Connect with us

DESPORTO

SVILAR ADMITE QUE BENFICA “PERDE QUALIDADE” COM A SAÍDA DE JOÃO FÉLIX

O guarda-redes belga Mile Svilar admitiu hoje que o Benfica “perde qualidade” com a saída do futebolista João Félix, transferido para o Atlético de Madrid por 120 milhões de euros.

RÁDIO REGIONAL

Data:

em

O guarda-redes belga Mile Svilar admitiu hoje que o Benfica “perde qualidade” com a saída do futebolista João Félix, transferido para o Atlético de Madrid por 120 milhões de euros.

“Perde qualidade [o Benfica], mas com o Jonas ainda não sabemos o que vai acontecer. Todas as equipas querem jogadores como Félix e Jonas, mas temos outros jogadores que têm qualidade”, disse o guarda-redes. Svilar falou à imprensa no centro de estágio do Seixal, juntamente com o defesa central Ferro, antes de mais um treino do plantel ‘encarnado’, que prepara a época e na quarta-feira recebe o Anderlecht, no jogo de apresentação aos adeptos. “Vou ver os meus amigos, joguei com eles, mas é um jogo como outro”, disse o belga, sem deixar de referir que também “é para ganhar”.

O guardião, habitual suplente do grego Vlachodimos, disse ainda que, apesar da não ser titular, sente-se bem no clube da Luz e não pensa em sair. “Estou focado na pré-época, não penso sair, estou aqui e feliz e a trabalhar bem. [Condição de suplente?] Sou jovem e tenho tempo, estou bem aqui”, frisou Svilar, guarda-redes de 19 anos, que chegou ao Benfica em 2017/18, proveniente do Anderlecht. Ao contrário do belga, o central Ferro assumiu-se como titular no eixo da defesa do Benfica na última época, com a entrada do treinador Bruno Lage e num momento em que o setor mais recuado tinha alguns problemas de lesões e castigos de outros jogadores.

O central, de 22 anos, acabou, num dérbi com o Sporting, na Luz, por entrar para o lugar de Jardel, lesionado, e ganhou o lugar ao lado de Rúben Dias. “Partimos todos do ponto zero e a trabalhar para o mesmo, se vou jogar é com o mister”, disse hoje Ferro, em relação à possibilidade de ter a titularidade garantida.

Para a época 2019/20, em que o Benfica arranca com as insígnias de campeão, Ferro diz que se mantém a “ambição”, mas também esclareceu que todas as equipas da I Liga partem na mesma posição. “É verdade que entramos como campeões, mas entramos todos com zero pontos, isso não muda nada”, referiu o jogador, afastando qualquer pressão devido ao título da última época.

O central disse ainda que todo o grupo ficou muito contente por João Félix alcançar os seus objetivos e o orgulhoso pelos valores envolvidos, mas afastou o cenário de uma maior fragilidade do Benfica com a saída do avançado. “Antes do Félix havia outros e depois do Félix haverá, com certeza, quem substitua”, disse.

O defesa lembrou que há reforços que chegam para ajudar e que apenas o tempo poderá dizer se a equipa está mais forte. A seleção está também no horizonte do jogador, mas antes é preciso consolidar um lugar no Benfica, algo que para Ferro “ninguém pode dar como garantido”.

O Benfica iniciou a pré-época em 01 de julho e na quarta-feira terá o primeiro teste, frente ao Anderlecht, no Estádio da Luz, às 20:30, antes de, no sábado, defrontar a Académica, em Coimbra. Em 15 de julho, a equipa viaja para a digressão nos Estados Unidos, onde competirá na International Champions Cup, defrontando os mexicanos do Chivas, em 20 de julho (21:00 em Lisboa), em Santa Clara, a Fiorentina, em 24 (01:00 de 25 de julho em Lisboa), em Harrison, e o AC Milan, em 28 (20:00 em Lisboa), em Foxborough. O arranque oficial da época acontecerá em 04 de agosto, no Estádio Algarve, na Supertaça portuguesa, diante do Sporting, vencedor da Taça de Portugal.

LUSA









LINHA CANCRO
MUSIC BOX
WEB-SUMMIT

AS MAIS LIDAS