REGIÕES

TORRE DE MONCORVO: ALDEIAS FORA DE PERIGO APÓS ALGUMAS ‘HORAS DE AFLIÇÃO’

O presidente da União de Freguesias da Cardanha e Adeganha, no concelho de Torre de Moncorvo, disse hoje, que já não há aldeias em perigo em consequência do incêndio que deflagrou naquele território ao início da tarde.

“As aldeias de Estevais, Cardanha e Adeganha já não correm perigo devido ao incêndio, apesar da aflição inicial que durou algumas horas. Não temos o conhecimento de casas ardidas ou vítimas”, indicou José Moreiras à Lusa.

Segundo o autarca, o fogo à sua passagem queimou três ou quatro palheiros junto a Estevais e Cardanha.

Já o Comandante Operacional Distrital de Operações e Socorro (CODIS) de Bragança, João Noel Afonso avançou que o fogo está concentrado em zonas de mato de difícil acesso e que o dispositivo de combate às chamas está ser reforçado.

“Estamos a concentrar meios de combate ao incêndio no concelho de Torre de Moncorvo” frisou o CODIS.

O comandante disse também não ter conhecimento de danos materiais ou humanos, resultantes do incêndio que lavra em duas frentes na União de Freguesias de Adeganha e Cardanha.

“Ao início da tarde viveram-se alguns momentos de aflição, tendo sido necessário reorganizar o dispositivo na aldeia de Estevais”, enfatizou João Noel Afonso.

O alerta para o incêndio que lavra na União de Freguesias de Adeganha e Cardanha foi dado às 14:41.

“As condições atmosféricas são adversas, nomeadamente o vento que dificulta a progressão dos operacionais no terreno, que já por si é acidentado”, indicou o CODIS.

Segundo a página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), às 20:00 estavam empenados no combate às chamas 94 bombeiros apoiados por 34 viaturas, meio aéreo e duas máquinas de rastos.

Fotografia: Mensageiro de Bragança

VEJA AINDA:

PORTO: FUNDAÇÃO DE SERRALVES ALVO DE ‘MAIS UMA’ INSPEÇÃO LABORAL

Lusa

CONSÓRCIO DE EMPRESAS LANÇA TECNOLOGIA QUE ELIMINA O VIRUS COVID-19 EM SEGUNDOS

Lusa

AMADORA: DOIS PROCURADORES DO TRIBUNAL INFETADOS COM COVID-19

Lusa

COIMBRA: AMBIENTALISTAS DENUNCIAM O ABATE DE CENTENAS DE ÁRVORES NA SERRA DA LOUSÃ

Lusa

MATOSINHOS: AUTARQUIA ‘LANÇA’ CINCO NOVAS LINHAS DE AUTOCARRO

Lusa

VIANA DO CASTELO: POLITÉCNICO ADIA ARRANQUE DO ANO LETIVO

Lusa