Ligue-se a nós

DESPORTO

CENTENAS DE PESSOAS DESPEDIRAM-SE DE FERNANDO GOMES APESAR DA CHUVA TORRENCIAL

Centenas de pessoas despediram-se hoje do ex-futebolista internacional português Fernando Gomes, vencedor de duas Botas de Ouro e goleador máximo da história do campeão nacional FC Porto, que morreu no sábado, aos 66 anos.

Online há

em

blank

Centenas de pessoas despediram-se hoje do ex-futebolista internacional português Fernando Gomes, vencedor de duas Botas de Ouro e goleador máximo da história do campeão nacional FC Porto, que morreu no sábado, aos 66 anos.

“Não sei se é justo propor a retirada da camisola nove [do clube]. Sendo um número tão emblemático, parece quase surreal retirar algo com um cariz tão forte para os pontas de lança e até para nós. Seguramente, haver umas iniciais ‘FG’ marcadas em cada número nove do FC Porto seria uma honra histórica e para a eternidade. Esperemos que algum sócio lance [essa ideia] em Assembleia Geral”, notou André Villas-Boas, antigo treinador dos ‘dragões’, que falava aos jornalistas na Igreja de Santo António das Antas, no Porto.

O velório de Fernando Gomes tinha começado ao final da tarde de sábado e prosseguiu hoje perante familiares, amigos, adeptos e personalidades do FC Porto, além de figuras ligadas a clubes rivais, às entidades do futebol luso e a outros quadrantes da sociedade.

“Era uma pessoa que conseguia criar unanimidade. Diria que a tribo do futebol ficou mais fraca e perdeu uma das suas grandes referências. Tinha uma relação muito pessoal com ele. Aliás, vim diretamente do Qatar [onde ia assistir ao jogo entre Portugal e Uruguai, na segunda-feira, do Grupo H do Mundial2022] para estar cá. Não podia ser de outra forma”, partilhou Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

Coberta por uma bandeira do FC Porto, a urna foi deslocada da capela mortuária para a igreja pouco antes das 15:00, seguindo-se uma missa em memória do ‘bibota’, que tinha completado 66 anos na terça-feira e convivia há três anos com uma doença prolongada.

“Sem ele não estava aqui, porque fizemos uma dupla do outro mundo. Retirar a camisola nove? Estou de acordo com tudo, inclusivamente que Portugal jogue amanhã [segunda-feira] com braçadeiras negras, porque estamos a falar de um dos grandes. Depois, o FC Porto era tudo para ele, mas nunca o ouvi a ter uma declaração a incentivar a violência. Respeitou sempre os rivais e foi um autêntico senhor”, reiterou o ex-jogador Paulo Futre, que ladeou Fernando Gomes no ataque do FC Porto (1984-1987) e da seleção nacional.

A chuva torrencial intensificou-se aquando da saída do cortejo fúnebre da Igreja de Santo António das Antas, tendo um sentido aplauso de centenas de pessoas emoldurado uma despedida comovente, enquanto as claques afetas aos portistas esvoaçavam bandeiras.

“Não sendo do meu clube, era um profundo admirador dele em criança. O seu sentido de oportunidade e o posicionamento eram características que apreciava muito [no relvado]. Depois, tinha uma atitude de grande humildade e cordialidade. Estes exemplos são muito importantes e demonstram que a linguagem do desporto pode ser de desenvolvimento, cultura, harmonia e exemplaridade para a sociedade. Fernando Gomes interpretava bem essa forma de estar”, recordou o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro.

Num momento em que a seleção nacional guardava um minuto de silêncio antes de mais um treino no Qatar, o carro funerário foi descendo a Alameda das Antas rumo ao Estádio do Dragão, cercado por adeptos, que entoaram o nome do ‘bibota’ e o hino do FC Porto.

O cortejo encontrou a caminho da porta principal do recinto um retrato do então capitão a segurar a Taça Intercontinental erguida em 1987, na neve de Tóquio, com a expressão “Eterna Saudade”, concluindo essa volta com uma emotiva paragem no museu do clube.

A chuva foi dando tréguas no resto do trajeto, que teve também uma breve homenagem junto ao antigo Campo da Constituição e chegou antes das 17:00 ao sanatório da Lapa, onde seria cremado o corpo do vogal da direção ‘azul e branca’ para a formação, numa cerimónia reservada à família, que contou com o presidente portista, Jorge Nuno Pinto da Costa.

Fernando Gomes impôs-se como maior ‘artilheiro’ da história do FC Porto, com 355 golos em 452 jogos, e venceu uma Taça dos Campeões Europeus, uma Taça Intercontinental e uma Supertaça Europeia, além de três Taças de Portugal, três Supertaças Cândido de Oliveira e cinco campeonatos, que geraram duas Botas de Ouro (1982/83 e 1984/85).

