Ligue-se a nós

DESPORTO

CENTENAS DE PESSOAS DESPEDIRAM-SE DE FERNANDO GOMES APESAR DA CHUVA TORRENCIAL

Centenas de pessoas despediram-se hoje do ex-futebolista internacional português Fernando Gomes, vencedor de duas Botas de Ouro e goleador máximo da história do campeão nacional FC Porto, que morreu no sábado, aos 66 anos.

Online há

em

Centenas de pessoas despediram-se hoje do ex-futebolista internacional português Fernando Gomes, vencedor de duas Botas de Ouro e goleador máximo da história do campeão nacional FC Porto, que morreu no sábado, aos 66 anos.

“Não sei se é justo propor a retirada da camisola nove [do clube]. Sendo um número tão emblemático, parece quase surreal retirar algo com um cariz tão forte para os pontas de lança e até para nós. Seguramente, haver umas iniciais ‘FG’ marcadas em cada número nove do FC Porto seria uma honra histórica e para a eternidade. Esperemos que algum sócio lance [essa ideia] em Assembleia Geral”, notou André Villas-Boas, antigo treinador dos ‘dragões’, que falava aos jornalistas na Igreja de Santo António das Antas, no Porto.

O velório de Fernando Gomes tinha começado ao final da tarde de sábado e prosseguiu hoje perante familiares, amigos, adeptos e personalidades do FC Porto, além de figuras ligadas a clubes rivais, às entidades do futebol luso e a outros quadrantes da sociedade.

“Era uma pessoa que conseguia criar unanimidade. Diria que a tribo do futebol ficou mais fraca e perdeu uma das suas grandes referências. Tinha uma relação muito pessoal com ele. Aliás, vim diretamente do Qatar [onde ia assistir ao jogo entre Portugal e Uruguai, na segunda-feira, do Grupo H do Mundial2022] para estar cá. Não podia ser de outra forma”, partilhou Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

Coberta por uma bandeira do FC Porto, a urna foi deslocada da capela mortuária para a igreja pouco antes das 15:00, seguindo-se uma missa em memória do ‘bibota’, que tinha completado 66 anos na terça-feira e convivia há três anos com uma doença prolongada.

“Sem ele não estava aqui, porque fizemos uma dupla do outro mundo. Retirar a camisola nove? Estou de acordo com tudo, inclusivamente que Portugal jogue amanhã [segunda-feira] com braçadeiras negras, porque estamos a falar de um dos grandes. Depois, o FC Porto era tudo para ele, mas nunca o ouvi a ter uma declaração a incentivar a violência. Respeitou sempre os rivais e foi um autêntico senhor”, reiterou o ex-jogador Paulo Futre, que ladeou Fernando Gomes no ataque do FC Porto (1984-1987) e da seleção nacional.

A chuva torrencial intensificou-se aquando da saída do cortejo fúnebre da Igreja de Santo António das Antas, tendo um sentido aplauso de centenas de pessoas emoldurado uma despedida comovente, enquanto as claques afetas aos portistas esvoaçavam bandeiras.

“Não sendo do meu clube, era um profundo admirador dele em criança. O seu sentido de oportunidade e o posicionamento eram características que apreciava muito [no relvado]. Depois, tinha uma atitude de grande humildade e cordialidade. Estes exemplos são muito importantes e demonstram que a linguagem do desporto pode ser de desenvolvimento, cultura, harmonia e exemplaridade para a sociedade. Fernando Gomes interpretava bem essa forma de estar”, recordou o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro.

Num momento em que a seleção nacional guardava um minuto de silêncio antes de mais um treino no Qatar, o carro funerário foi descendo a Alameda das Antas rumo ao Estádio do Dragão, cercado por adeptos, que entoaram o nome do ‘bibota’ e o hino do FC Porto.

O cortejo encontrou a caminho da porta principal do recinto um retrato do então capitão a segurar a Taça Intercontinental erguida em 1987, na neve de Tóquio, com a expressão “Eterna Saudade”, concluindo essa volta com uma emotiva paragem no museu do clube.

