INSPETORES DA PJ CONFIRMAM GREVE POR FALTA DE ACORDO COM O GOVERNO

A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal da Polícia Judiciária admitiu hoje manter a opção de uma greve ao trabalho suplementar por tempo indeterminado, ao não ter chegado a acordo com a ministra da Justiça.

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem enviou hoje, perto da hora do almoço, aos sindicatos das várias áreas da Polícia Judiciária (PJ) uma proposta de revisão de estatutos profissionais, marcando para as 17:00 uma reunião com a Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal (ASFIC), seguindo-se outras, separadas, com a Associação Sindical dos Funcionário Técnicos Administrativos, Auxiliares e Operacionais, com a Associação Sindical dos Peritos Forense e com a Associação Sindical dos Seguranças da PJ.

À saída da reunião, o presidente da ASFIC, Ricardo Valadas, declarou aos jornalistas que não viram respondidas as suas reivindicações, nomeadamente em matéria remuneratória, mas disse mantém “a esperança” numa intervenção do primeiro-ministro e do tutelar das Finanças, considerando que estes têm a última palavra para resolver a questão.

ARA // ZO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.