aguardar apresentação à autoridade judiciária.

VEJA AINDA:

DESMANTELADO CIRCUITO DE VENDA ILEGAL DE BEBIDAS NÃO ALCOÓLICAS EM LISBOA, SETÚBAL E SANTARÉM

Lusa

ODEMIRA: GOVERNO VAI MANTER A CERCA SANITÁRIA – COVID-19

Lusa

CASO BEBÉ SEM ROSTO: MINISTÉRIO PÚBLICO ARQUIVOU INQUÉRITO – SETÚBAL

Lusa

LISBOA: TRABALHADORES DA TRANSTEJO/SOFLUSA EM GREVE DIA 20 DE MAIO

Lusa

PRESIDENTE DA REPÚBLICA DEFENDE INVESTIGAÇÃO À SITUAÇÃO DOS TRABALHADORES DE ODEMIRA

Lusa

PORTO: SINDICATOS DUVIDAM DOS COMPROMISSOS DA ‘CIMEIRA SOCIAL’

Lusa