RÁDIO REGIONAL
ECONOMIA & FINANÇAS

GOVERNO QUER CONTINUAR A INVESTIR NAS OBRAS PÚBLICAS

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O Governo assegurou hoje que vai “continuar a fazer crescer o investimento” em obras públicas, sensibilizando ainda a União Europeia “para a necessidade de não fazer cortes”, mas o setor da construção está “preocupado” com estes orçamentos em 2019.

“Penso que estamos alinhados quanto ao desígnio em continuar a fazer crescer o investimento neste setor, com investimentos necessários para o desenvolvimento do país, e é assim que o estamos a fazer agora”, disse o ministro do Planeamento, Pedro Marques, à agência Lusa.

Falando à margem da abertura da 20.ª edição da Feira Internacional de Construções e Obras Públicas (Tektónica), em Lisboa, o responsável assinalou que “o investimento [no setor] em 2017 cresceu praticamente 10%, contribuindo muito para os bons resultados da economia”.

Realçando que, no ano passado, “o Governo lançou também investimentos muito significativos na área da ferrovia”, o ministro notou que “não só [esses investimentos] estão no terreno e, portanto, já têm impacto no orçamento deste ano”, em zonas como a Beira Baixa ou o Alentejo, como foi agora lançado um “investimento muito significativo de centenas de milhões de euros que se vão projetar na sua execução no ano de 2019 e de 2020″.

“E vamos continuar a lançar investimentos ao longo deste período”, acrescentou Pedro Marques, garantindo que a ferrovia “é este ano e há de continuar a ser no próximo ano uma prioridade governamental”.

Ao mesmo tempo, o executivo está a “sensibilizar a União Europeia para a necessidade de não fazer cortes nas políticas de coesão”, no âmbito do orçamento daquela instituição para 2019.

Nos “próximos meses”, o Governo vai ainda debater os “investimentos prioritários” do programa de apoios comunitários Portugal 2030, segundo Pedro Marques.

O responsável aludia às preocupações elencadas pelo presidente da Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI), Manuel Reis Campos, relacionadas com o Orçamento do Estado para 2019 e com o orçamento da União Europeia.

“Fizemos o trabalho de casa com tempo, neste Governo e nesta legislatura, preparámos concursos e as obras estão agora a ir para o terreno – como na área da ferrovia – e estamos a começar a fazer já o debate para a próxima época, portanto parece-me que estamos alinhados com as preocupações da CPCI”, adiantou Pedro Marques.

Porém, Manuel Reis Campos disse estar “preocupado com os dois orçamentos”.

No que toca ao português, o responsável frisou que “o investimento privado foi o motor do relançamento [do setor da construção e do imobiliário] e é preciso que o investimento público acompanhe”.

Ressalvando que o Orçamento do Estado “depende de um pacto político”, Manuel Reis Campos falou na importância de se alcançar tal acordo, já que “há questões do setor, como a reabilitação urbana e as grandes obras, que não são partidárias, são políticas e devem ser assumidas agora”.

Quanto ao orçamento de Bruxelas, sustentou que “se a União Europeia define o setor da construção e do imobiliário como um grande motor, deve ter em atenção” as verbas atribuídas.

“Não devemos ser prejudicados pelos cortes, que terão de ser noutras atividades e não na nossa”, adiantou Manuel Reis Campos.

A Tektónica é uma das maiores feiras internacionais na área da construção e das obras públicas em Portugal e, na edição deste ano, regista um aumento de 20% no número de face a 2017, ultrapassando os 500, numa área de 30 mil metros quadrados.

nbsp| RÁDIO REGIONAL

VEJA AINDA:

SETOR DA SARDINHA QUER PESCAR ‘UM BOCADINHO MAIS’ DURANTE MAIS TEMPO EM 2022

Lusa

VENDAS DE VESTUÁRIO EM PORTUGAL E ESPANHA SOBEM 26% FACE A 2020 MAS CAEM 23% FACE A 2019

Lusa

MAIS DE UM TERÇO PREFERE COMPRAR MEDICAMENTOS SUJEITOS A RECEITA DE MARCA DO QUE GENÉRICOS

Lusa

VENDAS DOS CENTROS COMERCIAIS EQUIPARAM NÍVEIS PRÉ-PANDEMIA

Lusa

UM QUARTO DOS TRABALHADORES GANHA SALÁRIO MÍNIMO E SÃO SOBRETUDO MULHERES, JOVENS E PRECÁRIOS

Lusa

COVID-19: COSTA APELA A CUMPRIMENTO DE REGRAS PARA EVITAR NOVO ‘TERRÍVEL JANEIRO’

Lusa

Moschee Teppich

Moschee teppiche werden nicht kurzfristig gewechselt, d.h. das ein Moschee teppich sehr hohe Anforderungen erfüllen muβ. Speziell entworfene Moschee Teppiche zeichnen sich durch Design und Farben aus. Mit der Weiterentwicklung der Technologie werden heute Tausende von Farben und Modellen in Teppichen hergestellt, die mit Moscheen kompatibel sind.

100% Reine Schurwollteppich kaufen: Schurwollteppiche sind Schwerentflammbar, Robust, Strapazierfahig, Antibakteriel und Schmuzabweisend.

Canlı Maç Sonuçları Run 3 Play Snake Friv Atari Breakout cookie clicker unblocked games Düğün Paketleri uygunsigara.com/ Umzug Basel
saç ekimi hair transplant
Umzug Basel
seslendirme santral anons santral seslendirme