Ligue-se a nós

CIÊNCIA & TECNOLOGIA

GOOGLE ANUNCIA NOVOS RECURSOS NO COMBATE À DESINFORMAÇÃO

A Google anuncia hoje quatro funcionalidades de pesquisa que ajudam o utilizador a avaliar “rapidamente as informações” que estão ‘online’ e obter contexto chave, quando se assinala o Dia Internacional da Verificação de Factos.

Online há

em

A Google anuncia hoje quatro funcionalidades de pesquisa que ajudam o utilizador a avaliar “rapidamente as informações” que estão ‘online’ e obter contexto chave, quando se assinala o Dia Internacional da Verificação de Factos.

“Para dar o acesso a estas ferramentas a mais pessoas, expandimos duas funcionalidades — Acerca desta imagem e Acerca desta página — para mais 40 idiomas em todo o mundo, incluindo o português”, refere a tecnológica, em comunicado.

O Dia Internacional da Verificação de Factos, que se assinala hoje, 02 de abril, é uma iniciativa global que reconhece o papel crucial de informações precisas num mundo interconectado.

Uma das funcionalidades anunciadas pela Google permite saber mais sobre um ‘website’ em “mais acerca desta página”.

Ou seja, “é possível reconhecer muitos ‘websites’ nos seus resultados de pesquisa, mas pode haver outros que não conhece — e sobre os quais gostaria de saber mais” e esta funcionalidade “permite obter contexto sobre um determinado ‘website’ antes de clicar nele”, explica a Google.

Para tal, “basta clicar nos três pontos ao lado do nome do ‘website’ nos resultados da pesquisa e tocar no separador ‘mais acerca desta página’”, sendo disponibilizadas informações sobre a página ‘online’, “tal como a forma como a Wikipedia o descreve (quando disponível) e o que outros na ‘web’ disseram sobre o mesmo”, adianta.

Desta forma, “o utilizador poderá tomar uma decisão mais informada sobre uma possível visita”. Esta funcionalidade está disponível mais de 40 idiomas adicionais a nível global, incluindo o português.

Outra funcionalidade permite encontrar verificações de factos nos resultados. De acordo com a tecnológica, se está curioso sobre um boato que ouviu numa conversa, “organizações independentes de verificação de factos podem já ter investigado esse tópico”.

Ou seja, “facilitamos a localização das verificações de factos publicadas por fontes independentes e confiáveis na ‘web’”, pelo que “se um artigo de verificação de factos for relevante para a pesquisa, pode ser que uma pré-visualização lhe apareça nos resultados da pesquisa”.

Além disso, “estes resultados também vão exibir trechos (‘snippets’) de forma a ajudar o utilizador a ter contexto sobre uma alegação específica que tenha sido feita”.

O Fact Check Explorer é outra funcionalidade que “ajuda os jornalistas e verificadores de factos a aprofundar um determinado tópico”, sendo que, ao pesquisarem um tópico, podem encontrar facilmente verificações de factos que já foram investigadas por organizações independentes de todo o mundo, adianta a tecnológica.

A partir de agora, “é possível utilizar o Fact Check Explorer para descobrir mais sobre uma imagem”.

Anteriormente “apenas disponível na versão beta, esta funcionalidade permite carregar ou copiar o ‘link’ de uma imagem no Fact Check Explorer para ver se essa mesma imagem já foi usada nalguma verificação de factos”.

Os jornalistas e os verificadores de factos “também podem usá-lo através da API Fact Check Tools, que lhes dá a capacidade de mostrar verificações de factos relevantes para uma imagem nos seus próprios produtos e ‘websites’”.

Uma quarta funcionalidade diz respeito a ‘Acerca desta Imagem’, que “oferece uma forma rápida de saber mais informação e obter contexto das imagens que vê ‘online’”.

Tal permite obter o histórico de uma imagem, como outros ‘websites’ usam e descrevem a imagem e os seus metadados.

CIÊNCIA & TECNOLOGIA

CASOS DE CANCRO DA PRÓSTATA EM 2040 DEVERÃO SER O DOBRO DOS DE 2020

Um estudo publicado hoje prevê que os casos anuais de cancro da próstata em todo o mundo atinjam em 2040 os 2,9 milhões, mais do dobro dos 1,4 milhões registados em 2020.

Online há

em

Um estudo publicado hoje prevê que os casos anuais de cancro da próstata em todo o mundo atinjam em 2040 os 2,9 milhões, mais do dobro dos 1,4 milhões registados em 2020.

A investigação, publicada pela revista científica britânica Lancet, estima igualmente que as mortes anuais aumentem 85% no mesmo período, para quase 700.000 (375.000 em 2020), sobretudo entre os homens dos países de rendimento médio-baixo (PRMB), adianta a revista em comunicado, em que admite que “os números reais serão provavelmente muito superiores aos registados devido ao subdiagnóstico” e a falhas na recolha de dados nestes países.

A análise é da Comissão sobre Cancro da Próstata da Lancet e será apresentada no sábado no 39.º Congresso Anual da Associação Europeia de Urologia, que decorrerá de 5 a 8 de abril em Paris (França).

As mortes causadas por cancro da próstata diminuíram desde meados da década de 1990 na maioria dos países de rendimento elevado (PRE), mas nos PRMB em geral o número de casos tem vindo a aumentar e a taxa de mortalidade a subir.

