RÁDIO REGIONAL
NACIONAL

CRISTIANO ILIBADO DAS ACUSAÇÕES DE VIOLAÇÃO: VEJA AQUI O DOCUMENTO

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Cristiano Ronaldo foi ilibado das acusações de violação pendentes nos Estados Unidos da América. A queixa foi apresentada por Kathryn Mayorga em 28 de Agosto de 2018 relativamente, a uma alegada violação em 13 de Junho de 2009. 

Os procuradores de Clark County, do Estado norte-americano do Nevada, anunciou hoje que não vai julgar Cristiano Ronaldo por “alegada” violação sexual a Kathryn Mayorga, terminando aqui as investigações deste caso mediático.

No “arquivamento” do caso, dizem os Procuradores: “com base na análise da informação actualmente disponível, as acusações a Cristiano Ronaldo não podem ser provadas para além de dúvida razoável, e assim não serão feitas acusações”, informa o comunicado oficial da Procuradoria de Clark County que aqui publicamos.

 

nbsp| RÁDIO REGIONAL


O CASO:

A alegada violação foi tornada pública em 2017. Kathryn Mayorga disse que foi violada por Cristiano Ronaldo no hotel Palms, em Las Vegas, em junho de 2009. Conheceram-se no bar do hotel e a modelo diz que Ronaldo a convidou para subir à sua suíte.

Na acusação inicial, a mulher de 33 anos admitia que tinha inicialmente aceite um acordo para não falar do assunto por motivos de trauma emocional. Segundo Mayorga, o jogador teria pagado cerca de 300 mil euros pelo seu silêncio. Em janeiro de 2010, teria ainda sido assinado um documento no qual Katheryn acordava em nunca dizer que era Ronaldo o seu agressor, destruir toda a documentação e não confirmar a história caso esta fosse revelada por outras pessoas.

Ronaldo sempre negou a acusação e disse que “a violação é um crime abominável”.

VEJA AINDA:

RONALDO É O PRIMEIRO VENCEDOR DO PRÉMIO TALENTO QUE MARCA O MUNDO

Lusa

MAIA: O REELEITO ANTÓNIO SILVA TIAGO PODERÁ NÃO ACABAR O MANDATO

Lusa

PORTO: JUSTIÇA ACUSA 27 ARGUIDOS SUSPEITOS DE CONTRABANDO DE TABACO

Lusa

JUSTIÇA: GOVERNO APOSTA NA TECNOLOGIA PARA ‘FACILITAR’ TRABALHO AOS FUNCIONÁRIOS JUDICIAIS

Lusa

PRISÕES: MAIS DE DOIS MIL RECLUSOS FORAM LIBERDADOS DEVIDO À PANDEMIA

Lusa

ARMANDO VARA SAI EM LIBERDADE DA PRISÃO DE ÉVORA

Lusa