EM ÉPOCA DE CASAMENTOS, CUIDADO COM O FISCO

Em época de verão, propicia à celebração festiva de casamentos, deve ter em atenção que o Fisco anda “atento” às prendas de casamento. Se espera receber prendas financeiras, então tenha os necessários cuidados. leia mais aqui.

O Fisco fez, nos últimos anos, várias acções de fiscalização em casamentos e baptizados para verificar se as receitas adquiridas foram declaradas para efeitos fiscais. As multas podem chegar ao dobro do dinheiro do imposto em falta.

e recebeu ou vai receber donativos monetários num valor superior a 500 euros, saiba que a lei estabelece a obrigação de o beneficiário proceder ao pagamento de uma taxa de imposto do selo de 10%. No caso de o montante não ser declarado ao Fisco, o infractor arrisca-se ao pagamento de uma multa que pode chegar ao dobro do dinheiro do imposto em falta.

Segundo avança o jornal ‘Correio da Manhã’, o Código de Imposto do Selo estabelece a obrigação declarativa de declarar ao Fisco “os donativos de valor superior a 500 euros estão sujeitos ao pagamento do imposto do selo, o que abrange o dinheiro oferecido nos casamentos e baptizados”. Isentos do pagamento à Autoridade Tributária ficam as ofertas feitas entre “cônjuge ou unido de facto, descendentes e ascendentes”.

António Colaço, mestre em Direito Fiscal, conta ao jornal que “não conheço nenhum caso em que os beneficiários tenham declarado ao Fisco os donativos superiores a 500 euros”.

Mas atenção: os inspectores tributários andam por aí. A Autoridade Tributária fez, nos últimos anos, várias acções de fiscalização em casamentos e baptizados para verificar se as receitas adquiridas foram declaradas para efeitos fiscais. A multa a aplicar em caso de incumprimento varia consoante as quantias ganhas. Caso receba uma prenda em dinheiro de 1000 euros, e se esqueça de declarar, terá de pagar uma taxa de 100 euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.