RÁDIO REGIONAL
DESPORTO

TONDELA RECEBE E VENCE DESPORTIVO DAS AVES ‘QUASE’ DESPROMOVIDO (VÍDEO)

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O Tondela regressou hoje às vitórias na receção ao lanterna-vermelha Desportivo das Aves, por 2-0, em jogo da 26.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, com o avançado Ronan a ‘bisar’ na partida.

A jogar em casa, o Tondela adiantou-se no marcador aos 11 minutos, por intermédio de Ronan, com o mesmo jogador fazer o segundo na partida, aos 57, numa altura em que o Desportivo das Aves já estava reduzido a 10 por expulsão de Ricardo Mangas, aos 46.

Com esta vitória, o Tondela pôs fim a uma série de seis jogos sem vencer no campeonato e está no 14.º lugar da I Liga, com 29 pontos, enquanto o Desportivo das Aves somou o sétimo jogo sem vencer (seis derrotas e um empate) e está em último com apenas 13 pontos, a 12 da zona de salvação.

O avançado do Tondela apontou os dois golos da partida, aos 11 e 57 minutos que, apesar de não ter assistência a aplaudir, viu sair foguetes do exterior do Estádio João Cardoso.

O Tondela celebrou assim a segunda vitória em casa esta época, uma vez que até à data a única vitória tinha acontecido na primeira volta, em 03 de novembro de 2019, na 10.ª jornada, frente ao Sporting, por 1-0.

Os primeiros 10 minutos do regresso do Tondela ao Estádio João Cardoso foram jogados no meio campo do Desportivo das Aves, com os anfitriões a chegarem à vantagem no marcador aos 11 minutos, num golo de Ronan.

Os visitantes reagiram, tornaram a primeira parte mais equilibrada e criaram momentos de tensão à equipa beirã logo aos 14 minutos, com Buatu a receber a bola do canto e a rematar à baliza do Tondela, mas esta foi desviada por Filipe Ferreira.

Seguiram-se aproximações do Desportivo das Aves, em especial por Falcão e de Mangas, aos 33 e 40 minutos, mas o guarda-redes Cláudio Ramos, no dia do seu centésimo jogo consecutivo, conseguiu sempre manter a baliza intacta.

Nos dois minutos de compensação da primeira parte, o cabeceamento de Valente quase aumenta a vantagem no marcador, mas a bola acaba desviada por Buatu em cima da linha da baliza de Fábio Szymonek.

A segunda parte começou com cartões, um deles para Mangas (46), o segundo amarelo da noite para o lateral do Desportivo das Aves, o que acabou por provocar a redução da equipa a 10 jogadores.

O segundo golo do Tondela surgiu, novamente, nos primeiros 15 minutos, desta feita na segunda parte e, novamente, com o brasileiro Ronan a cabecear para a baliza, depois de receber a bola de Richard Rodrigues.

O Desportivo das Aves, apesar da desvantagem numérica em campo, procurou sempre reagir aos ataques constantes do Tondela e criou momentos perigosos junto à baliza da casa com remates de Mehrdad Mohammadi (70) e Falcão (85).

Já o Tondela perdeu a oportunidade de um terceiro golo, aos 88 minutos, com Jhon Murillo isolado, a desviar-se de Fábio Szymonek mas a ter de recuar para Ruben Fonseca, que perdeu a bola.

O Desportivo das Aves com esta derrota mantém-se em 18.º e último lugar, com 13 pontos, e o Tondela soma agora 29 pontos, colocando-se no 14.º lugar da I Liga de futebol.

NATXO GONZÁLEZ DIZ QUE “SEM PÚBLICO NÃO É FUTEBOL”:

“Satisfeito, claro. Não quero ir atrás. O nosso objetivo era este novo campeonato de 10 jogos, andar no melhor nível possível e, neste momento, quatro pontos de seis possíveis é para estar contente.

[Sobre o centésimo jogo consecutivo do guarda-redes, Cláudio Ramos] Tenho a sorte de poder conviver com Cláudio [Ramos] no dia a dia e ver o que está a conseguir e estou muito satisfeito por estar a treinar um jogador como o Cláudio e parabéns. Acredito que continuará a somar recordes.

[Sobre a segunda vitória em casa] Sem adeptos, sem público, não é futebol. Teríamos gostado que os nossos adeptos pudessem desfrutar destes três pontos, mas acredito que estarão a desfrutar em sua casa e esta vitória vai para eles.

Conseguimos quatro pontos em dois jogos e estamos todos mais tranquilos, mas a verdade é que estamos satisfeitos pelo trabalho que fizemos nesta pré-época e estamos a demonstrar que estamos no caminho correto.

É um prémio ao trabalho feito nestas cinco semanas de pré-época, que não tem sido fácil e fico contente por eles. Neste momento estamos a desfrutar para ver se podemos seguir e ter regularidade no nosso jogo e, sobretudo, nos resultados.”

NUNO MANTA SANTOS LAMENTA OS GOLOS QUE SOFREU:

“Se olhássemos para os pontos todos que ainda faltam jogar e para as possibilidades matemáticas, digamos que este seria o último jogo de risco total, e vencer todos os outros, para conseguirmos manter. Seria muito difícil, não matematicamente impossível, mas não seria fácil.

Acima de tudo, aquilo que procurei transmitir à equipa foi dar-lhes tranquilidade e apelar ao caráter deles, ao compromisso e ao respeito pelo [Desportivo das] Aves, pelo clube.

Perante os 90 minutos e, perante o que o [Desportivo das] Aves fez hoje, as incidências todas do jogo, o [Desportivo das] Aves fez um jogo agradável, teve caráter, teve compromisso até ao fim, pena é sofrer os golos que sofremos.

Não estamos numa situação fácil, mas temos de conseguir viver com ela e é nas dificuldades que temos de conseguir viver, ultrapassar e crescer e tanto eu como os meus atletas estamos a crescer diariamente.

Não levámos pontos, que era o mais importante e aquilo que nos poderia motivar muito mais para a semana de trabalho, mas temos de pegar nas coisas boas que tivemos aqui e aquilo que melhorámos muito em relação ao último jogo e levarmos já para o próximo jogo.”

 

VEJA AINDA:

DIRETO: FC VIZELA X SL BENFICA (18:00)

Rádio Regional

SPORTING DE BRAGA VENCE E APROXIMA-SE DO PRIMEIRO LUGAR DO GRUPO F DA LIGA EUROPA

Lusa

BENFICA SOFRE PRIMEIRA DERROTA NA ‘CHAMPIONS’ AO SER GOLEADO PELO BAYERN DE MUNIQUE

Lusa

FC PORTO BATE AC MILAN E ESTREIA-SE A VENCER NA LIGA DOS CAMPEÕES

Lusa

SPORTING ESTREIA-SE A VENCER NA LIGA DOS CAMPEÕES NO ESTÁDIO DO BESIKTAS

Lusa

JORGE JESUS: ‘UM BENFICA PERFEITO PODE DISCUTIR O JOGO COM O BAYERN’

Lusa