RÁDIO REGIONAL
NACIONAL

AUTANÁSIA VOLTA AO DEBATE NO PARLAMENTO NO INÍCIO DE 2020

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A eutanásia regressa ao debate no parlamento no próximo ano e um dos calendários possíveis é o primeiro trimestre de 2020, segundo deputados dos partidos com projetos sobre morte medicamente assistida, BE, PAN e PS.

A Assembleia da República já tem a ordem de trabalhos preenchida nas próximas semanas, com a discussão do Orçamento do Estado de 2021, que ocupa a agenda parlamentar de meados de dezembro até fevereiro.

Depois dessa data, e apesar de não terem existido ainda conversações sobre o tema, deputados dos três partidos admitiram que o debate ocorra nos primeiros meses do próximo ano, sem deixar “escorregar” muito esse “timing”.

Da parte do Bloco de Esquerda, um calendário possível é a primavera de 2021, segundo disse à Lusa um deputado bloquista.

Uma fonte da bancada do PS afirmou que é preciso ter em conta o debate do orçamento, mas também esperar por uma definição na liderança do PSD, partido que tem eleições diretas em janeiro e congresso em fevereiro.

Há três candidatos à liderança dos sociais-democratas e pelo menos um, Luís Montenegro, é favorável a um referendo sobre a morte medicamente assistida, enquanto Rui Rio, atual presidente, admitiu, em 2018, que pessoalmente é favorável à eutanásia.

Já o deputado do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) André Silva aponta o primeiro trimestre como um prazo possível, recordando que entre 2017 e 2018, quando o tema da eutanásia esteve na ordem dia, foi feito um debate muito alargado, embora “naturalmente não esteja esgotado”.

“Agora é o tempo do parlamento”, defendeu o deputado do PAN.

André Silva afirmou ainda que pretende conversar com os restantes partidos que têm projetos de lei para tentar consensualizar uma data e combinar uma grelha de tempos que “dê dignidade ao debate”, a exemplo do que aconteceu em 2018, e que ocupou os deputados durante uma tarde inteira.

VEJA AINDA:

ANDRÉ VENTURA QUESTIONOU O GOVERNO SOBRE O IMPOSTO DAS BARRAGENS DO DOURO

Lusa

PS ESCOLHE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA COMO TEMÁTICA PRINCIPAL DA ATUAL SESSÃO LEGISLATIVA

Lusa

OS PRIMEIROS 100 DIAS DIFÍCEIS DO GOVERNO DE ANTÓNIO COSTA

Lusa

PSD QUESTIONA GOVERNO SOBRE FALHAS DO SERVIÇO POSTAL DOS CTT NO INTERIOR

Lusa

PARLAMENTO APROVA MUDANÇAS NA PROTEÇÃO DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO ‘ONLINE’

Lusa

PARLAMENTO CHUMBA LEI QUE ACABAVA COM AS ISENÇÕES FISCAIS DOS PARTIDOS POLÍTICOS

Lusa