GOVERNO ‘OFERECE’ 10 MIL EUROS ÀS ESCOLAS QUE MAIS REUTILIZEM MANUAIS

O Ministério da Educação vai atribuir 10 mil euros às 20 escolas com melhores taxas de reutilização de manuais escolares, numa campanha lançada hoje e que vai incluir orientações às escolas durante o ano letivo.

O Ministério da Educação vai atribuir 10 mil euros às 20 escolas com melhores taxas de reutilização de manuais escolares, numa campanha lançada hoje e que vai incluir orientações às escolas durante o ano letivo.

O anúncio foi feito hoje pelo ministério, que refere ter destinado um investimento de 200 mil euros para fazer um reforço orçamental às 20 escolas do país que ficarem mais bem classificadas na lista de 100 que irão receber um selo de Escola MEGA Fixe.

De acordo com o ministério, a “distinção está prevista no manual hoje publicado que, além de apresentar esta campanha, reúne informação útil para as escolas relativamente à distribuição gratuita e reutilização de manuais escolares, através da plataforma MEGA”.

A campanha foi definida depois de ouvidos os diretores de agrupamentos de escolas e inclui melhorias da plataforma de reutilização dos manuais escolares.

Uma das melhorias destacada é a alteração no processo de faturação, que “passará, já no próximo ano letivo, a estar centralizado no Instituto de Gestão Financeira da Educação (IGeFE) desonerando assim as escolas dessa tarefa”, refere o ministério de Tiago Brandão Rodrigues.

As escolas receberão, ao longo do ano letivo, orientações mais detalhadas e serão alvo de sessões de esclarecimento sobre a utilização da plataforma MEGA.

A primeira sessão decorre hoje em Lisboa e a última acontecerá no início de fevereiro, no Porto

O ministério sublinha ainda que os alunos de todas as escolas públicas terão acesso, no próximo ano letivo, a manuais escolares gratuitos, num investimento superior a 160 milhões de euros.

LUSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.