Ligue-se a nós

REGIÕES

CINFÃES PAGA 200 EUROS MENSAIS A MÉDICOS QUE SE FIXEM NO CONCELHO

A Câmara Municipal de Cinfães anunciou hoje que vai atribuir um apoio mensal de 200 euros a cada médico que se queira fixar no concelho e que não tenha residência própria e permanente no município.

Online há

em

A Câmara Municipal de Cinfães anunciou hoje que vai atribuir um apoio mensal de 200 euros a cada médico que se queira fixar no concelho e que não tenha residência própria e permanente no município.

“Com o objetivo de atrair e fixar médicos de família no concelho, a Câmara Municipal de Cinfães vai atribuir um apoio mensal, no valor de 200 euros, a cada clínico que venha trabalhar para Cinfães e que não tenha habitação própria e permanente no município”, anuncia a autarquia em comunicado enviado à agência Lusa.

Para o presidente da Câmara, Armando Mourisco, “a medicina, a saúde, os médicos de família, os enfermeiros, são peças essenciais na qualidade de vida de uma população” e, por isso, “é preciso assegurar que a assistência médica, sobretudo em populações do interior, seja garantida a tempo e horas, com qualidade, com resposta rápida e eficaz, para que se possa melhorar a qualidade de vida”.

“Bem sabemos que, fruto das políticas desenvolvidas ao longo de muitos anos no nosso país, os meios foram escasseando pelo território nacional. Quando alguma coisa falha, falha mais no interior. Há menos gente e, portanto, há menos profissionais no interior. É preciso, de alguma forma, incentivar os médicos para que fiquem nestes territórios do interior”, justificou o autarca socialista.

Este incentivo de 200 euros servirá para comparticipar a aquisição ou arrendamento de habitação ou as despesas de deslocação do local de habitação para a unidade de saúde.

Publicidade

“O apoio será concedido pelo prazo de três anos, com possibilidade de prorrogação, por períodos de um ano. Os médicos passarão também a usufruir de um conjunto de benefícios”, lê-se.

Entre as regalias, está a isenção no pagamento de taxas relativas a licenças de construção, redução de 30% nas tarifas de água, saneamento e recolha de resíduos sólidos, em habitação própria ou arrendada, permanente, incidindo sobre os primeiros 10m3 de consumo de água.

“Os clínicos também terão acesso gratuito às piscinas municipais, cobertas e descobertas, extensivo aos restantes membros do seu agregado familiar, bem como o acesso gratuito aos espetáculos culturais no município”, informa a autarquia.

Armando Mourisco defendeu que esta “ajuda à fixação desses profissionais” é para que “possam perceber que o interior também é atrativo, no interior vive-se bem, há qualidade de vida, há cultura e desporto” e “há uma grande oportunidade de fazerem carreira”.

No seu entender, em troca, Cinfães “ganha qualidade de vida, assistência médica e melhores cuidados de saúde para a população” do município que tem “praticamente 100% de cobertura em médicos de família”.

Publicidade

LUSA

Publicidade
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

REGIÕES

MIRANDELA: ACIDENTE DE TRABALHO MATA HOMEM “SOTERRADO” EM BETÃO

Um homem de 49 anos morreu soterrado esta tarde num acidente de trabalho numa empresa de pré-fabricados de betão, em Vila Nova das Patas, concelho de Mirandela, disse à Lusa fonte dos bombeiros locais.

Online há

em

Um homem de 49 anos morreu soterrado esta tarde num acidente de trabalho numa empresa de pré-fabricados de betão, em Vila Nova das Patas, concelho de Mirandela, disse à Lusa fonte dos bombeiros locais.

“Foi um acidente de trabalho às 15:12. Era um trabalhador da fábrica Pavimir. Supostamente terá caído numa máquina de receção de betão, tendo ficado submerso. Aliás, o alerta foi para um soterrado, o trabalhador ficou submerso com o betão”, indicou o comandante dos Bombeiros Voluntários de Mirandela, Luís Soares.

O comandante adiantou ainda que foram os colegas a encontrar o homem, que estranharam a ausência prolongada da vítima. À chegada do socorro, o trabalhador foi retirado da máquina pelos bombeiros, já em paragem cardiorrespiratória.

O óbito foi declarado ainda na empresa pela equipa médica do helicóptero do INEM de Macedo de Cavaleiros, chamada também para a ocorrência.

Luís Soares explicou ainda que se trata de uma estrutura recetora de betão, com alguma dimensão.

Publicidade

Foi ativado apoio psicológico para colegas e familiares.

A Guarda Nacional Republicana esteve local, tendo comunicado os factos ao tribunal e à Autoridade para as Condições de Trabalho.

LER MAIS

REGIÕES

VISEU: PADRE ACUSADO E CONDENADO POR COAÇÃO SEXUAL A UM JOVEM

O padre de Viseu que estava acusado de tentativa de coação sexual agravada e aliciamento de um menor para fins sexuais foi hoje condenado a um ano e 11 meses de prisão, pena suspensa na execução.

Online há

em

O padre de Viseu que estava acusado de tentativa de coação sexual agravada e aliciamento de um menor para fins sexuais foi hoje condenado a um ano e 11 meses de prisão, pena suspensa na execução.

A pena fica suspensa por um período de três anos e sujeita a um regime de prova, e o padre está obrigado à frequência de um programa para agressores sexuais de crianças e jovens, e a avaliação psicológica ou psiquiátrica.

O padre Luís Miguel Costa foi ainda condenado à pena acessória de proibição de exercer profissão, emprego, funções ou atividades públicas ou privadas cujo exercício envolva contacto regular com menores.

Ficou ainda obrigado ao pagamento de 10 mil euros à vítima por danos não patrimoniais.

Segundo a acusação do MP, em 27 de março de 2021, “o arguido, quando se encontrava sentado ao lado de um menor”, que na altura tinha 14 anos, “tocou com a sua mão na mão da vítima e, pouco depois, deu-lhe conta do seu propósito de se relacionar sexualmente” com ele.

Publicidade

“De seguida, convidou o menor para se encontrar com ele no WC, local onde, puxando-o para junto de si, aproximou os seus lábios aos dele, procurando repetidamente beijá-lo na boca, o que este evitou”, acrescentou.

O MP referiu ainda que, “pouco depois”, o padre mandou “diversos SMS [serviço de mensagens curtas] para o telemóvel do menor, aliciando-o para um encontro a fim de se relacionar sexualmente com ele”.

Em maio de 2022, depois de Luís Miguel Costa ter sido ouvido durante a fase instrutória do processo, o advogado Paulo Duarte disse aos jornalistas esperar que o seu cliente “não esteja, nem sirva nunca, de bode expiatório para expiar as culpas de quem quer que seja, nomeadamente de instituições”.

LER MAIS

MAIS LIDAS