A chuva foi dando tréguas no resto do trajeto, que teve também uma breve homenagem junto ao antigo Campo da Constituição e chegou antes das 17:00 ao sanatório da Lapa, onde seria cremado o corpo do vogal da direção ‘azul e branca’ para a formação, numa cerimónia reservada à família, que contou com o presidente portista, Jorge Nuno Pinto da Costa.

Fernando Gomes impôs-se como maior ‘artilheiro’ da história do FC Porto, com 355 golos em 452 jogos, e venceu uma Taça dos Campeões Europeus, uma Taça Intercontinental e uma Supertaça Europeia, além de três Taças de Portugal, três Supertaças Cândido de Oliveira e cinco campeonatos, que geraram duas Botas de Ouro (1982/83 e 1984/85).

Com 47 internacionalizações e 13 golos pela seleção lusa, que representou no Euro1984 e no Mundial1986, o popularizado ‘bibota’ intercalou as duas passagens pelas Antas com um périplo nos espanhóis do Sporting de Gijón (1980-1982) e despediu-se dos relvados no Sporting (1989-1991), assumindo desde 2010 funções diretivas no clube do coração.

Publicidade

HELPO, EU CONSIGNO EU CONSIGO, IRS 2024
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

DESPORTO

FC PORTO: PINTO DA COSTA MUDA 5 DOS 6 VICE-PRESIDENTES DA SUA CANDIDATURA

A candidatura encabeçada pelo atual presidente do FC Porto, Pinto da Costa, às eleições dos vice-campeões nacionais de futebol, em 27 de abril, oficializou hoje cinco mudanças em relação ao atual elenco diretivo de seis vice-líderes.

Online há

em

A candidatura encabeçada pelo atual presidente do FC Porto, Pinto da Costa, às eleições dos vice-campeões nacionais de futebol, em 27 de abril, oficializou hoje cinco mudanças em relação ao atual elenco diretivo de seis vice-líderes.

Cinco semanas depois de ter apresentado António Oliveira, ex-futebolista e treinador dos ‘dragões’ e atual acionista da SAD ‘azul e branca’, o empresário João Rafael Koehler e a ortopedista Marta Massada, o líder deu conta das promoções de Nuno Namora, ‘vice’ da Mesa da Assembleia Geral, e de Vítor Hugo, vogal para o departamento de basquetebol.

Esse quinteto será ladeado por Vítor Baía, antigo guarda-redes internacional português e administrador da SAD, que é o único ‘resistente’ do atual lote de vice-presidentes do FC Porto, enquanto Adelino Caldeira, Fernando Gomes, Américo Amorim ou Paulo Mendes estão definitivamente de saída e Alípio Jorge Fernandes vai passar para vogal do bilhar.

“Houve rejuvenescimento e uma aceleração no caminho que temos a percorrer. É natural que, por vezes, as pessoas se cansem. Fernando Gomes teve um ótimo trabalho, mas já me tinha dito há um ano que a sua saída era certa. Tive de preparar uma nova equipa e, como ele saiu, aproveitei para fazer isso no setor financeiro. Resolvi alterar tudo com um princípio de mais modernidade, maior progresso e o mesmo rigor”, frisou Pinto da Costa.

Designado como administrador para a área financeira dos ‘dragões’ em 2014, Fernando Gomes terá como sucessores João Rafael Koehler, na esfera do clube, e José Fernando Figueiredo, economista e consultor sénior do Banco Mundial, no âmbito da SAD, caso o presidente ‘azul e branco’ seja reeleito para um 16.º mandato consecutivo em 27 de abril.

“A união foi um fator essencial e fundamental para as nossas vitórias. No dia a seguir às eleições, a minha maior preocupação será essa. Não será difícil unir-nos, porque não irei pensar em unir as redes sociais. Essas não têm cara e eu não sei falar com pessoas que não têm cara. Quero unir os verdadeiros portistas. É uma promessa que vos faço. Vamos fazer de tudo para que voltemos a estar todos unidos. Assim, seremos mais fortes. Daqui a quatro anos, pretendemos que o FC Porto seja ainda maior do que é hoje”, direcionou.

