Ligue-se a nós

DESPORTO

FÓRMULA 1: MAX VERSTAPPEN (RED BULL) VOLTA AOS TRIUNFOS NO JAPÃO

O piloto neerlandês Max Verstappen (Red Bull) regressou hoje às vitórias no Mundial de Fórmula 1 ao vencer o Grande Prémio do Japão, quarta prova da temporada, que ficou marcada por um acidente logo na primeira volta que obrigou a uma interrupção de 32 minutos.

Online há

em

O piloto neerlandês Max Verstappen (Red Bull) regressou hoje às vitórias no Mundial de Fórmula 1 ao vencer o Grande Prémio do Japão, quarta prova da temporada, que ficou marcada por um acidente logo na primeira volta que obrigou a uma interrupção de 32 minutos.

Verstappen, que largou da ‘pole position’, cortou a meta após 1:54.23,566 horas, deixando o segundo classificado, o seu companheiro de equipa Sérgio Pérez (Red Bull), a 12,535 segundos, e o espanhol Carlos Sainz (Ferrari) na terceira posição, a 20,866.

A prova japonesa, disputada com bom tempo, ficou marcada por um acidente entre o tailandês Alexander Albon (Williams) e o australiano Daniel Ricciardo (RB) logo na terceira curva, que obrigou à interrupção da prova por mais de meia hora.

Após a largada, Ricciardo não se apercebeu da aproximação de Albon pela sua direita e os dois acabaram por se tocar, acabando nas barreiras de proteção.

Os comissários foram obrigados a interromper a corrida para retirar os carros em segurança do local.

A prova recomeçou com novo procedimento de largada em que, mais uma vez, Max Verstappen não deu hipóteses à concorrência.

O tricampeão mundial apenas perdeu a liderança momentaneamente após as duas paragens nas boxes para troca de pneus, primeiro para o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) e, depois, para Carlos Sainz.

No entanto, gerindo a degradação dos pneus e o ritmo, Verstappen rapidamente regressou ao comando, estabelecendo, ainda, a volta mais rápida da corrida.

Carlos Sainz beneficiou da estratégia da Ferrari, que colocou Leclerc a servir de tampão ao britânico Lando Norris (McLaren) para chegar ao pódio pela terceira vez em quatro corridas (falhou apenas a da Arábia Saudita, por ter sido operado de emergência a uma apendicite aguda).

Leclerc foi o quarto classificado e viu-se novamente batido pelo companheiro de equipa, seguido de Norris, que foi quinto, e do espanhol Fernando Alonso (Aston Martin), o sexto.

O simulador indicava que o piloto da Aston Martin não conseguiria melhor do que a nona posição mas a experiência do asturiano rendeu pontos, pois geriu exemplarmente a degradação dos pneus e ainda permitiu, na parte final, que o australiano OScar Piastri (McLaren) rodasse a menos de um segundo da sua traseira de forma a ter DRS e ajudar na defesa do ataque do britânico George Russell (Mercedes), que vinha em recuperação.

Russel ainda se desenvencilhou de Piastri mas não conseguiu suplantar Alonso, que resistiu durante as últimas sete voltas.

Esta foi a terceira vitória de Max Verstappen nas quatro corridas já disputadas, 37.ª da sua carreira. Foi, também, a terceira vitória consecutiva no Japão.

“Foi bom. No arranque consegui ficar à frente e, a partir daí, o carro foi ficando cada vez melhor”, comentou, no final, o tricampeão.

Verstappen cimentou a liderança no campeonato, tendo agora 77 pontos, mais 13 do que Sérgio Pérez, que é, agora, o segundo classificado, tendo ultrapassado Leclerc, que é o terceiro, com 59.

Entre os construtores, a Red Bull lidera, com 141 pontos, mais 21 do que a Ferrari.

A próxima ronda é o Grande Prémio da China, dentro de duas semanas, que marca o regresso de Xangai ao calendário pela primeira vez desde o início da pandemia de covid-19.

Será, também, a primeira das seis provas desta época com uma corrida ‘sprint’ no sábado.

Publicidade

HELPO, EU CONSIGNO EU CONSIGO, IRS 2024
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

DESPORTO

SC BRAGA: PIZZI NÃO RENOVA CONTRATO E DESPEDE-SE DOS “GUERREIROS”

O experiente internacional português Pizzi não vai continuar no Sporting de Braga, anunciou hoje o clube minhoto, quarto classificado da I Liga de futebol.

Online há

em

O experiente internacional português Pizzi não vai continuar no Sporting de Braga, anunciou hoje o clube minhoto, quarto classificado da I Liga de futebol.

“Foi bom ter-te de volta, Luís Miguel [Pizzi]. Obrigado por tudo”, pode ler-se nas redes sociais do clube minhoto, numa despedida ao médio de 34 anos e numa referência implícita à segunda passagem pelos ‘arsenalistas’, depois do regresso, 12 anos depois, em janeiro de 2023.

A saída de Pizzi, que termina contrato com os minhotos em junho, acontece no dia seguinte à do veterano defesa central José Fonte (40 anos).

Esta época, o médio fez 44 jogos pelo Sporting de Braga em todas as competições (nacionais e internacionais), tendo apontado quatro golos e feito quatro assistências.

Internacional por 17 vezes, Pizzi alinhou nos juniores dos bracarenses em 2007/08, proveniente do Bragança, mas na equipa sénior, depois de vários empréstimos, só tinha feito dois jogos no início da época 2011/12, antes de ser transferido para o Atlético de Madrid, em agosto de 2011.

LER MAIS

DESPORTO

SPORTING CP: TODOS OS GOLOS DA ÉPOCA 2023/2024 (VÍDEO)

Veja aqui todos os golos do Sporting CP na Primeira Liga época 2023/2024.

Online há

em

Veja aqui todos os golos do Sporting CP na Primeira Liga época 2023/2024.

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

FABIO NEURAL @ ENCODING


NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS