Connect with us

SOCIEDADE

A EDUCAÇÃO FÍSICA VOLTA A CONTAR PARA A AVALIAÇÃO

A nota de Educação Física voltará a contar para o acesso à universidade. O Conselho das escolas é contra e os pais lamentam que se opte por “mudanças avulsas”.

Datas:

em

A nota de Educação Física voltará a contar para o acesso à universidade. O Conselho das escolas é contra e os pais lamentam que se opte por “mudanças avulsas”.

A partir do próximo ano letivo, a nota de Educação Física voltará a contar para o apuramento da classificação final do ensino secundário e, assim, da média de acesso ao ensino superior.

Por decisão do ex-ministro da Educação, Nuno Crato, tal tinha deixado de acontecer em 2012. A nota de Educação Física continuou a contar para efeitos de conclusão do secundário e para os alunos que pretendiam seguir estudos no superior nesta área.

Mas para João Jaime, diretor da Escola Secundária Camões, em Lisboa, esta é uma questão de agenda partidária. O diretor defende que o que devia estar em cima da mesa era a mudança do atual regime de acesso ao ensino superior.

“Os alunos deviam ter uma nota no final do ensino secundário e o acesso fazer-se de forma distinta. Se tal acontecesse não se estaria a ter esta discussão em torno da nota de Educação Física. Todas as disciplinas têm de estar em pé de igualdade se fazem parte do currículo”, defende.

Jorge Ascenção, presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), é da mesma opinião e lamenta que a questão em debate não seja uma mudança do regime de acesso à faculdade, que fizesse com que a média obtida no secundários servisse apenas para certificação deste nível de ensino.

“Como não é isto que se passa, visto que a média do secundário tem um peso de 50% no acesso, encaramos esta alteração com a mesma preocupação que já manifestámos antes”, diz ao Público.

A Confap foi das primeiras organizações a propor que a Educação Física não contasse para o cálculo da média final, argumentando, em 2010, que “há bons alunos que, apesar do seu empenho, não conseguem obter boas classificações a Educação Física, acabando tal facto por lhes descer a média geral de acesso ao ensino superior”.

Por outro lado, Jorge Ascenção considera que “não é por contar para a nota que a Educação Física vai ser mais valorizada pelos estudantes”, defendendo a necessidade de se incutir o gosto nos alunos, “e isso passa por se saber de que modo está a ser dada esta disciplina e se os seus programas fazem sentido”.

José Eduardo Lemos reafirma a posição do Conselho das Escolas, lembrando que os diretores defendem que “a classificação final da disciplina de Educação Física não deve ser considerada em qualquer cálculo para acesso ao ensino superior, exceto se o aluno assim o entender”.

O presidente do Conselho das Escolas admite que, desta forma, se obtém um “equilíbrio”, não prejudicando “milhares de alunos que, por falta de aptidão” eram travados por via da nota desta disciplina.

Mas há quem, pelo contrário, defenda esta medida. É o caso de Domingos Fernandes, investigador do Instituto de Educação de Lisboa, que saúda esta mudança, naquele que diz ser um país “em que os hábitos de educação física são tão precários e em que a obesidade começa a ser um problema de saúde pública”.

Para este especialista em políticas de avaliação e ex-secretário de Estado da Administração Educativa do Governo de António Guterres, ao tratar-se “a Educação Física como uma disciplina de segunda linha está-se a ir contra a ideia de um currículo para a formação global das pessoas.

A mesma opinião é partilhada por Isidoro Roque, presidente da Federação Regional de Lisboa das Associações de Pais, que lamenta que os encarregados de educação “se preocupem apenas com a nota de acesso e não com aquilo que os alunos de facto aprendem e com a sua saúde”.

LUSA | ZAP

PUBLICIDADE
OUVIR A RÁDIO REGIONAL AQUI
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE O SEU COMANTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado.

PUBLICIDADE LINHA CANCRO

OUVIR RÁDIO

OUVIR MÚSICA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESPORTOPublicado há 8 horas

BRAGA EM “BICOS DOS PÉS” DIVIDE A LIDERANÇA DA LIGA (vídeo)

O Sporting sofreu a primeira derrota da época e deixou os 3 pontos na pedreira. O braga está decidido a...

REGIÕESPublicado há 10 horas

TAXISTAS CAMINHAM PARA O SÉTIMO DIA DE PROTESTO

As entidades representativas dos táxis reuniram-se esta segunda-feira com um assessor do primeiro-ministro, no sentido de travar a lei que...

DESPORTOPublicado há 11 horas

LUKA MODRIC ELEITO O MELHOR FUTEBOLISTA DO ANO

O internacional croata Luka Modric conquistou hoje eleito pela primeira vez o prémio 'The Best', atribuído ao melhor futebolista do...

INTERNACIONALPublicado há 14 horas

BÉLGICA VAI ABATER 4000 PORCOS PARA EVITAR A PESTE SUÍNA AFRICANA

A Bélgica prevê abater nos próximos dias 4.000 porcos saudáveis para evitar qualquer contaminação das pecuárias pelo vírus da peste...

SOCIEDADEPublicado há 14 horas

VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE ARRANCA A 15 DE OUTUBRO

A vacinação contra a gripe vai começar em 15 de outubro e o Serviço Nacional de Saúde terá 1,4 milhões...

REGIÕESPublicado há 14 horas

TAXISTAS “NÃO SE ENTENDEM” COM O GOVERNO

Os taxistas consideraram hoje a reunião com um assessor do primeiro-ministro "uma manobra de diversão", pelo que vão continuar a...

SOCIEDADEPublicado há 14 horas

ATROPELAMENTOS E MORTES DE PEÕES DISPARARAM 50%

O número de peões mortos nos primeiros seis meses do ano aumentou cerca de 50% em relação ao mesmo período...

REGIÕESPublicado há 19 horas

NO IC8 JÁ MORRERAM 10 PESSOAS SÓ EM 2018

Dez pessoas morreram este ano no Itinerário Complementar (IC) 8, no distrito de Leiria, vítimas de acidentes de viação, informou...

REGIÕESPublicado há 20 horas

POMBAL: 6 MORTOS EM ACIDENTE NO IC8

Pelo seis pessoas morreram hoje no acidente que envolveu duas viaturas de mercadorias no Itinerário Complementar (IC) 8 em São...

INTERNACIONALPublicado há 1 dia

JOVEM INDONÉSIO SOBREVIVEU 48 DIAS “À DERIVA” NO MAR (vídeo)

Um jovem indonésio sobreviveu 48 dias com a ajuda de uma plataforma para captura de peixe até ter sido resgatado...

PUBLICIDADE LINHA CANCRO

AS MAIS LIDAS