Este tumor maligno “é uma das principais causas de morte e incapacidade, representando 15% de todos os cancros masculinos”. Em mais de metade dos países é o mais comum nos homens. Os principais fatores de risco da doença são ter mais de 50 anos e antecedentes familiares.

“À medida que mais e mais homens em todo o mundo vivem até à meia-idade e à velhice, haverá um aumento inevitável no número de casos de cancro da próstata”, disse Nick James, especialista em cancro da próstata e da bexiga no Instituto de Investigação do Cancro em Londres, na liderança da comissão da Lancet, citado no comunicado.

O também oncologista clínico conselheiro do hospital especializado no tratamento do cancro The Royal Marsden defendeu a urgência de planeamento e de medidas, como melhores programas de educação e de deteção precoce, que, acrescentou, “ajudarão a salvar vidas e a evitar problemas de saúde causados pelo cancro da próstata”.

Em relação aos PRMB, a comissão considera também necessário aumentar “a sensibilização para os perigos e sintomas do cancro da próstata metastático”, assim como para o facto dos tratamentos, incluindo alguns de baixo custo (como a terapia hormonal), poderem prolongar a sobrevivência e diminuir o sofrimento, acrescentando que alguns dos tratamentos “estão disponíveis” em muitos destes países, devendo ser melhorada a sua disponibilização e o acesso dos doentes.

Por outro lado, os PRMB precisam de pessoal e de instalações especializadas – tendo em conta que a melhor terapia para este tumor exige profissionais com formação específica e infraestruturas para apoiar o diagnóstico, por exemplo ao nível da cirurgia e da radioterapia — o que, segundo a comissão, poderia passar pela criação de centros regionais.

James N’Dow, catedrático de Cirurgia na Universidade de Aberdeen (Escócia) e fundador da Horizons Trust (Gâmbia), para o desenvolvimento dos cuidados de saúde na África Subsaariana, considerou que “a questão nos países de rendimento médio-baixo é que o diagnóstico tardio do cancro da próstata é a norma”.

Assinalou que “o aumento do número de casos e mortes por cancro da próstata pode ter enormes impactos económicos e sociais” naqueles países, dado que os homens “são muitas vezes o principal sustento da família”, podendo esta enfrentar “grandes dificuldades (…) se morrerem ou ficarem gravemente doentes”.

A comissão chama ainda a atenção para a “necessidade global de programas de deteção precoce novos e melhorados”, argumentando haver “provas que sugerem” que o recurso ao teste Antigénio Específico da Próstata (PSA na sigla em inglês), utilizado frequentemente no rastreio ao tumor nos países de rendimento elevado, “leva ao excesso de testes em homens idosos de baixo risco, mas não aumenta a deteção do cancro da próstata em homens mais jovens com maior risco”.

Destaca igualmente as “enormes variações na probabilidade de os homens serem diagnosticados com cancro da próstata avançado com a estratégia do teste de PSA”.

Assim, os especialistas recomendam no caso dos PRE “a utilização de exames de ressonância magnética em combinação com testes ao PSA para rastrear homens com alto risco de cancro da próstata, tais como aqueles com história familiar da doença, os de origem africana e os que possuem mutação do gene BRCA2”, alegando que “esta abordagem reduziria o excesso de diagnóstico e de tratamento, ao mesmo tempo que detetaria doenças potencialmente letais”.

Ressalvam, no entanto, que as biópsias são o método mais eficaz na identificação de cancros agressivos.

LER MAIS

CIÊNCIA & TECNOLOGIA

REDE SOCIAL X (TWITTER) VOLTA A DISPONIBILIZAR “SELO AZUL” GRÁTIS

A rede social X começou esta quinta-feira a restabelecer gratuitamente os selos azuis que verificam as contas mais influentes, um serviço reservado aos utilizadores que pagassem desde que o bilionário Elon Musk comprou a empresa há um ano e meio.

Online há

em

A rede social X começou esta quinta-feira a restabelecer gratuitamente os selos azuis que verificam as contas mais influentes, um serviço reservado aos utilizadores que pagassem desde que o bilionário Elon Musk comprou a empresa há um ano e meio.

Musk anunciou a intenção na semana passada, com uma publicação na qual dizia que contas com mais de 2.500 “seguidores assinantes verificados” — conceito que não esclareceu e que gerou confusão — teriam gratuitamente o acesso a recursos pagos da rede X.

O empresário comprou a empresa (ex-Twitter) em outubro de 2022 e pouco tempo depois introduziu uma de suas mudanças mais polémicas: o Twitter Blue, ou X Premium, um modelo de assinatura que permitia a qualquer pessoa pagar pelo selo de verificação azul anteriormente vinculado à confiabilidade e ao interesse público.

Muitos dos utilizadores que tinham o sinal azul (“blue check”), incluindo meios de comunicação e celebridades, disseram não estarem dispostos a pagar.

A nova mudança ocorre dias depois de Musk perder uma batalha judicial contra a organização Center for Countering Digital Hate (CCDH), que processou por publicar um relatório sobre o aumento do discurso de ódio na X.

Musk, que comprou a plataforma com o objetivo de transformá-la numa espécie de fórum público sem censura e se autoproclama defensor da liberdade de expressão, foi justamente acusado pelo juiz que indeferiu a ação de querer censurar a CCDH.

LER MAIS
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO
A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
PORTO X VIZELA




A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
AROUCA X SPORTING




A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
PORTO X BENFICA




RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% INSPIRATION


WEBRADIO 100% DANCE


FABIO NEURAL @ ENCODING

KEYWORDS

ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS