Ligue-se a nós

REGIÕES

AGRICULTURA: DOURO QUER PRESERVAR GENUIDADE DO TOMATE CORAÇÃO DE BOI

A preservação da semente e da genuidade do tomate coração de boi do Douro com vista à sua classificação como Indicação Geográfica Protegida (IGP) é o objetivo de um projeto que decorre na região, foi hoje anunciado.

Online há

em

A preservação da semente e da genuidade do tomate coração de boi do Douro com vista à sua classificação como Indicação Geográfica Protegida (IGP) é o objetivo de um projeto que decorre na região, foi hoje anunciado.

“Só podemos falar de tomate coração de boi do Douro garantindo a preservação da semente, de ano para ano”, afirma, citada em comunicado, a diretora-geral da empresa Greengrape, Celeste Pereira.

É, neste sentido, que se realiza a 07 de fevereiro, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em Vila Real, o encontro “Tomate Coração de Boi do Douro – Da Sementeira à Mesa – Valorização da Variedade na Região”.

O ‘workshop’, promovido pelas associações de desenvolvimento da região (Beira Douro, Douro Histórico e Douro Superior), em conjunto com a UTAD, o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV) e a Greengrape, destina-se a hortelãos da região, nomeadamente das quintas produtoras de tomate, viveiristas e produtores de sementes e estudantes.

Para Celeste Pereira, um “dos aspetos mais críticos para a transformação deste tomate numa IGP, objetivo a médio-longo prazo, será trabalhar a genuinidade e a origem deste fruto”.

Publicidade

A Indicação Geográfica Protegida é uma designação regulamentada pela União Europeia que visa proteger os nomes de produtos específicos, de modo a promover as suas características únicas associadas à sua origem geográfica e a modos de produção tradicionais.

A edição 2024 do encontro abordará temas como a importância da conservação, preservação e valorização da semente do tomate coração de boi, de forma a garantir a integridade do fruto produzido no Douro.

Esta ação, frisa, “tem em vista a preservação da genuinidade e origem do tomate coração de boi do Douro, aspeto crítico para a sua própria valorização”.

“Ao longo dos anos, temos vindo a perceber, com grande preocupação, que uma parte das quintas e hortelãos do Douro adquirem as suas plântulas [embrião vegetal já desenvolvido que emerge da semente] em viveiristas da região, não havendo garantias de que as plantas tenham origem em sementes de tomate coração de boi do Douro”, afirma.

Acresce que, segundo a responsável, em 2023, o “mercado foi invadido, pelas cadeias de distribuição alimentar mais importantes do país e na própria região do Douro, por uma variedade de tomate que não tem as características da versão tradicional do tomate coração de boi, mas sim de um tomate coração de boi italiano, conhecido por ligúria”.

Publicidade

“Muito mais grave ainda, parte da restauração em geral e do Douro em particular já usa este tomate”, aponta.

O encontro, que irá decorrer na universidade transmontana, conta com a participação de especialistas da Escola de Ciências Agrárias e Veterinárias e do Departamento de Agronomia da UTAD, bem como do INIAV, através do Banco Português de Germoplasma.

Além deste ‘workshop’, no âmbito de uma candidatura liderada pelas três associações, a Greengrape está a desenvolver um livro sobre o tomate coração de boi do Douro, um guia de boas práticas para a cultura do tomate e outros encontros à volta do tomate e da excelência do território para a produção deste fruto.

Estas iniciativas contam com o financiamento do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020.

Desde 2016 que a Greengrape, juntamente com o jornalista Edgardo Pacheco e o especialista em azeite Francisco Pavão, aposta na valorização do fruto de verão através de eventos como o Concurso Tomate Coração de Boi do Douro, que escolhe o melhor exemplar da região, bem como a festa do tomate à mesa de restaurantes da região, que decorre durante todo o mês de agosto.

Publicidade

A iniciativa estende-se ainda ao projeto Capella, que se realiza na aldeia de Arroios, Vila Real, onde a festa acontece à volta do tomate.

Publicidade
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

REGIÕES

PORTO: FERNANDO MADUREIRA VAI PRESTAR DECLARAÇÕES A JUIZ ESTA SEXTA-FEIRA

O advogado de Fernando e Sandra Madureira, Miguel Marques Oliveira, garantiu que o líder da claque do FC Porto vai prestar declarações no âmbito de um processo que investiga os incidentes ocorridos durante uma Assembleia Geral dos ‘dragões’.

Online há

em

O advogado de Fernando e Sandra Madureira, Miguel Marques Oliveira, garantiu que o líder da claque do FC Porto vai prestar declarações no âmbito de um processo que investiga os incidentes ocorridos durante uma Assembleia Geral dos ‘dragões’.

No entanto, o advogado disse aos jornalistas, à saída do Tribunal de Instrução Criminal do Porto, que a esposa de Fernando Madureira deverá permanecer em silêncio.

“Há quem lide com a situação de uma forma melhor e há quem lide de uma forma menos aprazível. Poderão não ser prestadas declarações em virtude do estado emocional das pessoas”, começou por explicar Miguel Marques Oliveira.

O advogado esclareceu ainda que serão vários os arguidos que esta sexta-feira estão dispostos a prestar declarações.

“O Fernando Madureira não irá prestar declarações hoje. Irá prestar, em princípio, pela tarde de amanhã [sexta-feira]. Julgo que cinco ou seis vão prestar declarações. Hoje serão apenas dois arguidos”, disse ainda o advogado.

Publicidade

Já a advogada de Fernando Saul, funcionário do FC Porto, também garantiu que o seu cliente está disposto a “esclarecer” os factos e vai prestar declarações esta sexta-feira.

“O meu cliente esteve sempre disposto para prestar declarações, a defesa entendeu que poderia não ser necessário, mas ele quer mesmo esclarecer e tem de o fazer”, referiu Cristiana Carvalho aos jornalistas.

A advogada esclareceu ainda o que está em causa no processo.

“O que está em causa são os acontecimentos na dita Assembleia Geral. Não está mais nada em causa. Existe um outro arguido com mais um crime, de detenção de arma proibida, mas eu não me vou pronunciar sobre isso”, referiu.

Pouco depois saíram do tribunal, numa carrinha da PSP, Fernando e Sandra Madureira em direção à esquadra de Santo Tirso, onde vão pernoitar novamente.

Publicidade

Outros oito arguidos saíram num miniautocarro para também pernoitarem na esquadra.

António Moreira de Sá e Tiago Aguiar são os detidos que ainda vão prestar declarações esta quinta-feira.

LER MAIS

REGIÕES

PORTO: FERNANDO MADUREIRA (MACACO) E VÍTOR CATÃO DETIDOS – POLÍCIA

A PSP está a realizar hoje mais de 10 buscas no Grande Porto e deteve várias pessoas, entre as quais o líder dos Super Dragões, Fernando Madureira, e outros elementos desta claque, indicou à agência Lusa fonte policial.

Online há

em

A PSP está a realizar hoje mais de 10 buscas no Grande Porto e deteve várias pessoas, entre as quais o líder dos Super Dragões, Fernando Madureira, e outros elementos desta claque, indicou à agência Lusa fonte policial.

Segundo a mesma fonte, foi também detido Vítor Catão, adepto do FC do Porto e antigo presidente do São Pedro da Cova, numa operação em que foram emitidos mais de uma dezena de mandados de detenção.

Em causa estão, nomeadamente, processos relacionados com as alegadas agressões verificadas durante a Assembleia Geral do FC Porto que decorreu em 13 de novembro e as eventuais ameaças feitas ao candidato à presidência do clube André Villas-Boas.

Fonte do Comando Metropolitano da PSP do Porto disse à Lusa tratar-se de um processo do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Porto.

Sem precisar qual o âmbito da operação, a fonte da PSP do Porto confirmou que estão a decorrer “várias diligências”.

Publicidade

Também as viaturas de Fernando Madureira (Macaco), um Porsche e um BMW (entre outras) foram apreendidas.

LER MAIS

MAIS LIDAS