Com 47 internacionalizações e 13 golos pela seleção lusa, que representou no Euro1984 e no Mundial1986, o popularizado ‘bibota’ intercalou as duas passagens pelas Antas com um périplo nos espanhóis do Sporting de Gijón (1980-1982) e despediu-se dos relvados no Sporting (1989-1991), assumindo desde 2010 funções diretivas no clube do coração.

DESPORTO

BENFICA VENCE PAÇOS DE FERREIRA EM JOGO ANTECIPADO DA JORNADA 20 (VÍDEO)

O Benfica venceu hoje na vista ao Paços de Ferreira por 2-0, em jogo antecipado da 20.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e aumentou a vantagem na liderança do campeonato.

Online há

em

blank

O Benfica venceu hoje na vista ao Paços de Ferreira por 2-0, em jogo antecipado da 20.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e aumentou a vantagem na liderança do campeonato.

Em Paços de Ferreira, os ‘encarnados’ adiantaram-se no marcador com um golo do espanhol Grimaldo, logo aos sete minutos, e ampliaram vantagem por intermédio de João Mário, aos 11, fixando o resultado final.

Com este triunfo, o Benfica lidera a I Liga com 47 pontos, mais sete do que o Sporting de Braga e mais oito do que o FC Porto, equipas que têm menos um jogo, enquanto o Paços de Ferreira continua em último, com apenas seis pontos.

Fonte: Vídeo Sport TV

LER MAIS

DESPORTO

JOÃO PINHEIRO VAI ARBITRAR FINAL DA TAÇA DA LIGA ENTRE SPORTING E FC PORTO

O árbitro João Pinheiro vai dirigir pela sétima vez um jogo entre Sporting e FC Porto, no sábado, na final da Taça da Liga, a segunda da sua carreira, revelou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Online há

em

blank

O árbitro João Pinheiro vai dirigir pela sétima vez um jogo entre Sporting e FC Porto, no sábado, na final da Taça da Liga, a segunda da sua carreira, revelou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O árbitro da associação de Braga, de 35 anos e internacional desde 2016, vai ter como assistentes no Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, Rui Cidade e Nélson Pereira, o quarto árbitro vai ser Cláudio Pereira, enquanto no videoárbitro (VAR) vai estar Tiago Martins, coadjuvado por Fábio Melo e João Bessa Silva.

O clássico entre Sporting, quatro vezes vencedor da Taça da Liga, incluíndo as duas últimas, e FC Porto, que procura o primeiro título na prova na sua quinta final, está marcado para sábado, às 19:45, em Leiria.

Os ‘leões’ chegaram à sua sétima final ao vencerem o Arouca, por 2-1, na terça-feira, um dia antes de os ‘dragões’ baterem o Académico de Viseu, por 3-0, na segunda meia-final da 16.ª edição da competição.

LER MAIS

DESPORTO

TAÇA DA LIGA: FC PORTO VENCE AC VISEU E SEGUE PARA A FINAL COM O SPORTING (VÍDEO)

O FC Porto venceu esta quarta-feira o Académico de Viseu por 3-0, na meia-final da Taça da Liga, e vai defrontar o Sporting, no sábado, na final de uma competição que os ‘dragões’ nunca conquistaram.

Online há

em

blank

O FC Porto venceu esta quarta-feira o Académico de Viseu por 3-0, na meia-final da Taça da Liga, e vai defrontar o Sporting, no sábado, na final de uma competição que os ‘dragões’ nunca conquistaram.

Em Leiria, o atual campeão nacional adiantou-se no marcador frente ao quinto classificado da II Liga logo aos sete minutos, com um golo do internacional canadiano Stephen Eustáquio, e ampliou a vantagem na segunda parte, com tentos do inglês Danny Loader, aos 66, e de Bernardo Folha, aos 79.

Os ‘dragões’ marcam, assim, presença na final da Taça da Liga pela quinta vez e vão tentar conquistar o troféu pela primeira vez, enfrentando o Sporting, vencedor das duas últimas edições da competição e que bateu o Arouca por 2-1 na outra meia-final, em jogo agendado para sábado, pelas 19:45, também em Leiria.

Fonte: Vídeo Sport TV

LER MAIS

DESPORTO

UEFA: QUALIFICAÇÃO PARA EUROPEUS E MUNDIAIS VAI TER NOVAS REGRAS

Os novos formatos para as competições de seleções masculinas, que vão entrar em vigor em setembro de 2024, foram hoje aprovados, anunciou a UEFA, depois da reunião do Comité Executivo do organismo, em Nyon, na Suíça.

Online há

em

blank

Os novos formatos para as competições de seleções masculinas, que vão entrar em vigor em setembro de 2024, foram hoje aprovados, anunciou a UEFA, depois da reunião do Comité Executivo do organismo, em Nyon, na Suíça.

O objetivo das alterações na Liga das Nações e nas qualificações para os campeonatos europeus e mundiais é “oferecer competições mais atraentes e emocionantes dentro das datas existentes, bem como fortalecer os recursos das federações nacionais e garantir uma recuperação estável do impacto da pandemia”, lê-se no sítio de internet da UEFA.