O advogado Nuno Namora foi escolhido para desempenhar funções na área jurídica, em substituição do homólogo Adelino Caldeira, que fazia parte da SAD há cerca de 30 anos.

Já António Borges, Eurico Pinto e Luís Fernandes mantêm-se como vogais diretivos para os departamentos de andebol, hóquei em patins e natação, respetivamente, num elenco complementado por Alípio Jorge Fernandes e Rodrigo Barros, novo responsável para o voleibol feminino, cujo cargo de provedor do sócio será desempenhado por Rita Moreira.

José Lourenço Pinto volta a ser cabeça de lista para a liderança da Mesa da Assembleia Geral pela candidatura de Pinto da Costa, que apostou em Ricardo Valente, vereador da Câmara Municipal do Porto, para suceder a Jorge Guimarães na liderança do Conselho Fiscal e Disciplinar, sendo que Américo Aguiar, cardeal e bispo de Setúbal, foi o primeiro elemento indicado para o Conselho Superior, único órgão ‘azul e branco’ não executivo.

O presidente do FC Porto recandidata-se pela última vez às eleições, que decorrerão no Estádio do Dragão, e reconheceu o desejo de dar lugar a alguém com a mesma paixão.

“André Villas-Boas já disse que não é candidato daqui a quatro anos. Ou é [eleito] agora ou volta para os carros. Seja quem for, terá o meu apoio, desde que sinta que vem para servir o FC Porto”, comentou, em alusão a um dos dois adversários no próximo sufrágio.

As eleições dos órgãos sociais do FC Porto para o quadriénio 2024-2028 são disputadas por três candidaturas, lideradas por Pinto da Costa (lista A), André Villas-Boas (B), antigo treinador da equipa de futebol, e Nuno Lobo (C), empresário e professor, incluindo ainda uma lista independente ao Conselho Superior comandada por Miguel Brás da Cunha (D).

LER MAIS

DESPORTO

ARTUR JORGE OFICIALIZADO TREINADOR DO BOTAFOGO

O português Artur Jorge foi hoje oficializado como o novo treinador do Botafogo, do campeonato brasileiro de futebol, tendo assinado um contrato até dezembro de 2025, após ter passado as duas últimas temporadas no Sporting de Braga.

Online há

em

O português Artur Jorge foi hoje oficializado como o novo treinador do Botafogo, do campeonato brasileiro de futebol, tendo assinado um contrato até dezembro de 2025, após ter passado as duas últimas temporadas no Sporting de Braga.

Em comunicado, o Botafogo anunciou a chegada do treinador de 52 anos e avançou que o antigo defesa central já dirigiu o treino de hoje, numa altura em que faltam nove dias para o arranque do Brasileirão.

Artur Jorge chega ao clube do Rio de Janeiro acompanhado dos adjuntos Franclim Carvalho e João Cardoso, do analista André Cunha e do preparador físico Tiago Lopes.

Segundo o emblema carioca, a conferência de imprensa de apresentação do novo técnico será agendada “brevemente”.

O Botafogo pagou dois milhões de euros ao Sporting de Braga pela contratação do novo treinador, que, ao serviço dos minhotos, conquistou uma Taça da Liga em praticamente duas épocas.

A estreia do treinador luso, o terceiro do Botafogo em praticamente um ano, sucedendo a Luís Castro e Bruno Lage, será na quinta-feia, no Equador, perante a Liga de Quito, na fase de grupos da Taça Libertadores.

O campeonato brasileiro passa, assim, a contar com quatro treinadores portugueses, nomeadamente o atual bicampeão Abel Ferreira (Palmeiras), António Oliveira (Corinthians), Pedro Caixinha (Bragantino) e Artur Jorge.

LER MAIS
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO
A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
PORTO X VIZELA




A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
AROUCA X SPORTING




A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
PORTO X BENFICA




RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% INSPIRATION


WEBRADIO 100% DANCE


FABIO NEURAL @ ENCODING

KEYWORDS

ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS