EUROPA: CRÉDITO MAL PARADO CAIU PARA 4,17%

O rácio de crédito malparado dos bancos supervisionados pelo Banco Central Europeu (BCE) desceu para 4,17% no terceiro trimestre de 2018, o valor mais baixo desde que são publicadas estas estatísticas, em 2015.

O rácio de crédito malparado dos bancos supervisionados pelo Banco Central Europeu (BCE) desceu para 4,17% no terceiro trimestre de 2018, o valor mais baixo desde que são publicadas estas estatísticas, em 2015.

Segundo os dados hoje divulgados, o rácio de crédito malparado (‘non-performing loan’ ou NPL, na designação em inglês) em bancos dos 19 países da zona euro entre julho e setembro foi o mais baixo desde o segundo trimestre de 2015.

O rácio tinha sido 4,40% no segundo trimestre do ano passado e de 4,70% nos três meses anteriores.

Nos dados hoje divulgados, o BCE assinalou que o valor mais baixo de rácio de malparado foi encontrado no Luxemburgo (1,04%) e o mais alto na Grécia (43,36%).

Portugal registou o terceiro valor mais alto (14,54% para), atrás da Grécia e de Chipre (20,68%).

Em causa está um total de créditos superior a 15 biliões (milhão de milhão) de euros e de empréstimos não produtivos de 627,7 mil milhões de euros, segundo as tabelas do BCE.

O BCE informou ainda que o rácio de capital aumentou ligeiramente no terceiro trimestre para 17,83% (17,76% no trimestre anterior).

O rácio de cobertura de liquidez manteve-se estável, na comparação com o segundo trimestre, indicou o BCE. Entre julho e setembro o valor foi de 140,93% enquanto no período anterior tinha sido de 140,91%.

Os valores oscilaram entre os 33,09% da Grécia e os 347,54% na Eslovénia.

LUSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.