A Liga das Nações será expandida com uma nova fase a eliminar a ser disputada em março, criando assim continuidade entre a fase de grupos, que termina em novembro, e a fase final disputada em junho.

Os vencedores e segundos classificados dos grupos da Liga A participarão nos quartos de final, com jogos em casa e fora, sendo que os vencedores dessas eliminatórias apuram-se para a ‘Final Four’ (Fase Final).

O terceiro classificado da Liga A e o segundo da Liga B, bem como o terceiro classificado da Liga B e o segundo da Liga C disputam um ‘play-off’ de promoção/despromoção em casa e fora.

Segundo a UEFA, a expansão desta prova para a janela do calendário internacional de jogos de março vai abranger apenas um determinado número seleções e as restantes já estarão disponíveis para iniciar a qualificação europeia.

Já o novo formato da qualificação europeia para os Europeus ou para os Mundiais da FIFA será mais consolidado, com as equipas a serem sorteadas em 12 grupos de quatro e cinco equipas, “revitalizando assim a competição e tornando-a menos previsível e mais dinâmica”, assinalou a UEFA.

Com os tradicionais jogos em casa e fora e os princípios de ‘todos jogam contra todos’ mantidos, este formato simples “oferecerá grupos mais competitivos em todos os níveis”, acrescentou.

As equipas sorteadas em grupos de cinco começam os jogos de qualificação em março ou junho, se ainda estiverem a competir nos quartos de final da Liga das Nações ou em jogos de promoção/despromoção da mesma prova.

As equipas sorteadas em grupos de quatro começam as respetivas campanhas em setembro.

“Os vencedores dos grupos da Qualificação Europeia qualificar-se-ão diretamente para o Europeu ou para o Campeonato do Mundo da FIFA, enquanto os segundos classificados qualificar-se-ão diretamente ou participarão no ‘play-off’ (juntamente com as equipas da Liga das Nações para a qualificação para o Europeu)”, refere.

Nenhuma mudança foi proposta para a fase final do Europeu, que ainda contará com 24 seleções.

Segundo a entidade liderada por Aleksander Ceferin, estas mudanças, que vão ser implementadas após o Euro2024, resultam em “jogos mais atrativos sem qualquer aumento no número total de jogos”.

“A introdução da Liga das Nações da UEFA foi um sucesso, substituindo jogos amigáveis por encontros mais competitivos. Agora, com a introdução da nova fase eliminatória, as equipas terão ainda mais oportunidades de evoluir, mantendo o mesmo número de jogos dentro do Calendário Internacional de Jogos”, vincou o presidente da UEFA.

De acordo com o dirigente, “a previsibilidade da qualificação europeia também foi abordada e tratada, com um novo formato que oferecerá a todas as equipas uma hipótese igual de se apurar para os principais torneios. O novo formato promete trazer mais emoção às competições de seleções de futebol da Europa, que continuam a crescer cada vez mais”.

Na reunião de hoje, o Comité Executivo também decidiu nomear a Federação Eslovaca de Futebol (SFZ) para acolher a fase final do Campeonato da Europa de Sub-21 de 2025, com 16 equipas. Os jogos serão disputados em oito locais, em oito cidades diferentes em todo o país, no verão de 2025.

Paralelamente, seguindo a evolução da pandemia de covid-19 e os atuais desenvolvimentos gerais em toda a Europa, incluindo a eliminação de medidas anteriores em vigor na maioria das competições nacionais, o Comité Executivo da UEFA decidiu descontinuar a aplicação do Protocolo da UEFA ‘Return to Play’.

“Em linha com a abolição do Protocolo, foi ainda decidido não continuar a introduzir os Anexos relevantes relacionados com regras especiais aplicáveis devido à covid-19, que foram incluídos nos regulamentos de competições da UEFA, uma vez que essas regras estavam ligadas à aplicação do protocolo”, sublinhou a UEFA.

Ainda assim, o organismo garantiu que vai continuar “a acompanhar de perto a evolução da pandemia e, em caso de alteração significativa das circunstâncias, proporá as medidas adequadas para garantir a segurança de todos os interessados e o bom desenrolar das suas competições, incluindo, se necessário, voltar a implementar quaisquer obrigações relevantes e medidas sanitárias”.

Foram ainda aprovados regulamentos do Campeonato da Europa de sub-21 2023-25 e os regulamentos do Campeonato da Europa feminino de 2023-25.

A próxima reunião do Comité Executivo da UEFA está agendada para 04 de abril de 2023, um dia antes do 47.º Congresso Ordinário da UEFA, em Lisboa.

LER MAIS

JORNAL ONLINE

blank

DESPORTO DIRETO

MUSICBOX

EMISSÃO NACIONAL





EMISSÃO REGIONAL










WEBRÁDIOS TEMÁTICAS MUSICAIS










LINHA CANCRO

PAGAMENTO PONTUAL

KEYWORDS

MAIS LIDAS